Crítica | 13 Medos – A Série Completa

estrelas 3

Muito interessante ver o gênero terror sob outras perspectivas. No geral, o acesso que temos ao estilo é das produções oriundas dos Estados Unidos ou do boom de produtos orientais que surgiram na última década, graças ao processo de democratização da internet. Em termos audiovisuais, o México circula por aqui através de suas novelas, a maioria, questionáveis do ponto de vista técnico e conteudista, motivo de piada entre críticos e até mesmo espectadores comuns.

Diante do exposto, assistir aos 13 episódios da minissérie 13 Medos é uma jornada no mínimo interessante. É ver interpretações de medos ditos universais sob um ponto de vista pouco explorado na cinematografia e na ficção seriada televisiva deste espaço discursivo, um região conhecida por muitos apenas pelos estereótipos construídos pelo cinema hollywoodiano.

A série possui 13 episódios bem enxutos de em média 20 minutos e explora os medos comuns aos seres humanos. São situações envolvendo medos e pânicos sociais que geralmente foram temas de filmes no formato longa-metragem. As referências aos filmes do gênero, no geral, das produções estadunidenses, torna-se evidente ao chegar o desfecho de cada episódio independente, interligado apenas por um personagem ao estilo Zé do Caixão ou Vampira, soltando um texto “moralista” e reflexivo na abertura e no fechamento, ou em ambos.

Cada episódio retrata a vida de uma determinada pessoa sendo drasticamente modificada por uma ironia do destino. Um acidente de carro ocorrido por descuido, uma jovem teimosa sendo punida por agir contra o senso comum, um jovem castigado por presenças espirituais que o acompanham desde criança, uma moça alvo dos ciúmes de um namorado possessivo, dentre vários ao longo dos 13 blocos individuais.

Alguns soam previsíveis, outros adotam o famoso plot twist para sacudir a trama. Como destaque, pode-se apontar A Troca, Olho x Olho e Precisa-se de um Ajudante.

Em A Troca, um homem comete uma falha na estrada e acaba provocando um acidente que ceifa a vida da sua esposa e do motorista do carro da pista ao lado. Desesperado e com sentimento de culpa, o homem é visitado pela figura que representa (divertidamente e de maneira eficiente) a morte. O convite é realizado e um “contrato” é fechado. O problema? Ele não sabe sequer o ônus dessa situação, como será o pagamento, algo mais avassalador  e digno de culpa que o estabelecido pelo acidente inicial. Arrebatador, dinâmico e bem feito.

Em Olho x Olho temos uma relação direta com O Chamado. Muito parecido o retorno de uma pessoa vítima de uma injustiça no intuito de vingar aqueles que tiraram as suas vantagens na vida terrena. Precisa-se de um Ajudante também é interessante, talvez o episódio mais bem feito de todo o pacote: envolve uma senhora misteriosa que cuida de pessoas deficientes e que certo dia recebe uma moça em busca de emprego. Ela deixa claro que pode ofertar moradia e alimentação, mas infelizmente nenhum recurso financeiro direto, tal como dinheiro ou um cheque. A moça só não sabe o que lhe espera, numa agonizante a arrepiante revelação que nos lembra, de alguma forma, o ótimo A Chave Mestra.

Há outros episódios interessantes, somados a alguns momentos bastante questionáveis e aparentes cópias mal realizadas de Psicose e outros clássicos do terror. Motel, por exemplo, mistura tantos elementos que chega a ficar sem graça logo em sua metade, investido em uma fila de clichês processados constantemente no senso comum. O único elo mais fraco é a presença constante de explicações moralistas para as coisas, com explicações ao final, por parte da Morte, algo que soa esmiuçado demais e pouco relevante. Ademais, vale a pena. Deixa o seu preconceito de lado e dê uma chance ao país conhecido popularmente por novelas hediondamente estranhas, tais como Maria do Bairro, Marimar, Maria Mercedes, Esmeralda etc.

13 Medos – A Série Completa (13 Miedos) México, 2007
Direção: Vários
Roteiro: Vários
Elenco: Constantino Morán, Enrique Arreola, Tony Dalton, Yael Albores, Gaston Peterson, Eduardo Ruy, Antonio de la Vega, Dominika Paleta, Natalia Esperón, Ricardo Campos
Duração: 22 min (cada episódio)

LEONARDO CAMPOS . . . . Tudo começou numa tempestuosa Sexta-feira 13, no começo dos anos 1990. Fui seduzido pelas narrativas que apresentavam o medo como prato principal, para logo depois, conhecer outros gêneros e me apaixonar pelas reflexões críticas. No carnaval de 2001, deixei de curtir a folia para me aventurar na história de amor do musical Moulin Rouge, descobri Tudo sobre minha mãe e, concomitantemente, a relação com o cinema.