Crítica | 24: Legacy – 1X08: 7:00 p.m. – 8:00 p.m.

24-legacy-1x08-plano-critico

estrelas 4

  • Contém spoilers.
  • Leiam aqui as nossas críticas dos outros episódios da série.

O episódio anterior de 24: Legacy foi um dos mais fracos da temporada e 7:00 p.m. – 8:00 p.m. apenas corrobora esse fator, ao colocar em evidência todos os seus deslizes de roteiro. Felizmente, a vertiginosa queda que a temporada apresentava foi parada aqui, através de um capítulo que muda a direção do seriado consideravelmente, por mais que se apoie em algo que não sabemos se, de fato, irá funcionar, podendo repetir novamente a velha história de Carter trabalhando sozinho. Dito isso, o que ganhamos aqui foi um dos melhores episódios da série, que mostra ao espectador que ainda há esperança em relação a seu futuro, ao menos desta temporada.

Depois de se entregarem para Jadalla Bin-Khalid, Eric e Andy são levados para o esconderijo do terrorista, onde irão desencadear o plano para destruir o pendrive contendo os códigos de ativação das células terroristas. O que não esperavam, contudo, é que o vilão já estava prevendo isso e faz Andy liberar seu vírus em um pendrive falso, o forçando, em seguida, a recuperar os dados do verdadeiro. Enquanto isso, Rebecca deve lidar com seu marido, que chega ao local onde seu pai está sendo torturado, a fim de revelar as informações que sabe sobre o grupo de Jadalla. Do outro lado da cidade, temos Nicole e Isaac decidindo como vão ajudar Carter.

7:00 p.m. – 8:00 p.m. resgata o ritmo frenético dos primeiros capítulos da temporada, nos jogando direto em uma trama com uma forte atmosfera de instabilidade. Sabemos que a qualquer momento tudo pode dar errado, o que mantém nossa atenção fixada na tela a todos os instantes. A morte paira sobre a narrativa ao passo que esperamos que Andy ou o irmão de Eric podem encontrar o fim de suas vidas (o protagonista dificilmente seria morto). O roteiro, contudo, não demonstra coragem o suficiente de se livrar de qualquer personagem, ainda que isso não seja algo necessariamente ruim, resta saber como eles serão explorados nos capítulos seguintes.

Os trechos envolvendo Rebecca, por mais que a situação da tortura crie um evidente paralelo com as três linhas narrativas, visto que em todas há alguém sendo convencido da maneira mais violenta, soa como um mero filler, especialmente após Donovan não entregar absolutamente nada sobre o que sabe. Claro que isso vai gerar consequências diretas para a vida pessoal de Ingram, o que apenas irá garantir a parcela “novelesca” de 24: Legacy, algo que, felizmente, foi abandonado quando se trata de Nicole e Isaac.

A verdadeira surpresa do episódio vem com a captura de Jadalla, algo que definitivamente não esperávamos acontecer tão cedo, significando o início de um novo caminho para a temporada. A introdução de um novo vilão, Naseri (Oded Fehr) soa como um ponto conveniente demais do roteiro, para estender a duração da temporada, especialmente considerando que o personagem jamais aparecera até aqui, mesmo nas vezes que vimos Jadalla em sua base. Somos deixados, porém, na incógnita sobre o futuro que ele representa. Se tratando do episódio em si, porém, soa conveniente demais que, em um bombardeio, apenas os dois terroristas “chefões” tenham sobrevivido.

Dito isso, 7:00 p.m. – 8:00 p.m., está longe de ser perfeito, mas com certeza representa uma melhoria nessa temporada que iniciara bem e fora decaindo. Apesar de alguns pontos que soam como meros artifícios do roteiro, temos aqui o melhor episódio de 24: Legacy, definindo um novo caminho para a série a partir da próxima semana. Resta torcer para que Naseri não seja apenas uma versão de aparência diferente de Jadalla, pois se for cairemos na velha repetitividade. Por outro lado, isso pode representar um caminho mais pessoal para Eric, que novamente pode insistir em trabalhar sozinho.

24: Legacy – 1X08: 7:00 p.m. – 8:00 p.m. — EUA, 20 de março de 2017
Showrunner:
Howard Gordon
Direção:
Bronwen Hughes
Roteiro:
David Fury
Elenco: 
Corey Hawkins, Miranda Otto, Anna Diop, Teddy Sears, Ashley Thomas, Dan Bucatinsky, Jimmy Smits, Kathryn Prescott, Kevin Christy, Zayne Emory, Oded Fehr
Duração:
44 min.

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.