Crítica | 24: Legacy – 1X11: 10:00 p.m. – 11:00 p.m.

estrelas 3

  • Contém spoilers.
  • Leiam aqui as nossas críticas dos outros episódios da série.

Chegamos, enfim, ao penúltimo episódio da temporada e tudo parece caminhar para um explosivo finale. Desvencilhando-se dos problemas apresentados na semana anterior, 24: Legacy consegue criar uma nova situação nesse capítulo sem soar como algo extremamente forçado (só um pouco), visto que aproveita dados oferecidos anteriormente para construir seus principais pontos de tensão, que, evidentemente, serão continuados na semana que vem. Mesmo não parando a qualquer instante, 10:00 p.m. – 11:00 p.m. foi, sem dúvidas, um episódio de preparação, deixando o tabuleiro pronto para o que esperamos que seja uma boa resolução. Considerando que a série está em risco de ser cancelada é provável que vejamos poucas pontas soltas.

Com a falha do plano de Rebecca Ingram, o CTU inteiro é mobilizado a fim de encontrar a ex-diretora. Enquanto isso, Andy descobre uma conexão de Asim Naseri com Donald Simms, diretor de toda a Inteligência Americana. Cabe a Eric, portanto, se infiltrar no Pentágono a fim de acessar o computador pessoal de Simms e, para isso, ele conta com a ajuda do senador John Donovan. Evidente que nem tudo seria fácil e Donald acaba enviando um homem de sua confiança para o CTU a fim de descobrir quem estivera hackeando seu computador anteriormente.

10:00 p.m. – 11:00 p.m. já conta com nossa boa vontade inicial por não contar com sequer uma cena envolvendo o núcleo familiar que tanto prejudica o seriado. Para não dizer que não há uma menção disso, existe uma durante um diálogo entre Carter e Donovan – ao contrário dos outros capítulos, contudo, isso funciona perfeitamente dentro da narrativa, sem ocupar tempo demais dela. Curiosamente, enquanto isso é levado em conta, a morte de Jadalla é praticamente ignorada – não há sequer uma menção ao seu nome. Considerando que ele funcionara como principal antagonista até há dois episódios atrás, isso certamente se configura como um grande deslize do roteiro.

O maior dos problemas do texto, contudo, se apresenta logo nos minutos iniciais. Após um breve trecho focado na central do CTU, voltamos para Eric no estádio, onde a polícia já chegou, o fogo foi apagado e existem até barracas montadas – isso tudo feito em apenas seis a dez minutos! Novamente a estrutura em tempo real funciona como uma pedra no sapato da série, visto que não existe a menor possibilidade disso tudo acontecer tão rápido, especialmente considerando que tudo estava em chamas no desfecho do capítulo anterior. É como se todos tivessem esquecido que a série se passa em tempo real, pois não parece haver a mínima preocupação com esse fator. Além disso, Donovan fora libertado no meio da estrada – como ele chegou ali tão rápido? Apenas perguntas sem respostas.

Felizmente o episódio consegue melhorar consideravelmente conforme é iniciada a infiltração no Pentágono e a posterior incursão à casa na fazenda. O roteiro de Leigh Dana Jackson consegue construir uma forte tensão no espectador, trazendo diferentes fontes de incerteza dentro da narrativa, nos deixando em completa dúvida se alguma coisa vai dar certo dentro da série. Existe um exagero na tentativa de suicídio de Rebecca, ainda que isso se encaixe com o que conhecemos da personagem. Além disso, cortar os pulsos transversalmente às veias e artérias não a faria morrer, especialmente não estando com a ferida submersa, visto que o processo de cicatrização daria conta da perda de sangue – na pior das hipóteses ela iria desmaiar.

10:00 p.m. – 11:00 p.m. consegue, portanto, se livrar de inúmeros problemas apresentados nos episódios até aqui, isso, infelizmente, não quer dizer que tenhamos um capítulo perfeito, longe disso. Com alguns grandes furos no roteiro, a estrutura narrativa do episódio é toda prejudicada, ainda que consiga nos trazer uma boa dose de tensão ao longo desses quarenta e quatro minutos. Resta saber se o finale irá entregar o desfecho explosivo que fomos prometidos aqui.

24: Legacy – 1X11: 10:00 p.m. – 11:00 p.m. — EUA, 10 de abril de 2017
Showrunner:
Howard Gordon
Direção:
Nelson McCormick
Roteiro:
Leigh Dana Jackson
Elenco: 
Corey Hawkins, Miranda Otto, Anna Diop, Teddy Sears, Ashley Thomas, Dan Bucatinsky, Jimmy Smits, Kathryn Prescott, Kevin Christy, Zayne Emory, Oded Fehr
Duração:
44 min.

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.