Crítica | Amor em Jogo (2005)

estrelas 4Diferente dos outros livros de Nick Hornby, Amor em Jogo é uma biografia baseada em seu fanatismo por um time de futebol, o Arsenal. No livro, Hornby fala do início do amor, sua infância, experiências e desamores com o time e como tudo isso afetou sua vida pessoal.

O filme em sua versão americana – existe uma britânica de 1997 com Colin Firth – ao invés de falar de futebol, fala de outro esporte pelo qual seu povo é apaixonado: o beisebol.

O professor Ben dá aulas criativas de matemática, seus alunos o adoram e ele conhece uma mulher incrível, Lindsey numa excursão em uma empresa onde leva sua turma. Se sentindo ousado, Ben acaba convidando Lindsey para sair e rapidamente os dois se apaixonam e começam a namorar. Mas, é inverno e tudo corre as mil maravilhas, a não ser pelo segredo que Ben vem guardando por todo esse tempo. Junto com o Verão, terá início as temporadas de jogos e o segredo que Ben tem guardado é na verdade seu outro amor: o Boston Red Sox.

Ben herdou ingressos do seu tio Carl e toda temporada ele está lá, em Fenway Park torcendo pelo Red Sox que não ganham um campeonato há muitos anos. Orfão, ele tem a sua família do Verão, outros torcedores que sentam próximo a ele e alguns os quais ele conhece desde criança. A grande questão é: como introduzir esse lado novo a Lindsey, uma mulher divertida, inteligente, que está galgando uma importante promoção em sua empresa e provavelmente não consiga lidar com tudo isso?

Em meio aos jogos e aprendizado, Lindsey e Ben vão descobrir que algumas paixões são mais duradouras que outras. Eles só precisam descobrir quais elas são.

Amor em Jogo é extremamente divertido e a dupla Drew Barrymore e Jimmy Fallon, perfeitos. A combinação de humor e romance fica na medida e não dá para assistir ao filme apenas uma única vez. Todas as piadas sobre relacionamentos quando usadas em analogia ao jogo, se tornam ainda melhores. O fanatismo do personagem de Fallon é facilmente identificado e dá para posicionar em outros esportes, como o futebol, de onde originou a história. Ele vive e respira pelo time, mas, o quanto isso pode lhe custar?

Grande parte das cenas foram filmadas no próprio estádio do Red Sox e contam com a direção dos irmãos Farrelly famosos por uma série de comédias como Quem Vai Ficar Com Mary?, Debi & Loide, O Amor é Cego, entre outras. Fato curioso é que o Red Sox ganhou a World Series naquele ano depois de um jejum conhecido como a Maldição do Bambino (veja o filme para saber mais) que durou exatamente 86 anos.

Rapidamente os irmãos Farrelly tiveram que reescrever o final da história e incluir as cenas da vitória.

Amor em Jogo (Fever Pitch – USA- 2005)
Direção: Bobby Farrelly, Peter Farrelly
Roteiro: Lowell Ganz, Babaloo Mandel
Elenco: Drew Barrymore, Jimmy Fallon, Jack Kehler, Lenny Clarke, Ione Skye, KaDee Strickland, Marissa Janet Winokur, Evan Helmuth, Brandon Craggs, Brett Murphy, Isabella Fink
Duração: 104 min.

MELISSA ANDRADE . . . Uma pessoa curiosa que possui incontáveis pequenos conhecimentos desde literatura a filmes a reality shows a futebol alemão e está sempre disposta a aprender muito mais. Por isso sou Jornalista por experiência e vocação. Fotógrafa Profissional com muita paixão e um olhar apurado e Roteirista frustrada e uma Crítica de Cinema em ascensão.