Crítica | Antes do Inverno (2013)

estrelas 3

A ópera La Boheme de Puccini é importante como um paralelo à história de Paul, interpretado por Daniel Auteuil, um neurocirurgião que ocupa um alto posto no hospital em que trabalha e entra em um ciclo de questionamentos existenciais. Ele perde o eixo quando começa a receber uma série de buquês de rosa, o que imprime na mente dele a imagem de uma garçonete que diz ter sido grata por uma cirurgia que ele fez. Essa obsessão causada pelo desconforto das flores gera o desenvolvimento da trama dramática que beira o suspense durante o período invernal.

Assim como na ópera, o frio serve como motor para impelir certas ações. Em La Boheme as personagens sacrificam as obras de arte delas para estimular o calor do fogo e o inverno de Paul é uma metáfora para velhice, a sensação de se tornar obsoleto como cirurgião e de questionar se a vida dele valeu a pena. Nesse sentido, ele sacrifica as certezas dele ao lado da esposa Lucie, interpretada por Kristin Scott Thomas, para se aquecer nas emoções inspiradas pela personagem de Leïla Bekhti.

Um ponto de destaque é a fotografia do filme. O diretor foi capaz de explorar bem as cores frias em prol da história e utilizou o reflexo de objetos, tornando possível observar os diversos contrastes e perspectivas, alimentando a narrativa visual de sentido e propósito. Outro componente importante é a trilha sonora, constituída por variações de La Boheme.

Embora a intenção do diretor tenha sido criar um cenário gélido e sinuoso, a confusão do roteiro coloca a perder a tensão da personagem principal por conta da escolha do diretor de inserir diversos componentes que desviam o olhar do espectador para as tramas auxiliares. Com isso, quem rouba a atenção na fita é a atriz inglesa. Ela consegue demonstrar a inquietação e as nuances de forma muito mais crível e impactante, enquanto Daniel Auteuil acaba perdendo a habitual intensidade devido ao roteiro que embaraça a trama.

Uma das histórias paralelas no longa-metragem é o triângulo amoroso entre Paul, a esposa e o melhor amigo dos dois, Gérard. Esse é mais um fio que se estende na trama, mas que também não chega a um ápice. No fim das contas a narrativa termina sem encontrar um desfecho significativo e deixa sensações indefinidas para o espectador ao abrir um final interpretativo.

Antes do Inverno (Avant L´Hiver) – França, 2013
Diretor: Philippe Claudel
Roteiro: Philippe Claudel
Elenco: Daniel Auteuil, Kristin Scott Thomas, Leïla Bekhti, Richard Berry
Duração: 103 min.

GABRIELA MIRANDA . . . Cinéfila inveterada, sigo a estrada de ladrilhos amarelos ao som de Jazz dos anos 20 enquanto escrevo meu caminho entre as estrelas. Com os diálogos de Woody Allen correndo soltos na minha cabeça, me pego debatendo entre gostar mais do estilo trapalhão ou de um tipo canalha de personagem. Acima de tudo, acredito que tenho direito de permanecer com minha opinião. Mas acredite, nada do que eu disser poderá ser usado contra os filmes.