Crítica | Believe 1X06: Sinking

estrelas 3,5Parece que alguém finalmente ouviu minhas reclamações, ou meus palpites simplesmente estavam certos.

Após ter sido autorizado pela menina a resolver problemas do seu passado, Tate volta para Hudson, sua cidade natal e a primeira pessoa que ele vai ver é seu pai, William mesmo que a relação dos dois, não seja lá essas coisas.

Na cidade ele procura por seus antigos amigos, Pat e para descobrir o porquê de um deles ter lhe entregado para a polícia. Acontece que nada será tão simples assim e o FBI continua na sua cola, principalmente depois que ele vai até um bar local e alguém chama a polícia. Winter e Channing querem ir embora, mas decidem ir atrás de Tate por causa da Bo. Eles vão até a casa do pai dele, mas não o encontram lá e Bo conhece seu avô. Não demora muito e eles esbarram com Tate que está fugindo dos policiais e retornam até a casa do pai dele (aquela velha lógica de que ninguém irá procurá-los num lugar tão óbvio). Tate e o pai discutem, mas Bo afirma que ele e o pai têm muito mais em comum do que imagina. O grupo está decidindo o que fazer, pois um cerco foi montado nos arredores da cidade e eles não conseguiram fugir tão cedo, quando uma garrafa flamejante entre pela janela, consumindo a casa em chamas.

Revoltado, Tate afirma que não deixará o lugar até que descubra porque Pat o traiu. Sem ter para onde ir, o grupo se dirige até uma parte isolada da cidade onde o pai de Tate costumava ter uma academia de boxe. Bo e William rapidamente se dão super bem para espanto de Tate. A menina consegue sentir que William ama muito seu filho e deve se perdoar pelos acontecimentos do passado. Cansado de esperar, Tate vai atrás de Pat e descobre que Danny também está envolvido em tudo, que na verdade, ele é o real culpado.

Quando Bo pressente que Tate precisa de ajuda, já é um pouco tarde.

Vamos todos dar as mãos e agradecer, pois esse episódio foi sensacional. Em 45 minutos eles conseguiram dar um desfecho a muitas pontas soltas, mas vamos começar aos poucos.

  • Finalmente, descobrimos o que aconteceu ao Tate para fazer com que fosse preso. Ele e Pat chegam para assaltar um local e lá dentro tem dois corpos. Tate sente que precisam sair dali, fazem um pacto de nada falarem, mas Pat é fraco e o entrega para a polícia. O que comprova algo que sabíamos desde o primeiro episódio: que ele é inocente.
  • Tate é sobrenome, na verdade ele é júnior e o chamam de Billy, apelido comumente usado para William, que obviamente é o nome do seu pai, que foi interpretado por John Finn em uma ótima participação e espero que apareça outras vezes.
  • Winter abre o bico e conta para Tate que a sua ligação com Bo é especial porque ele é o pai dela. Uma cena bastante emocionante, com uma reação melhor ainda. E ainda bem né? Não aguentava mais esperar.

Agora resta saber como serão os próximos desfechos, tem muita coisa ainda para ser revelada e principalmente mostrar qual novo caminho o Roman Skouras irá escolher a seguir, já que no episódio anterior Bo detonou com a sua “arma secreta”.

Believe – 1×06: Sinking
Showrunner
: Alfonso Cuarón, Michael Friedman
Roteiro: Seamus Kevin Fahey
Direção: Roxann Dawson
Elenco: Johnny Sequoyah, Jake McLaughlin, Delroy Lindo, Jamie Chung, Kyle MacLachlan, Kerry Condon, Michael Drayer, John Finn, Michael Esper, Ato Essandoh, Matthew Rauch, Judy Marte, Rob Morgan e Owell Campbell.
Duração: 45 min.

MELISSA ANDRADE . . . Uma pessoa curiosa que possui incontáveis pequenos conhecimentos desde literatura a filmes a reality shows a futebol alemão e está sempre disposta a aprender muito mais. Por isso sou Jornalista por experiência e vocação. Fotógrafa Profissional com muita paixão e um olhar apurado e Roteirista frustrada e uma Crítica de Cinema em ascensão.