Crítica | Believe 1X07: Bang and Blame

estrelas 3Believe irá encerrar sua primeira temporada com 13 episódios. Logo, temos mais seis pela frente e com o caminhar das coisas, temo pelo continuísmo da trama.

No último episódio Tate descobriu (finalmente!) que é pai da Bo, o que serviu para mudar completamente o seu comportamento. Desde o início desse episódio ele está mais amoroso e será a chave para ajudar a menina.

Acontece que eles continuam fugindo de Skouras e seus capangas (o FBI parece ter sido tragado pela terra, nunca mais apareceram) e o encontro ocorre num posto de gasolina onde a menina acaba sendo atingida por uma espécie de tranquilizante e tendo sintomas estranhos, como febre alta e alucinações. Desesperados, Milton, Channing e Tate saem em disparada pela estrada em busca de ajuda, enquanto os capangas continuam a persegui-los. Durante uma pequena batida, eles conseguem pegar um deles como refém colocando-o no porta malas do carro e se dirigem até uma antiga fazenda onde já se hospedaram, mas Channing reluta em aceitar.

Ao chegarem ao local, um casal os recebe e descobrimos que eles foram os primeiros a ajudar Milton e a menina quando ele a sequestrou e fugiu do instituto. Ambos guardam algumas mágoas e até cicatrizes permanentes, pois na mesma noite em que Milton chegou, eles foram atacados.

O estado de Bo piora e ela acaba entrando em coma não respondendo mais a nenhum estímulo externo. Em seu próprio mundo, ela revê as cenas do passado que ocorreram naquela casa, incluindo uma em que a Channing era chefe de segurança do Skouras e foi ela quem atacou o casal, mas, graças a menina, mudou de ideia e de lado.

Enquanto isso, Milton e Tate tentam pedir a ajuda da Dra. Zoe para tentar reverter os sintomas da Bo, mas Milton teme o pior. Skouras está bastante desconfiado e coloca pessoas no encalço de Zoe, mas seus homens acabam a perdendo de vista. Porém, sua situação piora muito quando ele é convocado para uma reunião com os principais chefes de segurança do governo e eles o colocam contra a parede exigindo provas de que seu projeto de fato funciona.

Apesar de ter sido um episódio bem emocionante, a ligação final entre Bo e Tate se consolidando, no geral ele foi mediano. Aprendemos que de agora em diante, Tate irá fazer o que for necessário pela menina, mas ainda falta alguma coisa. Os próximos episódios precisam ter mais tensão, criar a mesma expectativa dos dois últimos que de alguma maneira se enfraqueceu. O grupo precisa enfrentar alguns problemas juntos e resolvê-los, assim como lidar com situações do passado. Está na hora de colocar o governo na jogada, aumentar mais o nível de periculosidade e não só deixar o Skouras como ameaça principal. Tem que ter alguém acima dele, pois não compro que ele seja “o cabeça” de tudo.

Desde o início mantenho esperanças, que foram sanadas em dado momento, de que de alguma forma os próximos episódios serão melhores e teremos uma boa temporada.

Believe – 1×07: Bang and Blame
Showrunner
: Alfonso Cuarón, Michael Friedman
Roteiro: Brynn Malone
Direção: Michael Offer
Elenco: Johnny Sequoyah, Jake McLaughlin, Delroy Lindo, Jamie Chung, Kyle MacLachlan, Kerry Condon,Nick Tarabay, Paul Sparks, Alexie Gilmore e Chris Cardona
Duração: 45 min.

MELISSA ANDRADE . . . Uma pessoa curiosa que possui incontáveis pequenos conhecimentos desde literatura a filmes a reality shows a futebol alemão e está sempre disposta a aprender muito mais. Por isso sou Jornalista por experiência e vocação. Fotógrafa Profissional com muita paixão e um olhar apurado e Roteirista frustrada e uma Crítica de Cinema em ascensão.