Crítica | Carga Explosiva

estrelas 2

Enquanto Luc Besson começava a se afundar nas próprias ideias, fez a alegria de revelar ao mundo dos filmes de ação Jason Statham.

Carga Explosiva, que foi pessimamente traduzido do título original The Transporter, faz jus aos filmes dos anos 80, em especial com roteiro precário, culpa de nosso estimado amigo mencionado acima. Vejam bem, o que fazia sucesso na década de 80, era muito bom e hoje ganhou status de cult, não mais pode se justificar no novo milênio. Não com tantos recursos. Besson que era o responsável pelo roteiro e os diretores Louis Leterrier e Corey Yuen entregam um filme que fica na linha entre ser mediano e regular e pende para o lado mais fraco.

Com um roteiro irregular e cheio de remendos, fica difícil convencer o espectador daquela história. Parece que foi escrita enquanto o roteirista passeava em uma rua cheia de lombadas. Principalmente com a personagem feminina, as reviravolta entorno dela que não são nada interessantes e o motivo que faz Frank abandonar suas regras é bem frágil. O mesmo pode ser dito do casal que precisa de mais química do que a conveniência do momento.

Felizmente as perseguições de carro, tal qual as cenas de luta se tornam os pontos altos do longa, graças ao belíssimo cenário e as proezas realizadas pelo motorista vivido por um não tão conhecido Jason Statham, que saiu de produções britânicas obscuras para brilhar em Hollywood batendo em meio mundo.Logo, se tivesse existido um investimento maior na construção desse personagem, o filme teria outra abordagem e seria bem mais intrigante. Entretanto, preferiram apelar para todos os clichês básicos, que se bem utilizados funcionam ,mas que aqui, foram jogados ao vento.

Todavia, o que mais atrapalha a imersão do espectador no filme é a trilha sonora que não combina com nenhuma das cenas. Bem possível que seja a primeira vez que isso me incomoda num filme. Arrisco a dizer que se não fossem as falas, Carga Explosiva faria mais sentido sendo mudo.

Carga Explosiva (The Transporter, França/EUA – 2002)
DireçãoLouis Leterrier, Corey Yuen
Roteiro: Luc Besson, Robert Mark Kamen
Elenco: Jason Statham, Shu Qi, François Berléande, Matt Schulze, Ric Young, Doug Rand, Didier Saint Melin
Duração: 92 min.

MELISSA ANDRADE . . . Uma pessoa curiosa que possui incontáveis pequenos conhecimentos desde literatura a filmes a reality shows a futebol alemão e está sempre disposta a aprender muito mais. Por isso sou Jornalista por experiência e vocação. Fotógrafa Profissional com muita paixão e um olhar apurado e Roteirista frustrada e uma Crítica de Cinema em ascensão.