Crítica | Fallout 4 – Season Pass

Leia nossa crítica de Fallout 4 aqui.

Como grande parte dos maiores lançamentos de games hoje em dia, Fallout 4 já estreou com um season pass disponível para a compra. Nesta crítica iremos abordar cada um dos DLCs separadamente, além de trazer uma nota conjunta para o pacote de expansão, para que saibam se o investimento vale ou não à pena.

Automatron

automatron

estrelas 4

Lançamento: 22 de março de 2016

A primeira expansão do game é, também, uma das mais interessantes. Ao recebermos um sinal de emergência, transmitido pela rádio, ganhamos uma nova missão para investigar o local de onde o pedido de socorro veio. Ao chegarmos lá nos deparamos com inúmeros robôs atacando o restante de uma caravana, no caso, uma robô denominada EVA. Através dela descobrimos que essa ameaça mecânica está sendo causada por alguém chamado The Mechanist e cabe a nós descobrirmos onde sua base se encontra e por um fim a seus planos maquiavélicos.

A maior adição do DLC é o Robot Workbench, que nos permite criar e modificar robôs, inserindo novas partes e fazendo uma mistura entre assaultron, robobrains, protectrons e sentries. A mecânica é interessante, prática como as outras workbenches do jogo e possibilita que customizemos companheiros como Codsworth, que a cada dia que passa ganha mais nomes que pode falar (o meu é Bruce Wayne e ele me chama de Mr. Wayne). Além disso, podemos fazer com que nossas criações preencham os buracos de nossas habilidades, como dar a elas a possibilidade de destrancar uma porta., o que, por si só, já nos faz querer ter uma dessas máquinas ao nosso lado o tempo todo.

A quest principal em si é bastante curta, especialmente se estivermos em um level mais avançado, mas o último estágio é simplesmente maravilhoso, fazendo uma evidente alusão a filmes de ficção científica dos anos 1950/60. O Mechanist é um personagem extremamente dramático e cada fala sua nos traz boas risadas e ainda há um interessante, ainda que previsível, plot-twist no final. O DLC ainda traz dois novos conjuntos de armaduras e armas de energia.


Wasteland Workshop

wastelandworkshop

estrelas 1

Lançamento: 12 de abril de 2016

Essa daqui é um grande desapontamento. A promessa é inserir novas mecânicas aos assentamentos, que nos permitem criar arenas para realizar combates entre deathclaws, raiders, gunners, etc. Na teoria a ideia é boa, mas na prática não funciona tão bem assim, requerendo alguns perks específicos para seu funcionamento pleno, além de sua mecânica não ser nada explicada dentro do jogo em si.

Além disso, para o jogador do PC já podemos fazer isso sem requisitar o conteúdo extra, através de console commands e o conteúdo não inclui nenhuma quest. Em resumo: vale o investimento? Certamente não, é provável que, ao adquirir o season pass o jogador ignore esse add-on completamente.

Far Harbor

far-harbor

estrelas 4,5

Lançamento: 19 de maio de 2016

Essa daqui é, disparada, a melhor expansão de Fallout 4, nos trazendo um mapa completamente novo, com novos inimigos, personagens, facções e uma questline bastante extensa. Aqui, ao sermos contratados como detetives para investigar o desaparecimento da filha de um casal, viajamos para Far Harbor, uma ilha ao norte da Commonwealth. Lá nos deparamos com uma densa névoa radioativa e um assentamento sob constante ataque de criaturas estranhas. Aos poucos descobrimos que, na ilha, existem três facções distintas: os habitantes de Far Harbor, as Crianças do Átomo (Children of the Atom), cuja primeira aparição se deu em Fallout 3 e uma comunidade de synths que fugiram do Instituto.

O DLC, além de nos oferecer novas armas e equipamentos (uma armadura, inclusive, muito similar à clássica de Fallout: New Vegas), nos traz uma história muito interessante, que nos oferece uma gama de escolhas, cada uma com um alto grau de moralidade, o que inclui a possibilidade de detonar uma bomba atômica. Os personagens são muito bem escritos e entendemos as motivações e temores de cada um deles, além disso, o mapa da ilha é enorme, sendo praticamente da mesma extensão do norte da Commonwealth. Novas funcionalidades para construção de assentamentos também são acrescentadas, ainda que sejam praticamente um extra dentro do restante do conteúdo aqui apresentado.

O interessante de Far Harbor é sua atmosfera de filme de terror em virtude da constante névoa que precisamos atravessar. Jamais sabemos se há uma criatura à espreita, o que nos deixa permanentemente tensos ao explorar o local. O ponto negativo é ter de utilizar o fast travel todas as vezes que vamos para a ilha, o que tira um pouco da fluidez do game. Além disso, poderiam ter sido acrescentadas mais criaturas únicas, para fugir um pouco mais do jogo base.

Contraptions Workshop

contraptions-workshop

estrelas 1

Lançamento: 21 de junho de 2016

Mais um add-on aos moldes de Wasteland Workshop. Dessa vez ganhamos a possibilidade de construir linhas de produção, elevadores e outras máquinas em nossos assentamentos. Infelizmente, as mecânicas também não são apresentadas para nós e funcionam de forma confusa – alguns pontos como portas mecanizadas são interessantes, mas nada que efetivamente valha o preço que pagamos pelo conteúdo. Recomendo somente se você passar a maior parte de sua experiência em Fallout 4 construindo moradias e bases, caso contrário, pode pular esse daqui sem pestanejar.

Vault-Tec Workshop

vault-tec-workshop

estrelas 3,5

Lançamento: 26 de julho de 2016

Esse daqui foge dos moldes das outras workshops e nos traz um conteúdo que realmente merece nossa atenção. Através de Vault-Tec Workshop podemos construir uma das famosas vaults ao descobrirmos a Vault 88, que ainda estava sendo construída quando as bombas caíram. Lá encontramos a Overseer encarregada do local e, através de quests oferecidas por ela, construímos um novo abrigo e realizamos experimentos nos moradores desavisados.

A questline em si é bastante curta, mas nos oferece interessantes escolhas: vamos experimentar em cima dos moradores ou vamos fazer suas vidas melhores? Além disso, o conteúdo novo para construirmos a vault, por si só, já vale o investimento e podemos criar novos locais, reconstruir a 111, de Fallout 3, por exemplo, dentre outras possibilidades. O melhor é que tudo isso se torna disponível para a utilização em outros pontos do mapa após terminarmos a quest principal, trazendo horas e horas de jogo para quem, assim como eu, gosta de se afiliar aos Minutemen.

Nuka-World

nuka-world

Lançamento: agosto de 2016 (ainda não foi lançado)

Este add-on ainda não foi lançado, mas assim que isso acontecer podem voltar a essa página para saber de nosso veredito. Já adiantamos, porém, que se trata de um DLC com história, então podemos esperar coisas boas dele.

O veredito final

estrelas 3

De 5 DLCs lançados, 3 valem o investimento, então, por enquanto, é melhor focar naqueles que te interessam, minhas sugestões são: Automatron, Far Harbor e Vault-Tec Workshop. Somente se Nuka-World trouxe algo realmente digno de nota valera o season pass, mas, por enquanto ele certamente soa como um evidente desperdício de dinheiro. Como disse, retornem aqui assim que a última expansão for lançada – vamos ver se nossa posição muda!

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.