Crítica | Glee – 5X18: The Back-Up Plan

estrelas 2Para qualquer série, é sempre difícil manter um nível de regularidade constante na qualidade de seus episódios. Isto tem mudado com o tempo na história dos seriados, mas é fato que sempre existe algum momento em que os roteiristas/diretores/produtores passam por algum bloqueio criativo. No caso de Glee, isto é um costume constante.

Desde que a série passou a focar somente no núcleo de NY (saudades, Artie), foi fácil notar a pegada mais firme e decisiva dos roteiristas sobre seus personagens, algo que esteve bastante ausente no início da temporada, que nos entregou episódios deveras ruins. A série está caminhando por rumos mais interessantes agora, isto é fato, mas não há como escapar de um certo marasmo vez ou outra, e no caso de Glee, isto sempre foi possível sentir perto das season finales das temporadas, e que se repete mais uma vez aqui.

Em palavras mais resumidas, The Back-Up Plan é um episódio chato. Se é um daqueles episódios desnecessários? Não, pois leva adiante alguns plots bem interessantes envolvendo seus personagens (com exceção do casal Klaine, algo que será comentado mais adiante), mas a narrativa do episódio pouco empolga, e em certos momentos, é capaz de causar sono.

No caso do casal Klaine, tédio sempre foi uma marca. E mais uma vez, temos aquele plot já visto a exaustão sobre Kurt sendo ofuscado pelo talento de Blaine, que recebe todo o carinho e atenção (e até alguns conselhos polêmicos) da socialite June (a ótima Shirley McLane). Com a mentira de Blaine ao final do episódio, talvez as coisas tomem algum rumo mais intenso desta vez, mas ainda fica a sensação de que o casal simplesmente não tem para onde ir, obrigando os roteiristas a sempre coloca-los em briguinhas entre si.

Mercedes e Santana. Uma interação que sempre dava certo em temporadas passadas (quem ainda não vibra com River Deep, Mountain High?), mas que por algum motivo, me pareceu sem futuro. É ótimo ver Amber e Naya trabalharem juntas novamente com seus vocais maravilhosos, assim como é gratificante ver Mercedes começar a alcançar seus sonhos. Mas no caso de Santana, é óbvia a indecisão dos roteiristas sobre o que fazer com a personagem, que desde sei lá qual temporada, ainda não encontrou um sonho definitivo para ir atrás. E ora, estamos falando de Santana, aquela única personagem que já cantou Don’t Rain On My Parade além de Rachel, e sabemos que apenas um featuring ou trabalhar de backing vocal não seria o suficiente para a personagem, o que me deixou a impressão de que este plot não tem muito futuro dentro da série.

E Rachel? Essa aí parece estar decidida a se enrolar na própria carreira, tamanha a falta de foco e excesso de ambição da personagem em busca do sucesso absoluto. Neste sentido, os roteiros tem trabalhado muito bem a loucura que é a vida de Rachel quando deixada levar por seu egoísmo e vontade de ter o mundo a seus pés, e que é justamente aquele fator que faz da personagem uma figura tão curiosa e divertida de se acompanhar.

Mas fora isso, The Back-Up Plan pouco anima em relação aos seus episódios passados, embora não seja completamente dispensável, é facilmente esquecível.

Músicas e Performances

Wake Me Up (Rachel) – Fiquei maravilhado. Uma performance simples para uma música simples, mas que com artifícios espertos consegue traduzir todo o sentimento de Rachel durante aquele momento. Impossível conter um sorriso no rosto.

Doo Wop (That Thing) (Mercedes e Santana) – Amber e Naya, quando juntam seus vocais, sempre nos entregam músicas pra lá de harmoniosas. Embora a performance não carregue nada de especial, a cena já vale simplesmente por nos trazer novamente estas duas personagens interagindo.

Story Of My Life (Blaine e Kurt) – Muitos reclamaram do resultado da canção nas vozes de Kurt e Blaine, mas mesmo eu, que considero o casal um porre, gostei do dueto, embora ainda falte muita química entre Darren e Chris.

Piece of My Heart (Blaine e June) – Dueto inesperado, vale dizer. E talvez por isso, um tanto estranho. Mas vale por ter Shirley McLane soltando a voz.

The Rose (Rachel) – Rachel que me perdoe, mas esta foi a música/performance mais zzzzzzz…. do episódio, daquelas que você gostaria que fosse logo interrompida (e afinal, por que não foi?)

Glee – 5X18: The Back-Up Plan
Showrunner: Ryan Murphy
Roteiro: Roberto-Aguirre Sacasa
Direção: Ian Brennan
Elenco: Lea Michele, Naya Rivera, Darren Criss, Chris Colfer, Amber Riley, Shirley McLane
Duração: 43 min.

RAFAEL OLIVEIRA. . . .Cinéfilo ainda em construção, mas que já enxerga na Sétima Arte algo além de apenas imagens e som. Amante de Kubrick e Hitchcock e viciado em música indie, cético e teimoso, mas sempre aberto para novas experiências e estranhas amizades.