Crítica | Gotham – 3X17: The Primal Riddle

gotham-3x17-plano-critico

estrelas 4

Obs: Contém spoilers do episódio. Leiam nossas outras críticas da temporada aqui.

Mais uma semana e novamente Gotham não cansa de nos surpreender. Dando continuidade ao alto padrão de qualidade dessa temporada, The Primal Riddle mostra como Megan Mostyn-Brown, que vem supervisionando os roteiros da série desde a segunda temporada, sabe o que faz, tendo o quebra-cabeças já montado em sua mente, com cada peça sendo encaixada semanalmente. Frenético, trazendo marcantes acontecimentos, o capítulo dessa semana guarda algumas surpresas para o espectador e continua, sem parar, a nos levar para o conflito final com a Corte das Corujas.

Depois de decidir, ao lado de Ivy, criar um exército de “aberrações”, Oswald Cobblepot vai se encontrar com alguns indivíduos que podem fazer parte desse seu grupo, destinado a colocá-lo de volta no trono de Gotham. Enquanto isso, Gordon se encontra com a Corte, que diz que ele só poderá se tornar um membro após provar a sua lealdade, o deixando na expectativa de uma tarefa a ser realizada. De volta na GCPD, ele e Harvey descobrem que Nygma, atualmente sendo chamado de Charada, está de volta à ativa e, sob pedido de Barbara, decide expor a Corte das Corujas.

É interessante observar como, a alguns episódios de distância do finale, todas as peças do tabuleiro já começam a se encaminhar para o mesmo lugar. Mesmo a subtrama do Pinguim está diretamente conectada ao restante, já que ele precisará ir de encontro a Nygma a fim de recuperar o seu império. Com isso sentimos como se não houvesse qualquer desperdício de tempo nos episódios, com cada foco nos levando mais para perto do desfecho da temporada. Em razão disso, sentimos como se muita coisa acontecesse a cada semana e, de fato, esse é o caso, chegando até a ser difícil de apontar todos os acontecimentos de destaque que tivemos em The Primal Riddle.

O roteiro de Steven Lilien e Bryan Wynbrandt brinca com a antiga estrutura procedural da série, com uma história que nos lembra do “vilão da semana”, mas sem cair de volta nessa armadilha. Ao utilizar o Charada como principal antagonista do episódio, é resgatado o teor policial que define o seriado, mas, aqui, fugimos de uma resolução precipitada, ao passo que a vitória de Jim não soa como uma, servindo apenas como um passo a mais na direção da Corte, que, sem dúvidas, precisará ser destruída de dentro e por fora, com todos os personagens contribuindo para a libertação da cidade dessa sociedade secreta.

Sabiamente, o texto também não perde muito tempo com o falso Bruce Wayne, já anunciando sua saída (e possível morte) e o retorno do verdadeiro, que não apareceu aqui (e não precisava). É preciso notar como a Corte parece reservar um futuro especial para o órfão, que é tirado da cidade nesse momento crucial, podendo significar que eles esperam que ele será um dos responsáveis por reconstruir Gotham após ela ser destruída. A maior surpresa dessa subtrama, contudo, é a “morte” de Selina, que espelha a origem da personagem em Batman: O Retorno (talvez de algum quadrinho específico também, mas não tenho recordação, me corrijam nos comentários, por favor). Evidente que Kyle irá retornar de alguma maneira e isso pode trazer uma substancial mudança na relação entre ela e o real Bruce.

O único ponto que verdadeiramente incomoda no episódio é a excessiva teatralidade do Charada. Claro que na sequência do teatro isso se explica narrativamente, mas o restante soa como um grande exagero, nos lembrando dos tempos de Fish Mooney. Gotham é, sim, marcada pela dramaticidade de seus personagens, mas, em geral, existe um equilíbrio entre o realismo e esse lado mais fantástico da série, algo que Cory Michael Smith não consegue acertar em sua representação do icônico vilão. Dito isso, não há como não sentir pontadas de vergonha alheia quando ele aparece em cena.

Apesar desse fator, The Primal Riddle consegue ser mais um ótimo capítulo da série, que, a cada semana, traz significativas progressões, tanto para os dramas pessoais de cada personagem, como para a história principal. Com o cerco se fechando na Corte das Corujas e o Pinguim de volta em Gotham, há de se esperar por grandes acontecimentos nos próximos capítulos. Resta torcer para que os roteiristas não deixem a bola cair, mantendo esse excelente padrão de qualidade.

Gotham – 3X17: The Primal Riddle – EUA, 09 de maio de 2017
Showrunner:
Bruno Heller
Direção:
Maja Vrvilo
Roteiro:
Steven Lilien, Bryan Wynbrandt
Elenco: 
Ben McKenzie, Donal Logue, Robin Lord Taylor, Erin Richards, Cory Michael Smith, Jessica Lucas, Raymond J. Barry, Richard Kind, Michael Chiklis, Drew Powell, Chris Chalk, Morena Baccarin, Jamie Chung
Duração:
43 min.

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.