Crítica | Oldboy – Dias de Vingança (2013)

estrelas 2

Tentar reproduzir um dos grandes trunfos do cinema sul-coreano não é uma tarefa fácil. Ao adaptar o premiado Oldboy de Park Chan-wook, Spike Lee (Malcom X) consegue elencar o novo Oldboy – Dias de Vingança como mais um dos mal-sucedidos remakes de Hollywood.

A premissa é praticamente a mesma. O filme narra a história de um homem que, após ter sido mantido preso durante 20 anos supostamente por motivo algum, sai em busca de vingança e respostas. Quem interpreta o protagonista da vez é o ator Josh Brolin (Onde os Fracos Não Têm Vez), cujo personagem é Joe Doucett, um publicitário inescrupuloso e alcoólatra que negligencia sua família. Após sair embriagado de um jantar de negócios, Joe acorda no quarto de “hotel”, onde permaneceria trancado por 20 anos, tendo apenas a companhia de uma televisão.

Toda a carga psicológica presente nas cenas referentes ao período de cativeiro do filme de 2003 desaparece na nova versão. O que vemos em Oldboy – Dias de Vingança é a reprodução morna e não original de muitos detalhes da versão anterior, o abandono completo à ludicidade, uma violência bem menos visceral, um roteiro raso que não tem fôlego para se aprofundar em nenhuma das reflexões da trama, além de uma bizarra tentativa de inclusão de elementos asiáticos presentes no filme original.

O filme só não é um completo desastre devido ao elenco escalado que, longe da excelência, cumprem bem os papeis dentro do possível. Elizabeth Olsen (Poder Paranormal) desempenha bem o que lhe foi proposto na pele de Marie Sebastian, apesar de não ser tão intrigante quanto a original Mido interpretada por Hye-jeong Kang. Sharlto Copley (Elysium) atua com maestria ao interpretar o papel de Adrian Pryce, captor de Joe, ao contrário de Samuel L. Jackson que não convence como o dono do cativeiro.

Assistir a Oldboy – Dias de Vingança não deve ser tão penoso para quem desconhece a primeira versão. Após ter assistido aos dois filmes, no entanto, é inevitável fazer comparações e perceber o quão inferior é o remake. Não é surpresa que, desde que estreou nos cinemas americanos em 27 de novembro do ano passado, o longa tenha sido um fracasso de bilheteria. Dos 30 milhões investidos, o filme recuperou apenas quatro.

Oldboy – Dias de Vingança (Oldboy, EUA, 2013)
Direção: Spike Lee
Roteiro: Mark Protosevich
Elenco: Josh Brolin, Elizabeth Olsen, Sharlto Copley, Samuel L. Jackson
Duração: 104 min.

FILIPE MONTEIRO . . . O exército vermelho no War, os indianos em Age of Empires, Lannister de Rochedo Casterly. Entrou em órbita terrestre antes que a Estrela da Morte fosse destruída, passou pela Alameda dos Anjos, pernoitou em Azkaban, ajudou a combater o crime em Gotham e andam dizendo por aí que construiu Woodburry. Em uma realidade alternativa, é graduando em Jornalismo, estuda Narrativas e Cultura Popular, gosta de cerveja e tempera coentro com comida.