Crítica | Plague Inc.

estrelas 4

Obs.: Esta crítica leva em consideração as versões para dispositivos móveis e computadores (Plague Inc: Evolved)

Com a vigente moda de zumbis, mantida, atualmente, quase que permanentemente no auge graças a The Walking Dead, não temos como não nos cansar das dezenas, senão centenas de obras do entretenimento abordando tal temática. De Guerra Mundial Z a The Last of Us (sob o nome e forma de cordyceps), já vimos inúmeros contos de sobrevivência em uma Terra distópica. Nesse meio surge o jogo para browser Pandemic, que não conta com os comedores de carne humana, mas produz um clima parecido. No game presenciamos o surgimento de uma doença que visa destruir a raça humana. A diferença óbvia, contudo, é que, dessa vez, nós somos a doença.

Apoiando-se no sucesso de Pandemic, a Ndemic Creations desenvolveu seu próprio game, sendo lançada, primeiro para smartphones e tablets, para, em seguida, ganhar uma versão melhorada para os computadores. Surge Plague Inc. que segue a exata mesma mecânica de seu antecessor espiritual, trazendo algumas novas e interessantes adições. Iniciamos nossa jornada de destruição somente com a capacidade de criar uma bactéria, porém, a cada partida ganha, liberamos novos agentes causadores, como o vírus, o fungo e o parasita. Cada um deles possui uma habilidade especial – o vírus, por exemplo, possui uma maior chance de mutação.

Vírus, bactéria, fungo...?

Vírus, bactéria, fungo…?

Tendo criado a doença somos levados a um mapa mundi que nos permite escolher o ponto inicial da infecção. A partir deste ponto devemos nos adaptar, adquirindo habilidades de resistência ao calor ou frio, remédios e etc. Além disso, escolhemos as diversas formas como podemos infectar outros indivíduos, pelo ar, água, insetos ou animais. Cada localidade conta com suas próprias resistências, países ricos possuem melhor sistema de saúde, dificultando a transmissão, enquanto que, em áreas rurais, a doença se espalha mais lentamente, devido à baixa densidade demográfica. Fica nas mãos do jogador como sua pandemia irá se alastrar.

Mas de que serve uma doença sem seus sintomas? Afinal, o objetivo é exterminar a raça humana. Para isso, contamos com um grande acervo de sintomas que podem ser comprados com pontos ganhos dentro do jogo. Cada infecção inicia assintomática e cabe a nós decidir como ela irá atuar, levando-a da simples tosse até hemorragia cerebral. Tais fatores, porém, acabam tornando nosso querido agente infectante bastante visível, alertando os órgãos de saúde que começam a desenvolver a cura. Inicia o contador de tempo, que pode ser desacelerado por diversas vias. Daqui em diante é uma corrida contra a medicina.

De país a país

De país em país

Apesar de sua boa e simples mecânica e jogabilidade dinâmica, o que mais chama a atenção em Plague Inc. são os seus inúmeros e divertidos detalhes e o mais notável deles é a barra de notícias presente no topo da tela. Nela vemos desde anúncios como “as Olimpíadas de Londres continuam, apesar da doença X” (podem imaginar a alegria de nosso pequeno vírus) até “governo do Brasil caiu”. Esse é um dos elementos que garantem um alto grau de realismo ao game, nos fazendo sentir como se realmente estivéssemos diante do planeta Terra. Através desta imersão, cada minuto dentro do jogo soa orgânico, nos obrigando a pensar como na realidade, adaptando nossa forma de jogo a cada minuto.

Chamem-me de sádico, mas exterminar a raça humana é extremamente divertido, sábios são os clássicos vilões da ficção. Plague Inc. trata-se exatamente disso, fazendo-nos sentir como um verdadeiro e formidável antagonista. Com controles mais que óbvios, interface simples e jogabilidade imersiva é um game que irá tirar horas de cada jogador. Sua taxa de replay acaba se esgotando após alguns dias, mas, ainda assim o jogo vale seu preço modesto, seja na plataforma que quiser. Um interessante simulador que nos leva pela popular distopia, trazendo consigo lições básicas de biologia e geografia.

Plague Inc.
Desenvolvedora:
Ndemic Creations
Lançamento:
26 de Maio de 2012 (iOS), 04 de Outubro de 2012 (Android), Pc e Mac (20 de Fevereiro de 2014)
Gênero:
Estratégia, Simulação
Disponível para:
Pc, Mac, iOS, Android

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.