Crítica | Short Trips – Volume 4 (Big Finish)

Este é o quarto volume da série Short Trips, da Big Finish. O presente disco segue o mesmo modelo dos outros: oito histórias protagonizadas por Doutores diferentes (do ao Doutor). Seu lançamento ocorreu em Agosto de 2011.

.

A Star is Born

4X01 – Season Premiere
estrelas 4

Equipe: 1º Doutor, Susan, Ian e Barbara
Espaço-tempo: Nave espacial na órbita de um planeta não nomeado

A TARDIS responde a um pedido de socorro e se materializa dentro de uma grande nave espacial à deriva, presa na órbita de um planeta. Aqui se encontram os últimos remanescentes de uma raça em extinção, os Metraxis, cuja espécie foi praticamente dizimada por um vírus. Seu líder, Rowd, explica que os geradores de propulsão da nave falharam e estão vazando radiação, mas quando o Doutor e Ian ajudam com os reparos, percebem que todos os sistemas estão funcionando perfeitamente e não há nenhum vazamento.

O Doutor enfrenta Rowd, acusando-o de sabotagem. O líder admite que ele desistiu de sua busca por um novo lar e procurou acabar com todos através de progressivo envenenamento por radiação. Rowd é preso e o novo líder, Egrabil, evacua a tripulação sobrevivente para o planeta abaixo, deixando a nave em que estavam queimar na atmosfera.

O que mais se destaca aqui é a mensagem de esperança, especialmente após o ‘impossível’ acontecer, ao final do episódio. Como o roteiro não é muito específico em definir lugares, fica difícil saber ao certo alguns os detalhes sobre o planeta que a nave orbitava ou por quê os Metraxis estavam lá (eles são originários do planeta Kinneret, e sabemos certamente que aquele não era o planeta Kinneret). Mas essas dúvidas, apesar de pertinentes, não são grandiosamente necessárias para que aproveitemos e nos emocionemos – nem que seja um pouco – com o nascimento de uma estrela…

Roteiro: Richard Dinnick
Elenco: William Russell
Duração: 1 episódio de 25 min.

.

Penny Wise, Pound Foolish

4X02
estrelas 3,5

Equipe: 2º Doutor, Jamie e Zoe
Espaço-tempo: Planeta Juno 10, tempo indeterminado

Ao desembarcar em um planeta deserto chamado Juno 10, o Doutor, Jamie e Zoe conhecem um Larian (meio-Terian por parte de mãe) chamado Jack, cujo trabalho, nos últimos séculos, foi o de aparentemente alertar os viajantes sobre a existência de um buraco gigante nas proximidades. No entanto, quando o trio de viajantes decide investigar o poço, Jack deliberadamente desencadeia uma série de pequenas explosões, mandando-os para as profundezas.

Retornando à sua cabine, Jack ativa um controle para lançar um foguete de carga para o espaço. Inesperadamente, porém, o foguete cai de volta na superfície do planeta. Apressando-se para o local da queda, Jack é surpreendido ao ver uma série de aliens parecidos com um ‘povo-gato’ de engenharia genética ‘ halflings ‘ emergir das profundezas juntamente com o Doutor, Jamie e Zoe. O Doutor protesta perante Jack a sua exploração das criaturas: ele os usava para extrair os minerais preciosos do planeta – uma operação que em breve iria fazer com que entrasse em colapso e implodisse. Ameaçando deixar Jack à mercê de seus raivosos ex-escravos, o Doutor obriga o minerador/explorador a abandonar a sua operação. Jack então é teletransportado para um dos mundos que estava pensando em explorar — porém, sem nenhum de seus equipamentos.

A ‘pegadinha’ que o Doutor faz com Jack nessa história é relativamente parecida com a que o 1º Doutor fez com o Monge em The Time Meddler. A única diferença é que o Monge é um Time Lord intrometido, não um vilão; já Jack, com sua mente voltada para a exploração e o lucro, sem se importar o mínimo que fosse com qualquer espécie que porventura pudesse prejudicar ou extinguir, enquadra-se em qualquer perfil de vilão corporativo e explorador capitalista que conhecemos em nossos dias e que, se um dia de fato alcançarmos a exploração espacial, certamente irão aparecer aos montes.

Roteiro: Foster Marks
Elenco: David Troughton
Duração: 1 episódio de 17 min.

.

Lost in the Wakefield Triangle

4X03
estrelas 3,5

Equipe: 3º Doutor e Jo Grant
Espaço-tempo: Yorkshire, anos 70

Enquanto trabalhava na fazenda irmã de sua irmã Claire em Yorkshire, Martin Chisholm é atacado por algo sinistro na escuridão de uma estufa de crescimento de ruibarbos… Um pouco mais tarde, o Doutor e Jo param em Forest Farm para comprar alguns ruibarbos, e, a sabendo do recente incidente, decidem ajudar.

Claire e seu marido Brian mostram-lhes Martin, agora de cama, vítima de envenenamento por ácido oxálico. Investigando a estufa de ruibarbos, o Doutor encontra um grande inseto vermelho de metal – uma nave espacial tripulada por extraterrestres microscópicos agorafóbicos que queriam assumir o controle do lugar. O Doutor negocia um acordo comercial entre os agricultores e os alienígenas, que eram capazes de forçar a crescer os ruibarbos, como uma condição: a de poderem coletar sua fonte principal de alimento, o estrume. Deixando as duas partes para desfrutar de sua nova parceria comercial, o Doutor então compra alguns ruibarbos dos agricultores com a intenção de fazer para si mesmo e Jo uma boa sobremesa.

Apesar do desfecho com certo caráter cômico e inesperado, não há como negar que a história está aquém do que se esperava de uma aventura do 3º Doutor, que geralmente são mais intricadas e que mostram um outro lado — menos fortuito que este — do Time Lord.

Roteiro: Vin Marsden Hendrick
Elenco: Katy Manning
Duração: 1 episódio de 16 min.

.

The Old Rogue

4X04
estrelas 4

Equipe: 4º Doutor, Romana II e K-9 Mark II
Espaço-tempo: Café ‘The Old Rogue’, Londres, tempo indeterminado

A cada 10 anos, o Doutor faz uma visita ao ‘The Old Rogue’ em Catford, Londres, onde o corpo do proprietário, Sid, foi habitado pela mente de um Imperador Galáctico deposto chamado Archanan (ou Arkinen) durante os últimos 40 anos. O exílio de Archanan ocorreu por conta da interferência do 2º Doutor, depois que o Time Lord reverteu um raio de energia do implacável ditador e fez sua mente trocar com a de Sid. Durante a aventura, há referências claras de que o 3º Doutor e Joe Grant visitaram o Café ‘The Old Rogue’ e que o 5º Doutor, Adric e Tegan também fizeram o mesmo.

Satisfeito que Archanan ainda esteja em segurança e fora do caminho do mal (resultado de um baita programa de reabilitação), o Doutor aproveita uma xícara de chá e, em seguida, sai com seus amigos. Depois de terem ido embora, Archanan se surpreende quando sua garçonete, Katya, revela que ela é, na verdade, um membro de um bando intergaláctico de mercenários que o localizaram, a fim de recrutá-lo para a sua causa. No entanto, apesar de suas muitas reclamações a respeito do Planeta Terra e o fato de ‘estar preso a este pequeno e fedorento lugar’, Archanan realmente se acostumou a administrar o Café. Insistindo que seu nome é Sid, ele recusa a oferta…

Todo o processo de reabilitação e a questão de uma segunda chance ficam claras nessa história e cabem bem ao roteiro. Além disso, a participação de K-9 é, como sempre, muito divertida e a postura do 4º Doutor e Romana II frente ao exilado ditador galáctico é um misto de respeito, reprovação, admoestação e esperança — bem, especialmente o Doutor. O tempo provou que o Time Lord, desta vez, estava certo: quando bem orientado, qualquer um pode mudar para melhor.

Roteiro: John Grindrod
Elenco: Louise Jameson
Duração: 1 episódio de 16 min.

.

The Lions of Trafalgar

4X05
estrelas 3,5

Equipe: 5º Doutor, Tegan e Nyssa
Espaço-tempo: Trafalgar Square, Londres, 23 de outubro de 1843

As TARDIS se materializa no meio da Trafalgar Square, em Londres, em 23 de outubro de 1843. A construção da Nelson’s Column se aproxima de sua conclusão. O Doutor está intrigado por ver quatro leões de pedra na base das colunas — eles não deviam estar ali ainda e ninguém, além do Doutor e seus companions, podia vê-los.

Depois de deduzir que as estátuas estavam protegidas por um filtro de percepção (me lembrou Perceptions), o Doutor sobre na coluna e encontra os dois empreiteiros responsáveis pela obra,  Samuel Morton Peto e Thomas Grissell, que estão possuídos por uma espécie alienígena chamada Sevakrill. Estes aliens sequestraram a construção do monumento para que pudessem convertê-la em um míssil, que mais tarde iriam usar para destruir a Terra (mais precisamente em 2017), a fim de ganharem uma vantagem estratégica em uma guerra interplanetária. Furiosos por terem sido descobertos, os alienígenas ativam os ‘endoforms‘ dos leões de pedra, o que lhes dão vida e os fazem atacar os turistas na Praça. No entanto, o Doutor apela para as mentes dos pedreiros e exorta-os a lutar contra as criaturas que os habitam.

O plano funciona: os aliens são expulsos e os leões voltam a ser estátuas de pedra sem vida. Tendo desarmado o míssil dentro da coluna, o Doutor define um temporizador no filtro de percepção, de modo que ele “vencesse dentro de duas décadas “. Ele decide, então, partir com a TARDIS para conferir o obelisco Cleopatra’s Needle, em Londres, “só por prevenção”.

Roteiro: Jason Arnopp
Elenco: Peter Davison
Duração: 1 episódio de 17 min.

 .

To Cut a Blade of Grass 

4X06
estrelas 4

Equipe: 6º Doutor e Peri Brown
Espaço-tempo: Londres, anos 2000

Ao saber que seu amigo Walter Wibbley está no hospital, morrendo de um grave acidente vascular cerebral, o Doutor decide fazer-lhe uma visita. Com a ajuda de Peri, ele muda um pouco as regras do tempo levando o velho Walter para uma curta viagem ao futuro, para que ele pudesse ver de casamento de sua filha de Rosie.

Com Walter de volta ao seu leito, o Doutor tem uma conversa rápida com Rosie, incentivando-a a escrever livros em vez de entrar para o mundo dos negócios, como ela se sentia obrigada a fazer. De volta ao TARDIS, o Doutor diz Peri que, apesar de Walter ser um humilde padeiro (Colin Baker & Humble Baker, hehehe) que também fazia ótimos pastéis; e Rosie nunca ter conseguido escrever qualquer obra literária significativa, suas vidas estavam interligadas com as de muitas outras pessoas — no grande esquema da vida, cada pequena ação pode levar a algo grande. Ele então começa a falar para Peri algumas ações futuras que aconteceram aos descendentes de Walter e Rosie.

Satisfeito com seu dia de trabalho, o Doutor decide comer um pastel com Peri, em memória de seu amigo. Eis aí uma interessante “ajudinha na timeline” que o Doutor pode fazer sem acabar com o Universo inteiro.

Roteiro: Cindy Garland
Elenco: Colin Baker
Duração: 1 episódio de 17 min.

.

The Shadow Trader 

4X07
estrelas 3

Equipe: 7º Doutor e Ace
Espaço-tempo: Estaleiro de naves espaciais, planeta não nomeado, tempo indeterminado

Salim é herdeiro e administrador do comércio de seu falecido pai. Um comércio um pouco incomum. A rigor, Salim tinha a seu serviço um grande número de construtores de naves espaciais. Mas este não era o seu único ofício. Salim também roubava as sombras das pessoas.

Num estaleiro de naves espaciais, enquanto ajudava na construção de uma nova nave de carga, a Defiance, Salim vê Ace e o Doutor. Após chamar a atenção de Ace com uma caixa de música, Salim tenta roubar a sua sombra; no entanto, ele é interrompido pela chegada do Doutor, que quebra a caixa, liberando Ace de sua influência. A ação do Doutor aqui é mínima, por assim dizer, limitando-se ao final, a advertir Salim dos perigos e consequências em seu tipo de comércio. Quando ele vai embora, com Ace ao seu lado, deixa para trás um comerciante de sombras preso em seus pensamentos, imaginando novas perspectivas.

Roteiro: Charles Williams
Elenco: Sophie Aldred
Duração: 1 episódio de 16 min.

.

Quantum Heresy 

4X08
estrelas 4

Equipe: 8º Doutor
Espaço-tempo: Terra (local indeterminado, mas provavelmente no Reino Unido), tempo indeterminado

Trabalhando em um arquivo, uma bibliotecária conhece o Doutor, que parece tê-la visto antes e por várias vezes. Juntos, eles vêem um homem velho passar através do arquivo — mas, em seguida, a bibliotecária encontra-se sozinha e volta a trabalhar nos arquivos de novo. Mais uma vez ela conhece o Doutor e, em seguida, vê o velho — e isso acontece de novo, e de novo, e de novo…

A ‘sensibilidade temporal’ da garota lhe permite lembrar de ter visto o Doutor e ela observa como sua aparência fica “pior em cada ocasião”. Eventualmente, o Doutor explica que eles estão presos em um tempo de ciclo experimental criado pelo velho visto no arquivo, que é, na verdade, uma criatura de outra dimensão tentando vir para o mundo real. Por isso o alien criou o arquivo — e também a bibliotecária. No entanto, a experiência não teve o fim esperado: a bibliotecária agora se tornou real e se colocou fora de controle do alien, trazendo a sua realidade para o loop temporal. Finalmente, ela se liberta e passa a viver em nosso mundo real. O Doutor parte e a deixa com algumas dicas sobre como é boa e importante a vida, cheia de escolhas e decisões próprias, algo que só o tempo pode mostrar se foram certas ou erradas.

Roteiro: Avril Naude
Elenco: India Fisher
Duração: 1 episódio de 14 min.

LUIZ SANTIAGO. . . .Depois de recusar o ingresso em Hogwarts, fui abduzido pelo Universo Ultimate. Lá, tive ajuda do pessoal do Greendale Community College para desenvolver técnicas avançadas de um monte de coisas. No mesmo período, conheci o Dr. Manhattan e vi, no futuro, Ozymandias ser difamado com a publicação do diário de Rorschach. Hoje costumo andar disfarçado de professor, mas na verdade sou um agente de Torchwood, esperando a TARDIS chegar na minha sala de operações a qualquer momento.