Crítica | Sons of Anarchy – 4ª Temporada

estrelas 5,0Se a 3ª temporada foi morna e completamente linear, essa nova temporada está bem longe disso, pois há tensão em cada um dos quatorze episódios. Se prepare para ficar bem agoniado.

Após 14 meses encarcerados, Jax, Clay e companhia são libertos e mal podem esperar para chegar em casa. Porém, o comitê de boas-vindas em Charming não é bem aquilo que esperavam. O novo xerife os barra na rua principal para informar sobre algumas mudanças na cidade o que inclui o fato deles não poderem mais usar as vestes com o símbolo do clube. Certamente as coisas não são mais as mesmas.

São recebidos com festa no Samcro e Jax pode finalmente conhecer seu filho com Tara e ver o quanto Abel cresceu. Contudo, Clay não tem tempo a perder, pois depois que Jax sofreu um atentado por parte dos russos na cadeia, precisam firmar novos acordos. Passarão a negociar as armas com os russos e então transportar drogas para o Cartel Galindo. Como o negócio de drogas nunca foi algo de interesse do Sons of Anarchy grande parte dos membros é contra, mas de nada adianta, pois Clay já havia fechado o acordo. Com isso Jax dá seu ultimato, depois que esse acordo terminar, ele, Tara e seus filhos irão deixar o clube e Charming. Mesmo a contragosto, Clay acaba concordando.

Óbvio que nada seria tão simples assim e eles acabam caindo no meio de uma guerra entre o Cartel Galindo e outro Cartel concorrente, o Lobo Sonora, o que os leva a descobrir que há um informante no clube deles ou nos Mayans. Mas, essa não será a única ameaça que terão que enfrentar. Linconl Potter é o assistente da promotoria que está na cidade e preparado para acabar com o Sons of Anarchy, os Mayans, russos, o IRA e até mesmo o Cartel, o que irá envolver o Xerife Roosevelt e até Juicy. E, por mero acaso, Gemma acaba descobrindo que Tara está com as cartas que J.T. enviou para Maureen e que além de juras de amor eterno, contém muitas revelações explosivas, como a desconfiança dele em relação a Clay e Gemma estarem juntos e tramando para matá-lo. Desesperada, Gemma acaba dividindo essa informação com Clay que não medirá esforços para recuperar as cartas, como também dar fim a todos que souberem do conteúdo delas, não importando quem seja.

Nessa 4ª temporada não temos muito tempo de respirar, já que os acontecimentos são constantes e altamente frenéticos. São bombardeios de informações de todos os lados e possivelmente, uma das temporadas com maior participação do elenco secundário e convidados. Começando com Danny Trejo como Romeo Parada, líder do Cartel Galindo e que tem um poderoso trunfo na manga. Ray McKinnon como o Assistente de Promotoria Potter, uma nova releitura da Agente Stahl e que é tão abusado quanto, mas de uma forma muito mais comedida e não menos ameaçadora. Afinal, ele tem muito mais poder do que Stahl possuía.

Essa temporada, no entanto é marcada pela ganância e a mudança de poderes dentro do clube. As decisões que Clay toma ao longo dos episódios o distancia cada vez dos membros do Samcro e até mesmo da própria Gemma, que ficará numa posição delicada entre defender sua prole ou seu marido. Enquanto isso, Jax estará completamente no escuro, tentando fazer as coisas do modo certo, para que assim, o menor número de pessoas acabe se machucando, especialmente sua esposa e filhos. Entretanto, os Teller-Morrow acabarão soterrados com tantos segredos e obrigados a colocar todas as cartas na mesa, literalmente. Sobretudo após os eventos do episódio 08 “Family Recipe”.

Não tem um único episódio fraco e em cada um deles é possível enxergar a verdadeira natureza dos personagens e como eles precisaram se adaptar para sobreviver. De longe a transformação mais interessante foi a da Tara que desistiu de fugir dos problemas e decide ficar, tomar seu lugar como uma verdadeira old lady e aprende a se impor mais, o que eventualmente irá criar problemas com Gemma, que sempre foi a matriarca do Sons of Anarchy. Bem, agora tem alguém que irá tomar seu lugar e diante das recentes atitudes de Clay, sua posição no clube está duplamente comprometida.

Clay por sua vez decide finalmente colocar as mangas de fora e mostrar seu verdadeiro caráter, principalmente ao se sentir ameaçado e encurralado, criando uma ótima alusão com a música de abertura do seriado “Ridin’ through this world all alone…Gotta look this world in the eye, gotta live this life until you die”. Impossível não torcer para que em algum momento ele morra só que nesse caso, morrer não será o pior destino que ele terá. Infelizmente.

Sons of Anarchy – 4ª Temporada (EUA – 2011)
Showrunner: Kurt Sutter
Roteiro: Kurt Sutter
Direção: Diversos
Elenco: Charlie Hunnam, Ron Pearlman, Katey Sagal, Mark Boone Junior, Kim Coates, Tommy Flanagan, Ryan Hurst, William Lucking, Theo Rossi, Maggie Siff, Ally Walker, McNally Sagal, Dayton Callie, Danny Trejo, Rockmond Dunbar, Ray McKinnon, Benito Martinez, Jeff Kober, David Labrava, Christopher Douglas Reed, Niko Nicotera, Merle Dandridge, Timothy V. Murphy, Bart McCarthy, Bob McCracken, Kenny Johnson, Emilio Rivera, Michael Ornstein, Winter Ave Zoli, Keith Szarabajka, Tory Kittles, Patrick St. Esprit
Duração: 45 min.

MELISSA ANDRADE . . . Uma pessoa curiosa que possui incontáveis pequenos conhecimentos desde literatura a filmes a reality shows a futebol alemão e está sempre disposta a aprender muito mais. Por isso sou Jornalista por experiência e vocação. Fotógrafa Profissional com muita paixão e um olhar apurado e Roteirista frustrada e uma Crítica de Cinema em ascensão.