Crítica | Soundtrack – Guardians Of The Galaxy: Awesome Mix Vol 1

estrelas 4,5

Sim, Guardiões da Galáxia parece ter sido um dos grandes temas desse ano. Aqueles personagens da Marvel que aparentemente ninguém conhecia, conquistaram o mundo. Já foram recordes de bilheteria, alto nível de vendas de produtos e principalmente um marco para o mercado da música. Quem foi ao cinema saiu cantarolando a trilha – isso é fato -, tamanha era sua qualidade que tempos depois ela ia se refletir em números. A trilha atingiu o topo da Billboard 200, sendo a segunda trilha sonora a atingir o topo das paradas musicais desse ano (a primeira foi Frozen). Aliás, o sucesso foi tanto que a Hollywood Records tomou a iniciativa de lançar a trilha em K7, no melhor estilo Senhor das Estrelas (genial, não acha?).

Se você pretende saber o segredo para essa trilha sonora de sucesso pergunte ao diretor James Gunn pois foi ele quem selecionou essa playlist a dedo. Grande parte das músicas ganham o ouvinte pela nostalgia. Talvez muitas delas você não conheça, mas todo aquele groove, sintetizadores e clássico som do R&B deixam bem nítido. Alí está a melhor era da música: a década de 70.

A trilha começa com Hooked On a Feeling do Blue Swede, música já presente no primeiro trailer e que virou a canção tema e marca do filme, ainda que ela já tenha aparecido em outro, mais especificamente o Tarantinesco Cães de Aluguel. Mas a faixa que define mesmo o estilo que será seguido no disco é o pop de Go All The Way do The Raspberries. O pop, por mais que seja difícil de conceituar, possui seu significado nas fortes melodias – típica de singles – e o fator “popular”, já que quase todas a faixas alcançaram os topos da Billboard em algum momento da década de 70.

O topo da popularidade talvez seja I Want You do Jackson 5, que deve ser uma daquelas canções que você escuta mil vezes e não cansa de seu groove e swing. Até mesmo o álbum conceituado The Rise And Fall of Ziggy Stardust do David Bowie marca presença com Moonage Dream. O vocal melódico e  a guitarra onipresente – que serve quase como um backing vocal – cai como uma luva para o aspecto imaginário e aventuresco do filme.

É interessante ver que até mesmo canções fracas em termos de arranjos – como a melosidade extremamente sintetizadora da balada I’m Not In Love do 10cc – funcionam simplesmente pelo fato da nostalgia. Nesse quesito “balada romântica” quem se sai melhor é Elvin Bishop com Fooled Around And Fell In Love. Prova que se pode colocar, na mesma canção, um refrão chiclete e um sensacional solo de guitarra tipicamente setentista.

Quando a trilha parece “pop” demais, surge o punk de Cherry Bomb de uma das primeiras bandas de rock formada por mulheres, The Runaways. A faixa, ainda que seja diferente das demais, funciona perfeitamente na trilha, sem soar estranha. Perto do rock também existe o lado blues de Spirit In The Dark de Norman Greenbaum que, esse sim, pode soar estranho já que sua posição no álbum o desfavorece. Ainda que o rock’n roll definitivamente não seja o estilo predominante aqui, o soft rock – melhor estilo Elton John – é o subgênero que mais aparece, seja em Escape (The Pina Colada) de Rupert Holmes ou Come And Get Your Love de Redbone.

As duas últimas faixas podem ser chamadas de obras-primas da música, verdadeiros marcos do Soul. O-o-h Child – a música que salvou a galáxia – do The Five Stairteps mostra o melhor  do R&B, no mesmo estilo Jackson Five de fazer música. Ain’t No Mountain High Enough, excelente dueto de dois gênios da gravadora Motown, Marvin Gaye e Tammy Terrel, que já era um clássico da música americana, vive presente nas rádios desde o lançamento do filme.

Guardians Of The Galaxy: Awesome Mix Vol 1 aparece com o propósito de lembrar uma excelente época do mundo da música. No entanto, pode direcionar nosso raciocínio para um lado um tanto triste. Ainda que na música atual exista muita coisa de qualidade, o sentimento é de que não chega perto do nível musical setentista. Em um tempo onde o sonoro era realmente valorizado – onde não existia internet e a TV não possuía o poder que possui hoje – o visual não importava tanto e a sonoridade perfeita era buscada com muita maior convicção. Agora, chegamos a ponto de precisarmos sempre recorrer a esses clássicos, já que a indústria da música não consegue lançar esse nível de qualidade com tanta frequência. Bem, olhemos pelo lado bom, pelo menos essas músicas são e serão eternas.

Guardians Of The Galaxy: Awesome Mix Vol 1
País: Estados Unidos
Selo: Hollywood, Marvel Music
Lançamento: 29 de Julho de 2014
Estilo: Trilha Sonora

HANDERSON ORNELAS. . . Estudante de engenharia química, fascinado por música, cinema e quadrinhos. Um fã de ficção científica e aventura que carrega seu fone de ouvido por todo lado e se emociona facilmente com música, principalmente com "The Dark Side Of The Moon". Enquanto não viaja pelo tempo e espaço em uma TARDIS, viaja pelo mundo dos livros e da música.