Crítica | South Park: The Stick of Truth

stickoftruth_planocritico

estrelas 4,5

The Stick of Truth é o sexto game baseado em South Park. Após diferentes jogos como South Park Rally, Let’s Go Tower Defense Play! E Tenorman’s Revenge, que não atenderam a expectative dos fãs, os criadores da série, Matt Stone e Trey Parker, entraram em contato com a Obsidian, desenvolvedora de renome quando se trata de RPGs, com títulos como Knights of The Old Republic II e Fallout: New Vegas. O conceito era criar um game que parecesse como um verdadeiro episódio de South Park. Com isso em mente, os dois criadores assinam como roteiristas do jogo.

The Stick of Truth utiliza os conceitos básicos de JRPGs (Rpgs japoneses), nos colocando em batalhas em turnos, fator que não poderia se encaixar mais dentro da narrativa, considerando que tal mecânica foi inspirada em Rpgs de mesa, como Dungeons & Dragons. No game estamos no papel de uma criança que acaba de se mudar com os pais para a remota e (nada) tranquila cidade de South Park. O menino ou menina que nós criamos aparentemente conta um passado sombrio e não fala uma palavra, seja para seus pais ou para os amigos. Após sermos encorajados pela mãe e pai a fazermos novas amizades na cidadezinha, saímos da casa e nos dirigimos para a moradia de Eric Cartman.

Quebrando a barricada elfica

Quebrando a barricada élfica

Na casa do, possivelmente, pior ser humano já criado na história da ficção, encontramos diversas crianças brincando de role-playing, com direito a armaduras, espadas, cajados e classes. Nos encontramos no Kingdom of Kupa Keep, ou KKK, e ali nos encontramos com o Wizard King Cartman, Paladin Butters e outros. O rei, então, nos oferece fazer parte do reino e, após nos nomear douchebag, podemos escolher entre as quatro classes disponíveis no game: fighter (guerreiro), Thief (Ladrão), Mage (Mago, mas não tão legal quanto wizard, segundo Eric) e Jew (judeu). Cada uma das classes oferece diferentes poderes e, consequentemente, uma diferente jogabilidade.

A trama progride, a partir daí, nos colocando contra o Rei Élfico (quem assistiu o desenho pode imaginar quem é), com isso devemos trazer novos aliados e combater os guerreiros élficos. É claro que a história não permanece assim tão simples por muito tempo, estamos falando de South Park, onde Matt Stone e Trey Parker despejam toda a sua criatividade e loucura. Então espere ver diversas criaturas e personagens da série, além de centenas de referências que irão tirar com facilidade inúmeras risadas do jogador.

Uma das maiores qualidades do game se exibe através de seus gráficos que não são nada mais que os mesmos do desenho original, inclusive na movimentação e ângulos que os personagens são mostrados. Além disso todos os dubladores originais estão presentes, inclusive nos personagens mais secundários como Al Gore (em sua eterna caçada ao ManBearPig) e Tuon Lu Kim (Shitty Wok!). Tal gama de personagens é utilizada de maneira eficiente pela trama, ao ponto que diversos deles nos proporcionam missões e se tornam summons, possibilitando que os chamemos uma vez ao dia para batalhas.

New Kid e Princess Kenny vs Goddamn Mongorians!

New Kid e Princess Kenny vs Goddamn “mongorians”!

Além da trama e do sistema de batalha também contamos com diversos outros elementos de rpgs, como habilidades (que são ganhas com o passar dos níveis) e perks. Estes são ganhos através da quantidade de amigos que conseguimos no facebook in-game. Essas amizades são conquistadas através das missões dadas por cada um dos personagens. Tal mecânica funciona de maneira fluida, garantindo uma sensação de dinamismo ao longo do game. Armas e outros equipamentos também são adquiridos conforme progredimos no game e cada uma delas, além de fazer referências ao desenho, possuem diferentes atributos.

South Park: The Stick of Truth é definitivamente um game escrito por Trey Parker e Matt Stone. A sensação de se estar assistindo um episódio do desenho é constante durante todos os momentos. Não é só de referências, contudo, que o game é feito e exibe um ótimo sistema de batalha, mecânica de progressão e história, proporcionando horas de risadas. Este é o jogo que os fãs de South Park sempre quiseram.

South Park: The Stick of Truth
Desenvolvedora:
 Obsidian Entertainment
Lançamento: 04 de Março de 2014
Gênero: RPG
Disponível para: PS3, PC, Xbox 360

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.