Crítica | Star Wars: O Legado Revelado

estrelas 4,5

Remember, the Force will be with you. Always.

– Obi-Wan Kenobi

Goste ou não da franquia, é indiscutível a verdade de que Star Wars alterou a cultura pop para sempre. Uma Nova Esperança, que na época era apenas conhecido como Guerra nas Estrelas, foi muito mais que um dos primeiros blockbusters e sim um elemento que unira diferentes pessoas, cidades e até nações em uma época conturbada, marcada pela rebeldia contra o sistema através do movimento hippie, do auge do rock. Estamos falando de um mundo que vivia na Guerra Fria, que há pouco tempo testemunhara a guerra do Vietnã e cuja memória da Segunda Guerra ainda não era algo tão distante. Star Wars é mais que uma válvula de escape de tudo isso, é um diálogo entre sua mitologia própria e nossa realidade.

O Legado Revelado busca nos mostrar justamente isso. Através de entrevistas com historiadores, cientistas políticos, críticos e diretores de cinema, o documentário aborda a estrutura narrativa da série, passando pelos seus personagens centrais, a jornada do herói e as heranças diferentes heranças culturais e filosóficas que George Lucas imprime em suas duas trilogias. Vale ressaltar que a obra fora filmada antes mesmo da compra da Lucasfilm pela Disney, então não temos nada sobre O Despertar da Força e tudo o que veio depois de seu lançamento. Ainda assim, temos aqui uma maneira quase ideal de revisitarmos os seis filmes por uma abordagem que vai além do entretenimento.

Digo quase ideal pois o longa-metragem pode ser aproveitado de maneiras diferentes dependendo da formação da pessoa. Uma criança, por exemplo, deve passar longe, não contando com o aprendizado necessário para entender muitos dos conceitos trabalhados. Alguém que tenha o mínimo de estudo de narrativa, por sua vez, irá considerar alguns momentos muito básicos, como a clássica jornada do herói, que chega a ser óbvia para qualquer um que entenda de roteiro. Felizmente, o roteiro do trio formado por Kevin Burns, David Comtois e Steven Smith vai gradativamente sendo aprofundado, lidando com questões como o paralelo do Império com a Alemanha nazista e outras ditaduras que marcaram o século XX ou até mesmo o apoio de Lucas em religiões e filosofias ocidentais e orientais.

O que mais nos chama a atenção na obra é justamente a forma como esses assuntos dentro desse universo conseguem ser abordados de maneira fluida. Temos a sensação de que os entrevistados estão todos presentes na mesma sala, dialogando entre si, tamanha é a qualidade da montagem. Mesmo quando partimos de um tema para o outro existe a impressão de uma linha de pensamento contínua. A presença de títulos que denotam a alteração de temática se mostra essencial, não permite que o espectador se perca a qualquer momento. Com imagens dos seis filmes sendo mostradas na tela, intercalando com pinturas para ilustrar mitos que influenciaram Star Wars e, é claro, o depoimento dos convidados, conseguimos assistir todo o documentário sem nos cansar apesar de sua longa duração (116 minutos na versão original, que se encontra atualmente na Netflix).

Esse apoio das diferentes cenas da franquia, evidentemente nos ajuda a enxergar com maior clareza o que ouvimos ao longo da obra aqui criticada. Tudo funciona de maneira didática, mas a direção de Kevin Burns sabiamente não trata seu espectador como estúpido, garantindo a ele espaço para pensar no que está escutando. Demonstrando um controle de sua linha de raciocínio e objetivo final, o realizador consegue terminar seu documentário com um teor cíclico, o que vemos no início é o efeito que os filmes provocam na sociedade e voltamos para isso depois que somos explicados como tudo funciona. Dessa maneira temos a sensação de que acabamos de presenciar um grande texto argumentativo e, de fato, é isso o que o filme é: uma forma de nos convencer de por que Star Wars é tão importante dentro da cultura pop.

O Legado Revelado, portanto, é um documentário obrigatório não só para qualquer fã da franquia, mas para qualquer um ligado à indústria do entretenimento, seja no caráter de consumidor, crítico ou produtor. Com fortes depoimentos, sequências montadas de forma magistral e uma direção que sabe exatamente onde quer chegar, trata-se de uma obra que consegue alcançar sua ambição: analisar a franquia de forma meticulosa, explicando seu sucesso e impacto até os dias de hoje. Star Wars sempre estará conosco e a beleza disso é que irá representar, para cada geração, algo diferente, dialogando com nosso interior e com o mundo à nossa volta, atingindo cada espectador de forma variada.

Star Wars: O Legado Revelado (Star Wars: The Legacy Revealed) — EUA, 2007
Direção:
 Kevin Burns
Roteiro: Kevin Burns, David Comtois, Steven Smith
Com: Linda Ellerbee, Tom Brokaw, Newt Gingrich, Joan B. Connelly, Peter Jackson, Camille Paglia, Joseph Campbell, J.J. Abrams, Joss Whedon, Elvis Mitchell, Kevin Smith, Stephen Colbert
Duração: 116 min.

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.