Crítica | Star Wars Rebels – 3X09: An Inside Man

estrelas 4

  • Contém spoilers do episódio.
  • Confiram todas as nossas críticas da série aqui.

Rebels certamente está fazendo um ótimo trabalho expandindo a mitologia de Star Wars. Após a compra da Lucasfilm pela Disney praticamente todo o Universo Expandido fora descartado, se tornando apenas lendas. A série animada, contudo, vem adotando inúmeras criações desse lado da franquia, como Thrawn, a Outrider e, agora, em An Inside Man tivemos a introdução da Tie Defender, que teve sua primeira aparição no clássico game Tie Fighter. Mais que isso, porém, o episódio conseguiu colocar em tela, novamente, toda a ameaça que o grão Almirante representa. Infelizmente, o desfecho começa a soar repetitivo, visto que essa tensão jamais se transforma em algo maior.

Kanan e Ezra retornam a Lothal, que agora está sob uma rígida ocupação imperial. Lá eles entram em contato com seus velhos amigos e conhecidos a fim de acabar com uma fábrica do Império ao mesmo tempo que roubam os planos para uma nova arma, que está sendo desenvolvida ali. Prontamente os rebeldes infiltram a dita fábrica e se deparam com ninguém menos que Thrawn, que fora realizar uma visita surpresa, suspeitando que alguns veículos ali fabricados estavam sendo sabotados por rebeldes infiltrados. A maior surpresa dos personagens, contudo, não é se encontrar com esse vilão e sim descobrir a real identidade de Fulcrum, o novo informante da Rebelião.

An Inside Man faz um ótimo trabalho ao colocar o principal antagonista da temporada novamente cara-a-cara com os rebeldes. Thrawn, como sempre, se demonstra um exímio estrategista, manipulando todo o tabuleiro a seu redor. O curioso é que, mesmo na derrota, ele aparenta estar ganhando e a cada encontro ele consegue novas informações para destruir os rebeldes. Aqui, Fulcrum fora colocado em xeque, visto que, obviamente, O Chiss já sabe quem é o informante dos rebeldes dentro da base. Infelizmente, o conflito no final jamais escala para algo maior, nos trazendo um desfecho um tanto quanto anticlimático. Por outro lado, esse é melhorado pelo diálogo entre Thrawn e Kallus, especialmente pelo exímio trabalho de dublagem realizado por Lars Mikkelsen, que, inclusive fora nomeado aos Annie Awards desse ano.

Algo mais a se notar é que, depois de muito tempo, tivemos um capítulo focado em Ezra e Kanan. A relação de ambos permanece bastante descontraída, mas não vimos nenhum diálogo sobre a Força ou alguma tentativa do mestre ensinar seu aprendiz. Sabendo que veremos Maul em breve é possível que isso esteja construindo um cenário no qual Bridger irá ter uma queda mais significativa para o Lado Negro. Não acredito que o seriado irá se estender por muito tempo e um desfecho através de uma luta entre mestre e padawan seria uma forma interessante e dramática de se encerrar a animação.

Mesmo com seu final ligeiramente anticlimático, Star Wars Rebels consegue nos trazer mais um ótimo episódio. Estamos falando de um seriado cujo público alvo principal são as crianças. Com capítulos de vinte e poucos minutos não poderíamos esperar muito mais do que nos é mostrado. Ainda assim, com todas essas limitações, Dave Filoni consegue fazer um maravilhoso trabalho, expandindo a mitologia de Star Wars consideravelmente.

Star Wars Rebels – 3X09: An Inside Man (EUA, 2016)
Showrunner:
Dave Filoni
Direção:
Steward Lee
Roteiro:
Nicole Dubuc
Elenco:
Taylor Gray, Vanessa Marshall, Freddie Prinze Jr., Tiya Sircar, Steve Blum, Dee Bradley Baker, David Oyelowo,  Derek Partridge, Stephen Stanton, Jim Cummings, Sam Witwer, Nathan Kress
Duração: 
22 min.

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.