Crítica | Star Wars Rebels – 3X15: Legacy of Mandalore

legacy-of-mandalore-plano-critico

estrelas 3,5

  • Contém spoilers do episódio.
  • Confiram todas as nossas críticas da série aqui.

Não é de hoje que os mandalorianos ocupam seu espaço considerável no universo de Star Wars. Desde que Boba Fett aparecera na trilogia original, os clãs de guerreiros de Mandalore foram abordados em diferentes obras, que vão desde Knights of the Old Republic até a animação The Clone Wars, que, inclusive, trouxe o interesse romântico de Obi-Wan, a duquesa Satine, para o cânone da franquia. Era de se esperar que veríamos mais desse povo em Rebels, visto que uma das principais personagens, Sabine Wren, faz parte dessa antiga civilização. Aqui em Legacy of Mandalore vemos o desfecho do arco iniciado quando Wren conseguiu de volta o darksaber, elemento que ganhou seu merecido foco em Trials of the Darksaber.

Após treinar com Kanan e Ezra no episódio anterior, Sabine, junto dos dois jedi e Fenn Rau, viaja para sua terra natal, onde espera convencer seu povo a se juntar aos rebeldes. Infelizmente, o que ela encontra lá são mandalorianos subjugados pelo Império, os servindo para que não sejam dizimados. Legacy of Mandalore foca, como esperado, no clã Wren, trazendo um dos mais importantes acontecimentos da série animada, que, desde já, pode significar o primeiro passo para o seu término, se esta, de fato, for a última temporada do desenho.

Refiro-me, naturalmente, à decisão de Sabine em permanecer junto de sua família, na tentativa de convencer o restante dos guerreiros de mandalore em lutar contra o imperador. Evidente que veremos mais da personagem até o fim desse ano, mas, se cairmos no território da especulação, talvez vejamos os outros personagens que acompanhamos desde Spark of Rebellion tomando rumos diferentes, todos unidos por um ideal, mas fazendo suas partes separadamente. Considerando que estamos perto dos eventos de Rogue One, não seria um chute muito grande dizer que a série beira o seu término, a não ser, é claro, que ela continue paralelamente aos acontecimentos da trilogia original.

Mas, focando no que vimos nesses vinte e poucos minutos do capítulo, podemos dizer que presenciamos uma bela construção da personagem Sabine. Mais do que nunca aprendemos sobre o seu passado, que ela estivera envolvida na construção de uma arma para o Império e que sua deserção impactara diretamente o futuro de Mandalore. Uma das maiores qualidades de Rebels sempre foi a forma como o desenho se preocupa com cada um de seus personagens, por mais secundários que eles sejam e aqui vemos isso com clareza, trazendo uma profundidade evidente para cada uma das ações de Wren no passado.

Infelizmente, por contar com um curto tempo de duração, alguns elementos soam corridos, como o conflito entre Sabine e sua mãe, que aparece e é resolvido em quase um piscar de olhos. Não há tempo o suficiente para que o drama familiar aqui presente nos envolve, prejudicando nossa imersão no capítulo. Eis aqui um arco que se beneficiaria de mais um capítulo para melhor explorar cada uma das relações apresentadas nele, eliminando alguns pontos de artificialidade que prejudicam a organicidade da narrativa. Felizmente, os momentos finais, enfim, conseguem nos atingir em cheio com a despedida de Sabine.

Outro ponto que atua contra o episódio é o fato de não vermos a união dos mandalorianos propriamente dita, apenas de meia dúzia de guerreiros. Claro que ainda podemos presenciar isso até o término da temporada, mas acredito que isso não irá ser mostrado em tela e esse povo, unido contra o Império, irá aparecer para salvar o dia em uma possível batalha final contra Thrawn. Estamos falando de um típico defeito que deixará de ser um de acordo com o restante da temporada, mas, como estamos analisando os episódios separadamente, não podemos deixar de ressaltar tal fator.

Dito isso, Legacy of Mandalore consegue se concretizar como mais um bom capítulo de Star Wars Rebels pela forma como se aprofunda nos laços familiares de Sabine, que esperamos ver mais no restante desse ano. Novamente o seriado consegue trazer muito para o novo cânone de Star Wars, da mesma forma que trabalha com cuidado cada um de seus personagens. Se estamos beirando o fim da série ou não, resta apenas aguardar para ver, mas o primeiro dos sinais já deu as caras, veremos que os próximos capítulos irão traçar um paralelo com este através da fragmentação do grupo de rebeldes.

Star Wars Rebels – 3X15: Legacy of Mandalore (EUA, 2017)
Showrunner:
Dave Filoni
Direção:
 Mel Zwyer, Justin Ridge
Roteiro:
Christopher Yost
Elenco:
Taylor Gray, Vanessa Marshall, Freddie Prinze Jr., Tiya Sircar, Steve Blum, Dee Bradley Baker, David Oyelowo,  Derek Partridge, Stephen Stanton, Jim Cummings, Sam Witwer, Nathan Kress
Duração: 
22 min.

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.