Crítica | Star Wars Resistance – 1X01 e 1X02: The Recruit

  • Para ler a crítica dos outros episódios, clique aqui. Para conhecer nosso vasto material de Star Wars, clique aqui.

Depois do sucesso da sua última animação, Dave Filoni e seu time de animadores, produtores e roteiristas voltam a nos contar histórias sobre a galáxia muito distante. Mesmo com um time de produção muito parecido com o de Rebels, Star Wars Resistance se mostra diferente logo à primeira vista. As duas principais séries do universo SW até agora utilizaram-se da mesma estética. Para muitos (inclusive eu) animação em 3D era o formato ideal para se contar uma história animada da saga. Desde Clone Wars essa tecnologia avançou muito e dominou o seu nicho de atuação. Contrariando todas as expectativas, Filoni e sua equipe optaram por uma estética quase 2D.

O primeiro episódio, aqui apresentado com uma grande narrativa, acompanha o início da jornada de Kazuda Xiono, um jovem piloto que trabalha para a República Galáctica. Kazuda cresceu em um mundo onde a liberdade já tinha sido conquistada, graças aos esforços da rebelião e seus heróis. Ele se mostra extremamente imaturo. Logo no começo o roteiro faz questão de evidenciar que o protagonista da nova série se parece muito com o da antiga, Ezra Bridger. Esse que tinha muito mais motivos para ser negligente, já que tinha nascido em meio a um regime fascista que havia matado seus pais.

O roteiro faz muito bem em se apoiar em um personagem já conhecido pela público. Poe Dameron aparece logo no começo dos 40 minutos e faz um papel de recepcionista dessa nova história para a audiência. Tudo começa quando Dameron resgata Kazuda de uma missão. Logo quando se conhecem, o melhor piloto da Resistência já percebe que o jovem poderia ser uma ótima adição para a causa. Kazuda nega a participar, em um primeiro momento, mas logo volta atrás e entra para a famosa Resistência, bem como a jornada do herói pede que o chamado aconteça.

Essa divisão entre República e Resistência é bem interessante para situar o público nos meandros políticos da saga Star Wars. Acredito que até agora nenhum produto do novo cânone, sem ser os livros, tinha mostrado que a Nova República não é a Resistência. A primeira missão que Dameron dá para Kazuda Xiono é a de ser espião em uma cidade plataforma que vive ao redor de corridas de naves. Logo que a dupla chega na “ilha” Kazuda encontra Neeku Vozo, um alienígena que serve muito bem para ser o alívio cômico dos primeiros dois episódios. Com a voz de um dos atores mais engraçados da atualidade, Josh Brener, Neeku é uma das melhores coisas que Resistance nos apresenta em seu primeiro episódio.

Fora o visual citado acima Star Wars Resistance não faz grandes mudanças em comparação com as suas irmãs animadas. Tanto Clone Wars quanto Rebels tiveram primeiros episódios bem moderados. Acredito que Filoni prefere começar estabelecendo sua história e fazendo seu público, principalmente o infantil, entender exatamente o que está acontecendo com os seus personagens. Star Wars Rebels foi uma das obras mais ousadas que essa nova fase da Saga nos apresentou. Muito disso se deve a Dave Filoni, diretor de Avatar, Clone Wars e Rebels. Este talvez seja um dos melhores nomes para se contar uma história animada. Por diversas vezes ele já levou suas narrativas para direções novas e duvidosas, em quase todas elas ele conseguiu nos contar uma história emocionante e interessante.

Todo esse roteiro morno ganha um pouco mais de quentura com a forma visual que ele é contado. A animação em 2D com muitas sombras e com um aspecto de StoryBoard foi um acerto. Além de deixar a animação muito mais fluída, o ideal para contar a história de um piloto, esse estilo ainda deixa as cores muito mais destacadas, algo que sempre me incomodou em Rebels e Clone Wars eram as cores sempre com tons pastéis de ambas.

Com uma animação moderna, mas um roteiro bem clichê, os primeiros dois episódios de Star Wars Resistance dão muita segurança para os fãs da Saga. Dave Filoni está acostumado a tomar decisões que torcem o nariz de sua audiência, esses caminhos controversos sempre acabam surpreendendo a todos pela forma que são contados. Vamos esperar e ver o que ele está aprontando para essa nova jornada.

Star Wars Resistance – 1X01 e 1X02: The Recruit (EUA, 7 de Outubro de 2018)
Criado por: Carrie Beck, Dave Filoni, Kiri Hart
Direção: Stewart Lee, Saul Ruiz
Roteiro: Dave Filoni, Brandon Auman
Elenco: Christopher Sean, Scott Lawrence, Josh Brener, Suzie McGrath, Bobby Moynihan, Jim Rash, Donald Faison, Myrna Velasco, Lex Lang, Stephen Stanton, Mary Elizabeth McGlynn, Diedrich Bader, Rachel Butera, Oscar Isaac, Adam Driver, Gwendoline Christie, Elijah Wood, Anthony Daniels
Duração: 45 minutos.

PEDRO CUNHA . . . Com corpo e alma de Hobbit, sou um eterno Padawan e aprendiz. Amigo dos ursos, dos elfos e das águias. Nativo de Krypton e apreciador da sétima, nona e de TODAS as artes. Quando tentado sempre rebato; "sou um Jedi, como meu pai antes de mim".