Crítica | The Early Adventures 1X03: The Bounty of Ceres

estrelas 3

Equipe: 1º Doutor, Steven e Vicki
Espaço: Ceres (planeta anão do Sistema Solar, localizado em um cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter).
Tempo: Pós 2050

A primeira impressão que temos ao ouvir The Bounty of Ceres é que houve alguma conversa prévia entre Peter Harness, roteirista do excelente Kill the Moon (8ª Temporada da Nova Série) e Ian Potter, que assinou o texto desta presente aventura. A semelhança estrutural entre os dois enredos é enorme: ambos são focados em uma visita inesperada a um local explorado por uma empresa terráquea; em ambos o Doutor e seus companions precisam lidar um um inimigo que não são capazes de ver num primeiro momento e, em ambos os casos, há uma virada estratégica no jogo envolvendo o corpo celeste onde estão e o ambiente tecnológico, muito embora essa parte tenha sido melhor explorada no correspondente televisivo citado.

A história aqui se passa em um planeta anão de nome Ceres, explorado pela Cobalt Corporation, uma empresa terráquea de mineração. O Doutor, Steven e Vicki chegam por acidente ao local e rapidamente são inseridos nos complicados eventos em andamento no planeta. Ainda nos primeiros minutos após a saída da TARDIS eles encontram um robô que os atacam; um homem bastante abalado psicologicamente; e, como de costume, a descrença dos empregados da empresa em relação à verdadeira identidade ou papel dos viajantes, que não deveriam estar ali. Como se vê, o texto seguiu à risca o caminho recorrente das aventuras do 1º Doutor, adicionando mais ação e elementos tecnológicos aprimorados.

O ambiente claustrofóbico e o tipo de vilão que temos na maior parte dos episódios — um vilão que ao final se revelaria algo completamente distinto do que imaginávamos — torna Ceres um lugar amedrontador e angustiante. Há um interessante resgate de características vistas em outras obras de ficção científica como Star Trek e Alien – O Oitavo Passageiro, uma estrutura que funciona bem o arco inteiro, especialmente com a presença do Doutor e a constante ação representada pelos companions Steven e Vicki, especialmente a jovem garota, que acaba tomando a frente de diversas situações, salvando a vida de muita gente (e dela mesma) em vários momentos da aventura.

 

Diferente do episódio com os Voords e do fraco drama medieval na corte de Henrique IV, este drama no planeta Ceres não afasta o Doutor ou um dos companions da ação, de maneira que os temos bem explorados e com uma boa amplitude de inter-relação em cena. É muito bom ter algo novo com essa dupla de companheiros do Doutor, e é melhor ainda ver que o roteiro levou em consideração a constituição comportamental de cada um, não tirando de Steven a constante birra com o Doutor, de Vicki o coração compassivo e do Doutor a teimosia.

Peter Purves faz uma boa representação de William Hartnell. Embora não seja idêntico, há semelhanças tonais e cacoetes vocais que nos faz lembrar muito do 1º Doutor original. Maureen O’Brien consegue nos transportar facilmente para a Série Clássica com sua voz mais suave para interpretar a si mesma, mais jovem. É claro que percebemos o tom mais maduro, mas a interpretação é inteiramente parecida com a da atriz quando jovem.

O ponto negativo da aventura, com enorme peso na qualidade final, é a constituição do vilão. As justificativas para ele fazer o que estava fazendo e o modo como o roteiro se conclui é aquém da qualidade do arco até aquele momento e certamente decepciona. A despeito disso, The Bounty of Ceres é um drama sci-fi clássico interessante, com momentos bastante tensos e angustiantes e um final pacificador, com direito até a um toque cômico, fator que ajudou a diminuir a má impressão deixada pela resolução do problema e o destino e exploração do vilão da vez.

The Bounty of Ceres está localizado entre The Time Meddler e Galaxy 4.

Episódios

1. The Hostile Planet

2. The Outer Edge

3. An Otherworldly Intelligence

4. The Coldest Mind

The Early Adventures 1X03: The Bounty of Ceres (Reino Unido, nov, 2014)
Direção: Lisa Bowerman
Roteiro: Ian Potter
Elenco: Peter Purves, Maureen O’Brien, Richard Hope, Julia Hills, Peter Forbes, Lisa Bowerman
Duração: 120 min. (em 4 episódios)

LUIZ SANTIAGO. . . .Depois de recusar o ingresso em Hogwarts, fui abduzido pelo Universo Ultimate. Lá, tive ajuda do pessoal do Greendale Community College para desenvolver técnicas avançadas de um monte de coisas. No mesmo período, conheci o Dr. Manhattan e vi, no futuro, Ozymandias ser difamado com a publicação do diário de Rorschach. Hoje costumo andar disfarçado de professor, mas na verdade sou um agente de Torchwood, esperando a TARDIS chegar na minha sala de operações a qualquer momento.