Crítica | The Flash – 2X04: The Fury of Firestorm

estrelas 3,5

Esclarecimentos iniciais:

Voltei galera! Sentiram minha falta? Pelo visto não, já que o colega Ritter tem feito um bom trabalho, apesar de reclamar bastante e vocês estão indo na onda dele! Tsc tsc tsc, que vergonha!

Bom, voltei de viagem, com saudades de escrever sobre The Flash (tornou-se meu xodó), responder aos comentários e confesso que, até o momento (não incluindo esse episódio), a série teve um começo bem fraco, mas nada justifica as lamentações de vocês he, he, he, he…

Vamos ao que interessa?

É hora de deixar o passado para trás e seguir em frente. Parece que esse foi o lema do episódio inteiro. Afinal, com o que estava acontecendo com o Dr. Stein, a equipe foi obrigada a esquecer do Ronnie e encontrar alguém para dividir o problema com o professor. Mas é claro que encontrar outro para vestir o manto do Nuclear não seria uma tarefa fácil e, com todas aquelas chamas azuis, cheguei a pensar que era a hora da Caitlin virar meta-humana, mas, ainda bem, não foi dessa vez.

De alguma forma eles tinham um histórico daqueles que seriam compatíveis e decidem ir atrás dos dois candidatos. Óbvio que Caitlin e o Dr. Stein gostaram do mais certinho, que tinha feito faculdade e também era cientista. Enquanto Cisco e Barry preferiram o rapaz mais pé no chão e que possivelmente se adequaria a proposta emocionalmente. O projeto dá errado, o candidato não se funde ao professor e acaba ganhando poderes estranhos. Enquanto isso, Stein está cada vez mais perto de morrer.

Longe dali, Iris tem que lidar com a volta da mãe e tudo o que isso acarreta em sua vida. Joe está bem feliz pela atitude da filha, mas teme as consequências e que, mal sabe ele, não serão pequenas. De volta ao laboratório, eles precisam encontrar uma solução rápida para o professor se não quiserem perdê-lo também e é na hora do aperto que surgem os verdadeiros heróis.

Podemos classificar esse episódio como a possível reviravolta no banho-maria que tem estado a série. Foram tantos acontecimentos importantes que precisamos analisar com calma.

Primeiro e mais importante foi a revelação de que a Iris ter um irmão. O que isso quer dizer? Agora sabemos como o querido Wally West entrará na série e vocês aí reclamando do fato da mãe dela ter aparecido. Tsc, tsc, tsc, que vergonha! Precisam ter mais paciência. A mudança de parentesco de sobrinho para irmão foi uma bela jogada, já que Barry e Iris não vão se casar num futuro próximo no seriado mesmo e a solução é simples e funcional. E, com isso, é possível deduzir o que acontecerá a seguir: Joe ficará em choque ao descobrir que tem um filho. Wally fará de tudo para agradar o recém descoberto pai. Barry vai morrer de ciúmes, mas ainda será o favorito de Joe. Wally, com ciúmes dessa relação e após ter descoberto (porque ele vai acabar descobrindo) que o Barry é o Flash, tornar-se-á um velocista também para “brigar” de igual para igual com Barry e atrair atenção do pai. Mal posso esperar para ver o desenrolar desse arco.

Quanto ao vilão da semana, bem, não foi lá nenhuma maravilha, mas a intenção era que fosse uma ponte para explicar o surgimento do novo Nuclear; logo, realmente não precisava ser nada espetacular. Ainda que nos quadrinhos Hewitt tenha tido outra importância e até vestido uma armadura com nome de Tokamak, como mencionado pela Cailtin e Cisco. E achei que a escolha do Jax foi boa, pois ele possui o carisma ideal para se integrar à equipe e conquistou o Dr. Stein bem mais rápido do que o Ronnie. Aliás, será mesmo que não o veremos mais?

E quanto ao nosso Tubarão-Rei? Parece que a pobre Patty está sempre pronta a virar refém de todos os meta-humanos para ser salva pelo Flash. Espero muito que isso não vire uma constante. Bem, voltando ao Tubarão-Rei ele é originalmente um vilão do Superboy e já passeou por outros quadrinhos criando problemas para Jimmy Olsen e, claro, Aquaman. Aqui, ele veio de Terra-2 a mando do Zoom para matar o Flash e quase conseguiu com o ataque surpresa, mas quem diria que nosso velocista seria salvo por ninguém menos do que Harrison Wells! Quando ele revelou o rosto fiquei ansiosa para ouvi-lo falar “Hello Barry”, mas o episódio acabou antes disso. Qual será a missão de Wells nessa Terra? E quando veremos o Zoom?

Essa segunda temporada de The Flash está esquentando aos poucos (perdão do trocadilho).

The Flash 2X04: The Fury of Firestorm (EUA, 2015)
Showrunner: 
Greg Berlanti, Andrew Kreisberg e Geoff Johns
Direção: Stefan Pleszczynski
Roteiro: Kai Yu Wu, Joe Peracchio
Elenco: Grant Gustin, Candice Patton, Danielle Panabaker, Carlos Valdes, Jesse L. Martin, Tom Cavanagh, Victor Garber, Franz Drameh, Demore Barnes, Amanda Pays, Shantel VanSanten, Vanessa Williams, Jenna Berman, Lisa Marie DiGiancinto, Simon C. Hussey
Duração: 43 min.

MELISSA ANDRADE . . . Uma pessoa curiosa que possui incontáveis pequenos conhecimentos desde literatura a filmes a reality shows a futebol alemão e está sempre disposta a aprender muito mais. Por isso sou Jornalista por experiência e vocação. Fotógrafa Profissional com muita paixão e um olhar apurado e Roteirista frustrada e uma Crítica de Cinema em ascensão.