Crítica | The Flash – 2X05: The Darkness and The Light

estrelas 4

Adoro o Flash. De verdade. Mas, finalmente, o melhor personagem está de volta. Bem vindo, Dr. Harrison Wells. Fez falta.

O episódio começa de onde parou o anterior com Barry levando o Dr. Wells para o S.T.A.R. Labs e tendo que explicar a Cisco e Caitlin a mecânica da coisa, como se eles não soubessem. Caitlin deduz sensatamente que eles não chegaram de fato a conhecer o verdadeiro Harrison Wells, pois o Eobard tomou o corpo dele antes. Logo, que mal há em tentar com essa versão?

Bem, acontece que a caparaça de ambos é idêntica, logo, fica difícil separar os dois. Porém essa versão é extremamente babaca, o que rendeu diálogos excelentes com todos os demais personagens. Wells e Eobard têm em comum o fato de não terem o costume de se explicar muito e querer que as coisas sejam feitas à sua maneira e no seu tempo, algo que incomoda Jay Garrick profundamente tendo em vista que ambos não são necessariamente amigos lá na terra deles. Mas, de algum modo, isso não afeta o Barry. Acho que ele sentiu falta de ter o mentor ali do lado, auxiliando e ensinando como se tornar um herói melhor. Mesmo que ele prefira morrer do que afirmar tal coisa.

Todo esse mistério ao redor do Zoom faz com que exista uma expectativa enorme no surgimento do personagem na série, o que deve acontecer em breve. Tivemos o vislumbre do uniforme dele, bem sombrio e longe daquele amarelo-ovo dos quadrinhos. E sabemos também que novamente o Harry (como Cisco resolveu chamá-lo) foi o responsável por criar o vilão, tal qual os outros meta-humanos. Nenhuma novidade aqui, não é? Porém, é o desenvolvimento entre esses quatro personagens fortes que me intriga um bocado. Torço para que o Jay consiga recuperar seus poderes e que ele corra ao lado do Barry e juntos derrotem o Zoom.

Ainda falando de mistério, Kendra Saunders apareceu novamente para deixar a todos com a pulga atrás da orelha. O que ela está fazendo trabalhando na cafeteria onde nunca apareceu antes? Será que a Mulher Gavião vai se revelar na série para depois passar a integrar a equipe do Legends of Tomorrow com seu digníssimo namorado? Veremos… E já que surgiu o assunto romance, achei bem fofo o momento Patty e Barry no restaurante. Gosto da atriz, da personagem e desse jeito dela sem graça quando fica perto dele. O velocista precisa de alguns momentos alegres também, então, vamos deixa-lo ser feliz um pouco antes que a bomba estoure em Central City.

Já a Iris tem crescido bastante na série o que particularmente me agrada. A postura dela mudou e deixou todo aquele drama de lado. Acho que perder o Eddie fez bem a ela, a afastou romanticamente do Barry, o que é ótimo, entretanto, até quando pretende esconder o segredo de ter um irmão? Quero que o Wally apareça logo antes do recesso de final de ano, por favor. E nesse episódio sobrou até para a Linda que tem feito pontas ridículas até o momento. Sua doppleganger veio lá da Terra-2 e consegue controlar a luz. Nos quadrinhos, a personagem tem um passado controverso e foi rejeitada pelos fãs, mas nunca chegou de fato a ser uma vilã.

Quem mais surtou quando Caitlin e Jay conversavam no carro e ele comentou que adorava visitar Atlantis e tem um amigo por lá? Claro que não veremos o Aquaman na série, infelizmente, mas a menção me deixou bem feliz apesar de ouvir a voz do Raj de The Big Bang Theory na minha cabeça dizendo Aquaman sucks!.

Próximo episódio teremos, possivelmente, mais informação sobre o Zoom, Kendra, filha do Wells (que tem sua importância nos quadrinhos) e mais alguma coisa que deve permanecer em segredo para nos impressionar.

The Flash 2X05: The Darkness and The Light (EUA, 2015)
Showrunner: 
Greg Berlanti, Andrew Kreisberg e Geoff Johns
Direção: Steve Shill
Roteiro: Ben Sokolowski, Grainne Godfree
Elenco: Grant Gustin, Candice Patton, Danielle Panabaker, Carlos Valdes, Jesse L. Martin, Tom Cavanagh, Shantel VanSanten, Ciara Renee, Teddy Sears, Violette Beane, Tom Butler, Malese Jow
Duração: 42 min.

MELISSA ANDRADE . . . Uma pessoa curiosa que possui incontáveis pequenos conhecimentos desde literatura a filmes a reality shows a futebol alemão e está sempre disposta a aprender muito mais. Por isso sou Jornalista por experiência e vocação. Fotógrafa Profissional com muita paixão e um olhar apurado e Roteirista frustrada e uma Crítica de Cinema em ascensão.