Crítica | The Flash – 2X09: Running To Stand Still

estrelas 5,0Ai… Meu… Deus… Da… Velocidade… O que foi esse episódio mid-season que abalou com todas as estruturas da série até agora? Não estou acreditando.

Para começar tivemos a honra de contar com a participação de Mark Hamill reprisando seu papel como Trickster. O personagem é único, como afirmou Caitlin e Jay ao dizer que não existe outro igual em Terra 2. Bela homenagem dos roteiristas e criadores.

Hammil parecia ainda mais a vontade no papel e dobrou o nível de loucura em sua atuação, sendo mais ameaçador do que da primeira vez. Talvez Mark Mardon (que sempre parece estar presente em momentos cruciais na vida do Barry) deve ter influenciado essa insanidade um bocado. Certamente afetou Patty que quase fez algo do qual iria se arrepender. Agora quem parece estar mudando para se adequar ao personagem da nova série é Leonard Snart, o Capitão Frio. Após ser liberto por Mardon decide bancar o “bom samaritano” e avisar Barry do plano de seus dois ex- parceiros. Dando assim mais um passo em direção ao Legends of Tomorrow.

Harry, Harry, Harry… O que você está pensando em aprontar? Acha mesmo que o Zoom vai manter a promessa e devolver sua filha sã e salva?

Todo esse novo arco leva a crer que Harry vai passar a ter o papel de mentor que o outro Wells tinha na vida de Barry e que, bem provável, o velocista vá ouvi-lo e seguir suas dicas já que conseguiu perdoar o cientista. Entretanto, sabemos que o buraco dessa questão fica bem mais embaixo, provavelmente na Terra 36 e que nada de bom pode surgir disso. Sabemos que o Zoom roubou os poderes de Jay e que agora quer fazer o mesmo com o Barry, mas a pergunta é: como ele faz isso? Aparentemente Barry não está na forma ideal, o que é bom. Por outro lado, podemos concluir que Jay Garrick era um Flash melhor tendo sido atacado por Zoom primeiro, o que é ruim para o nosso pobre Barry Allen que vai precisar comer muita poeira de asfalto para chegar aonde precisa.

Como havia explicado anteriormente, o Flash produz um tipo de energia, a speed force. O Flash Reverso produzia outro tipo de speed force e por isso precisou de auxílio em dado momento na primeira temporada para continuar correndo. E, ao que tudo indica, o Zoom possui um terceiro tipo de speed force, devido a diferente coloração dos raios a sua volta. Tanto o Barry, quanto o Jay e o próprio Eobard receberam seus poderes por incidente, seria então Zoom uma espécie de velocista natural e por isso quer destruir os outros, por considerá-los fracos e falsos? Talvez ele precise para bombear sua própria speed force? Quem pode saber? A única coisa da qual podemos ter certeza é que essa aliança vai causa problemas e dos grandes.

E, é claro, deixei o melhor para final. Que surpresa de Natal teve o Joe ao descobrir que tem um filho biológico e o mesmo aparecer na soleira da sua porta! Foram duas cenas dignas de palmas, urros ou ao menos uma vibração de contentamento.

Desde o anúncio de que o Wally West iria aparecer na série fiquei curiosa para saber em que contexto ele seria inserido e cheguei a teorizar um pouco num outro episódio a respeito e ao que tudo indica, posso ter acertado. A conclusão parte da atitude do Joe ao entregar o relógio que lhe foi dado por seu pai ao Barry, afirmando ao rapaz que é ele o seu filho. E com a chegada de Wally, certamente essa relação a três vai complicar bastante.

Foi um episódio excelente, daria mais estrelas se possível, e mal posso acreditar que teremos que esperar até Janeiro para saber o desenrolar dessa história. Haja coração!

The Flash 2X09: Running To Stand Still (EUA, 2015)
Showrunner: 
Greg Berlanti, Andrew Kreisberg e Geoff Johns
Direção: Kevin Tancharoen
Roteiro: Andrew Kreisberg
Elenco: Grant Gustin, Candice Patton, Danielle Panabaker, Carlos Valdes, Jesse L. Martin, Tom Cavanagh, Shantel VanSanten, Mark Hamill, Wentworth Miller, Teddy Sears, Patrick Sabongui, Violett Beane, Liam McIntyre, Cody Davis, Julien Durant
Duração: 43 min.

MELISSA ANDRADE . . . Uma pessoa curiosa que possui incontáveis pequenos conhecimentos desde literatura a filmes a reality shows a futebol alemão e está sempre disposta a aprender muito mais. Por isso sou Jornalista por experiência e vocação. Fotógrafa Profissional com muita paixão e um olhar apurado e Roteirista frustrada e uma Crítica de Cinema em ascensão.