Crítica | Big Finish Mensal #194: The Rani Elite

estrelas 4

Equipe: 6º Doutor, Peri
Espaço: CAGE (Colégio de Educação Galática Avançada)
Tempo: Indefinido

Não tendo aparecido desde o audiodrama The Rani Reaps the Whirlwind, Rani, uma das mais icônicas vilãs de Doctor Who já tinha seu ressurgimento planejado pela Big Finish por um tempo. A produtora, com o apoio de Kate O’Mara, planejava trazer de volta a personagem em uma de suas histórias mensais, ou Main Range e de fato o fez através da história The Rani Elite, porém, sem O’Mara como a Time Lady, ao passo que ela falecera meses antes do lançamento do audiodrama. Siobhan Redmond assume como a vilã em uma nova regeneração.

The Rani Elite é um audio em full-cast, funcionando como uma radionovela sem a presença de um narrador constante, como é o caso de outras produções da Big Finish, como The Rosemariners ou Prison in Space. Com efeitos sonoros e ótimo trabalho de dublagem (que conta com o próprio Colin Baker como o sexto Doutor), a trama consegue facilmente envolver o ouvinte, contanto, é claro, que este esteja atento às palavras e não distraído pela ausência de imagem. Manter tal atenção, porém, não é nada difícil: a fluidez com que a história procede é invejável, tendo em vista que nossa imersão não é quebrada pelas constantes narrações – tudo se desenvolve como em uma história televisiva da série de ficção científica cinquentenária. Somado a tal fator, a já citada presença de Colin Baker é o suficiente para atrair qualquer fã e até mesmo não fã: Baker conta com um domínio de cena palpável e consegue perfeitamente transmitir a personalidade de seu personagem unicamente através da voz.

ranielitebf

A capa de The Rani Elite

O enredo em si se alia a tais qualidades, nos transportando rapidamente para o sci-fi oitentista e seus marcantes traços. O Doutor e Peri (Nicola Bryant) aterrisam com a Tardis no Colégio de Educação Galática Avançada (em livre tradução), ou CAGE, onde o Senhor do Tempo irá receber um prêmio por Filosofia Moral. Não demora muito, contudo, a perceberem que algo está fora do comum ali – experimentos são realizados em estudantes que temem terem seus cérebros tomados de si. Mal sabe o Doutor que sua velha inimiga, Rani, está envolvida. Envolvendo transferência mental, soluções para a vida eterna e clássica vilania, o audio consegue entreter sem perder a identidade da série, utilizando a temática para tornar clara a diferença entre os dois Time Lords presentes. O fato do Doutor receber um prêmio por Filosofia Moral perfeitamente cria um antagonismo com as experiências anti-éticas de Rani, que não hesita em experimentar em qualquer um no nome da ciência.

Nesse ponto entramos na interpretação de Siobhan Redmond. A atriz, em vocalizações dramáticas que muito bem se encaixam dentro da proposta do audio, consegue transmitir toda a vilania da personagem, criando em nosso imaginário a concepção de um verdadeiro monstro. Há um nítido temor criado no ouvinte com a simples presença da vilã “em cena” e seus planos, ainda que não esbanjem de criatividade, conseguem nos causar arrepios, especialmente pelo medo vocalizado pelo elenco de apoio. O audiodrama, contudo, acaba pecando no quesito da duração – com pouco mais de cento e sete minutos, a história parece não progredir em certos pontos, criando uma lentidão narrativa que, por vezes, prejudica nossa imersão tão necessária para o total aproveitamento da mídia. Felizmente, o desfecho resgata a trama no momento certo, fechando a narrativa de forma coesa e cíclica, deixando somente as pontas necessárias para uma posterior aparição da clássica vilã.

The Rani Elite, com poucos defeitos, é um audiodrama verdadeiramente prazeroso, trazendo de volta uma personagem que muitos esperavam ver na oitava temporada de Doctor Who. A triste perda de Kate O’Mara consegue ser amenizada pela ótima performance de Siobhan Redmond, que perfeitamente retrata a personagem em mais uma produção sólida da Big Finish, que consegue nos prender tanto quanto qualquer arco da série televisiva.

 The Rani Elite (Reino Unido, dezembro de 2014)
Direção:
 Ken Bentley
Roteiro: Justin Richards
Elenco: Colin Baker, Nicola Bryant, Siobhan Redmond, Andrew Bone, Becky Wright, Mike Noble, Charlie Morton
Duração: 107 min.

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.