Crítica | The Wolf Among Us – Episódio 2: Smoke and Mirrors

estrelas 4

Se você ainda não conhece The Wolf Among Us, o novo game da Telltale, recomendo que leia a crítica do primeiro episódio que pode ser encontrada aqui. Já se você não é marinheiro de primeira viagem e, portanto, não se importa com spoilers do primeiro capítulo, por favor, acompanhe-me nesta análise do segundo episódio.

Smoke and Mirrors começa exatamente de onde o anterior terminou.  Se a memória foge dos acontecimentos passados, não se preocupe: há um pequeno trecho de cenas do capítulo passado. Contribuindo ainda mais para percebermos o tom de seriado televisivo no game, algo que funciona melhor que até mesmo que o jogo de The Walking Deadtambém da Telltale.

 A cabeça de Snow White é encontrada na entrada do condomínio Woodlands e Bigby está na delegacia de polícia sendo questionado. Esses primeiros minutos já nos dão uma ideia do tom que veremos durante todo o episódio: as consequências do assassinato para todas as fábulas à volta. O primeiro que vemos é, obviamente, o próprio lobo. Nesta primeira parte do segundo episódio cabe a nós, jogadores, decidirmos como o protagonista está levando a morte de Snow – as escolhas vão da introspecção, passando pela tristeza até a pura ira.

The-Wolf-Among-Us-Episode-2-Smoke-Mirrors-5

Bigby sempre tentando ser diplomático

Após ser liberado da delegacia, partimos para uma cena de interrogação, na qual tentamos extrair informações do suspeito que optamos perseguir em FaithNesse ponto realizamos diversas escolhas que causam grande impacto nas reações dos personagens dentro da história, provando ainda mais como verdadeira a famosa frase exibida no início do game: este jogo se adapta as escolhas feitas pelo jogador.  A partir desse ponto a história progride similarmente ao primeiro episódio, nos colocando ainda mais a fundo da investigação dos assassinatos, ao mesmo tempo que revela mais da mitologia de Fábulas, trazendo novos personagens, como Bluebeard e a pequena sereia, localidades e ainda mais magia.

O grande defeito de Smoke and Mirrors é o seu tamanho – é um capítulo muito curto e passa a clara impressão de que não progredimos muito na história. A espera de quatro meses também não ajudou, embora a desenvolvedora já tenha se pronunciado a respeito, prometendo os próximos capítulos em um espaço menor de tempo. Como foi dito na crítica de Faitha espera é bem vinda, ao passo que a expectativa contribui para o game – o problema está, realmente, no tamanho da espera.

Adivinhem quem é esta personagem

Adivinhem quem é esta personagem

Os diálogos estão melhore que nunca, trazendo diversas opções interessantes, o que possibilita que o game seja terminado diversas vezes para se ter diferentes resultados. Contribuindo para esses está o ótimo visual cel-shading que garante grande expressividade dos personagens, principalmente através de seus olhos. Além disso, como dito na primeira crítica, o game se encaixa perfeitamente na estética dos quadrinhos nos quais foi baseado.

Apesar de ser consideravelmente curto, Smoke and Mirrors é uma experiência que não deve ser deixada de lado. Certamente não irá decepcionar os fãs de Fábulas ou do primeiro episódio do game, trazendo a mesma mecânica, gráficos e história bem construída. The Wolf Among Us se estabelece, neste segundo episódio, como uma espécie de seriado interativo e consegue prender o jogador/ espectador do início ao fim, deixando, certamente, aquela ansiedade pelo próximo capítulo através de um ótimo cliffhanger.

The Wolf Among Us – Episódio 2: Smoke and Mirrors
Desenvolvedora:
 Telltale Games
Lançamento: 5 de Fevereiro de 2014
Gênero: Aventura
Disponível para: PS3, PS Vita, PC, Xbox 360, Mac, iOS

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.