Crítica | VINYL, Vol. 1 (Trilha Sonora da Série)

vinyl-album

estrelas 4

A HBO raramente erra, isso todo mundo sabe. Então quando surge a notícia sobre a produção de uma série da emissora sobre a indústria da música na década de 70 com produção de Scorsese e Mick Jagger é óbvio que o hype será imenso, principalmente para os aficcionados por música, como este que vos escreve. A série já gerou tantos comentários que foi rapidamente renovada para uma segunda temporada. E se existem tantos elogios, não se pode deixar passar talvez o elemento central para sua popularidade: a música. É assim que chegamos em VINYL: Music From The HBO Original Series Vol. 1, a compilação/álbum feito para promover a série, repleto de excelentes canções do show.

O compilado possui uma profunda imersão na década de 70 sem precisar apelar para hits máximos reconhecíveis por todos. A trilha conta tanto com canções populares daquele período quanto regravações e canções originais. David Johansen (New York Dolls), por exemplo, regrava Personality Crisis e Stranded In The Jungle, de sua banda, com exclusividade para a série. Tais canções revitalizadas ficaram fantásticas, mantendo aquele espírito setentista que misturava punk e hardrock tão bem. Também devem ser dados os devidos méritos à ótima Soda Machine que revitaliza perfeitamente Slipping Into Darkness do War, lendário grupo de disco e soul, e Want Ads do trio feminino Honey Cone. Já mais especificamente em termos vocais, quem rouba a cena é Ty Taylorfrontman do Vintage Trouble – que mostra que chamá-lo de uma das maiores vozes da música atual talvez não seja exagero. Responsável pelas performances vocais do personagem Lester Grimes, ele entrega uma interpretação invejável no blues de The World Is Yours.

O grande acerto – e maior alegria – ao escutar esse compilado da série com certeza é reviver alguns ótimos artistas setentistas ofuscados pelas areias do tempo. É revivido material fascinante, como o groove pesado de It’s Just Begun do The Jimmy Castor Bunch, o belíssimo cover gospel de Suspicious Mind da cantora soul Dee Dee Warmick, ou o funk a base de palmas de Hand Clapping Song, do The Meters. Mas a maior surpresa talvez fique com Frankestein do The Edgar Winter Group. O pesado riff inicial nos passa impressão de que veremos uma mimetização de Black Sabbath, mas então a canção evolui de uma forma impressionante com ares progressivos, psicodélicos e experimentais, tudo com uma atmosfera tão assustadora quanto a que a turma de Ozzy fazia.

Claro que uma série que se preza a tratar da indústria da música abordaria o lado “comercial” dos artistas, algo que muita gente se engana pensando ser algo dominante apenas nesse segundo milênio. É nesse ponto que a trilha nos leva a canções descompromissadas que tinham as rádios como alvos. I Like It Like That e Cha Cha Twist estão entre elas, canções que, se analisadas bem friamente, convenhamos que são tão genéricas quanto singles monossilábicos detonados hoje em dia por certo público que ousa dizer que “não se faz mais música boa como antigamente”. Outro ponto negativo fica com a canção original da série, Rotten Apple, da fictícia Nasty Bits, banda liderada na TV por James Jagger (sim, o filho de Mick Jagger). A faixa é uma composição fraca de James Jagger e seu pai, transmitindo pouco da energia visual punk que a banda aparenta em Vinyl, além de deixar a desejar na produção (soa como algo gravado da série, com precária remixagem e edição).

Imersos na década de 70, somos convidados pela HBO a navegar pela vida de Richie Finestra enquanto viajamos por canções lendárias de rock, blues, disco e soul, além de visitarmos as origens do punk e até do hip-hop. A trilha sonora de Vinyl neste volume 1 é fantástica, mesmo não sendo perfeita. Vale a pena reviver aquele período que, pra muitos, foi o maior da história da música.

Aumenta!: Frankestein
Diminui!: I Like It Like That

VINYL: Music From The HBO Original Series Vol. 1
Artista: Vários
País: Estados Unidos
Gravadora: Atlantic
Lançamento: 12 de fevereiro de 2016
Estilo: Rock, Disco, Soul

HANDERSON ORNELAS. . . Estudante de engenharia química, fascinado por música, cinema e quadrinhos. Um fã de ficção científica e aventura que carrega seu fone de ouvido por todo lado e se emociona facilmente com música, principalmente com "The Dark Side Of The Moon". Enquanto não viaja pelo tempo e espaço em uma TARDIS, viaja pelo mundo dos livros e da música.