Crítica | Doctor Who: When the Wolves Came, de Moray Laing

estrelas 4

Equipe: 12º Doutor, Clara
Espaço: Londres / Bedfordshire
Tempo: 2167 (durante os eventos de The Dalek Invasion of Earth).

Este pequeno escrito por Moray Laing na Doctor Who Annual 2015 faz uma ótima visita a um dos cenários mais trágicos da história da Terra no século 22, dentro do universo de Doctor Who. Ele nos mostra Londres destruída pelos Daleks e invadida por lobos (cuja presença é inexplicável aqui, mas imaginável) e nos faz acompanhar a saga de um garoto chamado Simon, que ficara para trás durante o período de evacuação da cidade e agora está faminto, caçando o restante de comida que podia encontrar nas casas abandonadas e fugindo desesperadamente dos lobos.

É incrível como em poucas páginas o autor cria um bom ambiente de medo e nos faz perceber o grau de destruição de Londres e situação da Terra naquele momento da História. É claro que os Daleks não são citados, mas só a colocação do século 22 e a importância dada a Bedfordshire nos faz ligar este evento a algum ponto durante o arco The Dalek Invasion of Earth, ou seja, em algum lugar, durante essa história, o 1º Doutor, Susan, Ian e Barbara estavam trabalhando incansavelmente para vencer os Daleks e libertar a Terra.

O erro do autor talvez tenha sido reduzir a exploração do cenário e do encadeamento dos fatos ao final do conto. O encontro de Simon com o Doutor e Clara é engraçado e ao mesmo tempo cheio de carinho e compreensão, apesar de ter sido feito em um momento trágico para os viajantes do tempo, que estavam prestes a virar churrasco dos Aaraanandal, uma situação que não muito tempo depois voltaria acontecer com eles, quando capturados pelo Captain Ratlett em The Wheelers (2014).

Mas a despeito da rapidez no final do conto a história como um todo é muito boa. Bastante simples e bem curtinha, mas muito boa. E um de seus pontos mais interessantes é o fato de que Simon estava se abrigando na TARDIS já a alguns meses, até que, em desespero, mexe nos controles do painel e implora por ajuda, acionando os circuitos telepáticos da nave, que vai até o Doutor. Moray Laing abre um mar de possibilidades com essa colocação, deixando no ar ótimas perguntas para serem respondidas ou ainda mais problematizadas em aventuras posteriores: como e por quê a TARDIS havia ficado em Londres no século 22? Como o Doutor e Clara se tornaram prisioneiros dos Aaraanandal?

When the Wolves Came funciona como um complemento para a famosa história da Série Clássica, explorando um outro lugar e trazendo o cotidiano de outras pessoas afetadas pela invasão dos Daleks. Eis aí a vantagem de escrever algo para uma série e um universo tão vasto e longevo: sempre haverá a oportunidade de enriquecer algo do passado e tornar sua própria história, mesmo que pequena, um rico complemento de um plano muito maior.

When the Wolves Came (Reino Unido, 2014)
Publicado na Doctor Who Annual 2015
Autor:
 Moray Laing

LUIZ SANTIAGO. . . .Depois de recusar o ingresso em Hogwarts, fui abduzido pelo Universo Ultimate. Lá, tive ajuda do pessoal do Greendale Community College para desenvolver técnicas avançadas de um monte de coisas. No mesmo período, conheci o Dr. Manhattan e vi, no futuro, Ozymandias ser difamado com a publicação do diário de Rorschach. Hoje costumo andar disfarçado de professor, mas na verdade sou um agente de Torchwood, esperando a TARDIS chegar na minha sala de operações a qualquer momento.