Doctor Who | O 4º Doutor: Tom Baker

O 4º Doutor / O Curador

1974 – 1981 / 2013

A quarta encarnação do Doutor foi vivida por Tom Baker, ator nascido em Liverpool, Inglaterra, em janeiro de 1934. Aos 15 anos de idade, Baker entrou para um monastério, mas abandonou a intenção de se tornar monge alguns anos depois, após perder a fé. Em meados dos anos 1950, trabalhou no corpo médico do Exército britânico, ao mesmo tempo que se dedicava a um hobby que se tornaria sua profissão na década seguinte.

Entre os anos de 1960 e 1970, Baker fez parte da Companhia de Teatro de Laurence Olivier enquanto iniciava os seus trabalhos na televisão. Sua estreia na telinha foi em 1968, na série Market in Honey Lane. O ator trabalharia apenas em seriados até 1971, quando, após recomendação de Oliver, ganhou o papel de Rasputin no filme Nicholas e Alexandra (1971), dirigido por Franklin J. Schaffner. O ator seguiu carreira em muitas séries de TV, trabalhando esporadicamente no cinema. Dentre os seus filmes na telona, os mais conhecidos são Os Contos de Canterbury (1972), dirigido por Pier Paolo Pasolini; A Cripta dos Sonhos (1973), A Nova Viagem de Sinbad (1973), Luther (1974) e Dungeons & Dragons – A Aventura Começa Agora (2000).

O 4º Doutor jogando xadrez com K9.

Quando a saída de Jon Pertwee, o 3º Doutor, foi anunciada, logo o nome de Tom Baker surgiu como uma possibilidade. Por ter trabalhado com muitos diretores e produtores da BBC em diversas séries de TV, o ator recebeu a confiança dos cabeças de Doctor Who e ganhou o papel. A passagem da terceira para a quarta encarnação do Time Lord foi uma das mais bem pensadas até o momento, envolvendo delírios, crises e complicações de locomoção, porque como sabemos, o 3º Doutor estava exilado na Terra, trabalhando com a UNIT.

Mas o 4º Doutor deixou para trás o seu exílio no planeta azul e partiu com a TARDIS para explorar o Universo. Num primeiro momento, teve como companions Sarah Jane Smith e Harry Sullivan, mas após um pequeno espaço de tempo, Harry quis ficar na Terra, e o Doutor e Sarah Jane permaneceram juntos até que ele precisou deixá-la para trás, porque fora solicitado em Gallifrey, e não era permitida a entrada de humanos no planeta dos Time Lords. As aventuras que se seguiriam trariam para o Doutor companions como Leela, K-9, K-9 Mark II, Romana, Adric, dentre outros. E aqui vale dizer que os dois modelos do cão K9 foram deixados paracompanions diferentes: Leela e Sarah Jane Smith.

O 4º Doutor com seu ioiô.

Adotando um estilo despojado e excêntrico de atuação, Tom Baker conseguiu fazer com que o seu Doutor fosse imediatamente reconhecido e aceito pelo público, e de imediato se tornou uma sensação. Com seu cachecol gigantesco e suas jelly babies, Baker trouxe um pouco de cada uma de suas vidas anteriores. Havia nele um pouco da frieza do Primeiro Doutor, um pouco das brincadeiras e frases de efeitos do Segundo Doutor e o uso da força para determinadas situações, como o Terceiro Doutor. É verdade que ele fora repreendido por Sarah Jane algumas vezes por conta disso, e também é verdade que ele repreendera Leela por uso de violência algumas vezes, mas essa contradição tornava o Time Lord uma personagem ainda mais complexa, cheia de surpresas e bondade, na maior parte do tempo.

O 4º Doutor representou um Senhor do Tempo anti-autoritário, sem muita paciência para dogmas religiosos e nacionalismo exagerado, além de ser um excelente julgador de caráter, sabendo em quem confiar ou não logo à primeira vista.

Como hábitos constantes, o 4º Doutor gostava de beber cerveja de gengibre e brincar com seu ioiô. Habilidades como a telepatia, a hipnose a o fato de ser um ótimo espadachim também constavam no seu currículo. Suas roupas eram sempre coloridas, com o blazer remendado nos cotovelos e o grande cachecol no pescoço. Mais para o final de sua vida, bem próximo à regeneração, seu humor sofreu uma grande mudança, o que o fez mudar um pouco o modo de se vestir, usando roubas de outros tons e menos acessórios.

.

Primeira aparição como 4º Doutor: Planet of the Spiders (1974), cameo – regeneração do 3º Doutor / Robot (1974), já como 4º Doutor.

Primeira aparição como O Curador: The Day of the Doctor (2013)

Regeneração: Logopolis (1981)

Última aparição como 4º Doutor: Dimensions in Time, 1993 (como parte de um especial para caridade).

Última aparição como O Curador: The Day of the Doctor (2013)

Primeiras palavras como 4º Doutor: Typical Sontaran attitude…stop Linx… perverting the course of human history… I tell you, Brigadier – there’s nothing to worry about. The Brontosaurus is large and placid.

Primeiras palavras como O Curador: You know, I really think you might …

Últimas palavras como 4º Doutor: It’s the end… but the moment has been prepared for…

Últimas palavras como O Curador: Who knows?

.

Tom Baker, o 4º Doutor, aparecendo em Futurama.

LUIZ SANTIAGO. . . .Depois de recusar o ingresso em Hogwarts, fui abduzido pelo Universo Ultimate. Lá, tive ajuda do pessoal do Greendale Community College para desenvolver técnicas avançadas de um monte de coisas. No mesmo período, conheci o Dr. Manhattan e vi, no futuro, Ozymandias ser difamado com a publicação do diário de Rorschach. Hoje costumo andar disfarçado de professor, mas na verdade sou um agente de Torchwood, esperando a TARDIS chegar na minha sala de operações a qualquer momento.