Entenda Melhor | Doutor Estranho: O Segundo Trailer em Detalhes

doutor_estranho_trailer_plano_critico

Há alguns meses, analisamos o esperadíssimo primeiro trailer de Doutor Estranho. Mas a San Diego Comic-Con veio e a Marvel soltou mais um trailer, revelando um pouco mais sobre a trama do 14º longa-metragem do sempre em expansão Universo Cinematográfico Marvel. Como de praxe, resolvemos  trazer para nossos leitores uma nová análise, um mergulho em cada detalhe do psicodelismo que a Marvel Studios pretende colocar nos cinemas no dia 03 de novembro de 2016.

Mas, antes, claro, que tal conferir novamente o trailer? Aqui está:

Viram tudinho de novo? Então vamos lá!

MÃOS

dr-strange01

dr-strange02

dr-strange03

dr-strange04

dr-strange05

Uma bela tomada em plano geral de Nova York inicia o trailer. Logo vemos o que precisamos saber sobre o Stephen Strange: ele é um cirurgião (mãos sendo lavadas e a máscara) e alguém de classe alta, que usa suas preciosas mãos também para tocar piano. Reparem bem: as mãos são importantes. Quem conhece o super-herói dos quadrinhos sabe disso, claro, mas o trailer faz um bom trabalho para deixar isso bem claro para todos. Ao mesmo tempo, ouvimos uma narração que afirma que “você acha que sabe como o mundo funciona”, já deixando claro que Strange parece ser arrogante, um traço de personalidade marcante do personagem. A voz é de Tilda Swinton, a versão do UCM do Ancião, o Mago Supremo que ensina magia para Strange.

ACIDENTE

dr-strange07

dr-strange09

dr-strange10

Como vimos no primeiro trailer, Strange sofre um acidente automobilístico que destrói suas mãos e, claro, qualquer chance de ele voltar a ser um cirurgião (ou um pianista). Isso o coloca em uma espiral depressiva que o acaba levando ao Tibete, como uma tentativa desesperada de curar-se. É lá que ele encontrará a Anciã e começará sua própria jornada de auto-conhecimento. Rachel McAdams está ao seu lado, como sua enfermeira e interesse romântico. O nome de sua personagem é Christine Palmer, que vive a versão UCM da Enfermeira Noturna (Night Nurse), que apareceu nos quadrinhos pela primeira vez em Night Nurse #1 , de novembro de 1972, criada por Al Hartley e Stan Lee. Na verdade, Palmer era uma das enfermeiras que protagonizava a publicação. As demais era Georgia Jenkins e a outra Linda Carter. Em linhas gerais, esse cargo de Enfermeira Noturna é algo fluido, mas que sempre tem uma constante: o objetivo é dar cuidados médicos a super-heróis.

REALIDADE

dr-strange11

dr-strange14

dr-strange17

O que você diria se eu disse que a realidade que você conhece é uma de várias?

E é assim que, transferindo a ação diretamente para o Tibete, o trailer começa sua psicodelia, com um passeio por várias realidades promovido pela Anciã, que aparece pela primeira vez (no trailer) neste momento, com uma interação direta com um confuso Stephen Strange. E aqui é importante salientar: dimensões paralelas são o “feijão com arroz” dos quadrinhos do Doutor Estranho. E a existência de múltiplas dimensões é, por sua vez, lugar-comum nos quadrinhos mainstream da Marvel e DC Comics. Portanto, esta é uma perfeita forma de introduzir o espectador ao conceito, algo que já havia ficado discretamente claro em Homem-Formiga.

ABERTURA

dr-strange18

dr-strange19

E, aqui, vale um destaque para o que parece ser uma abertura customizada da Marvel Studios para o filme, brincando com uma visão de caleidoscópio perfeita para o tom do filme. É a primeira vez que vemos, também, o novo logotipo.

VIAGEM

dr-strange25

dr-strange26

dr-strange27

dr-strange28

E aqui o trailer começa a ficar para lá de didático, com a Anciã dando uma aula de como seus poderes funcionam. O portal de teletransporte é outra características dos quadrinhos do Doutor Estranho, mostrando que a Marvel parou de ter vergonha de mostrar seus heróis super-poderosos e chutou de vez o proverbial balde das improbabilidades físicas e do chamado overpower. Só pra o leitor que não conhece o personagem possa ter uma ideia, é muito comum que a editora Marvel reduza ou suprima completamente a participação do Doutor Estranho em várias narrativas, especialmente sagas, pelo fato de ele ser tão poderoso que poderia desequilibrar qualquer tipo de conflito. Claro que não dá para saber se seu nível de poder no filme será tão grande, mas, considerando que Thanos vem por aí, é bom que o UCM tenha gente peso-pesado para enfrentar o Titã Louco.

Claro que a psicodelia continua, especialmente na “pegada” mais A Origem que já havia sido mostrada no primeiro trailer. Mas isso que é visto acima não é nada perto do que está por vir neste mesmo trailer.

VISHANTI

dr-strange33

dr-strange34

dr-strange38

As explicações continuam enquanto vemos trechos do treinamento de Strange. O mais importante, aqui, é a segunda imagem, em que vemos o importantíssimo Livro de Vishanti, que é uma espécie de grande enciclopédia de mágica branca. O tomo é companheiro inseparável de Strange e é o grande destaque em sua coleção no Sanctum Santorum. Na terceira imagem, vemos a forma típica como a mágica do Doutor Estranho é feita, com imagens em frente às suas mãos. Aliás, o  movimento de mãos – novamente elas! – é chave aqui e outro elemento muito característico do Doutor Estranho dos quadrinhos.

AMIGOS

dr-strange41

dr-strange42

E, então, somos apresentados ao Barão Mordo (Chiwetel Elijofor) e Wong (Benedict Wong), dois importantíssimos personagens da mitologia do Doutor Estranho.

Mordo é, aqui, outro pupilo da Anciã e, como o trailer deixa claro mais para frente, aliado do Doutor Estranho no filme. No entanto, nos quadrinhos, Mordo é mais conhecido como um dos grande inimigos de Estranho, ainda que ele tenha sua origem como um dos mocinhos também. Será que veremos sua queda para o Lado Negro ainda no filme, talvez em seu final ou em cenas pós-créditos?

Wong é o eterno e fiel ajudante do Doutor Estranho, que vai com ele para Nova York, quando seu treinamento acaba.

LEVITAÇÃO

dr-strange43

Não poderia deixar de destacar a primeira vez que vemos em detalhes o Manto da Levitação, instrumento mágico que, claro, permite que Estranho voe. O manto não fazia parte da vestimenta do personagem no começo de sua carreira, mas ele passou a usar um de cor azul em Strange Tales #114, de novembro de 1963, adotando o vermelho em Strange Tales #127, de dezembro de 1964 e continuando assim até hoje.

INIMIGO

dr-strange53

dr-strange56

E, então, depois de um aviso de Wong para ter cuidado, vemos um close-up de Mad Mikkelsen como Kaecilius, que será o grande vilão no filme. Ele delicadamente se anuncia “Eu sou a Morte”, já para mostrar como ele é simpático. Nos quadrinhos, ele surgiu em Strange Tales #130, de março de 1965, como um discípulo nas artes místicas do Barão Mordo. O personagem é para lá de obscuro, mesmo para leitores de longa data de quadrinhos Marvel.

LSD

dr-strange62

dr-strange64

dr-strange71

dr-strange72

dr-strange75

E, então, a Marvel abre a porteira da loucura total e manda ver em efeitos especiais viajantes, com a realidade distorcida afetando Nova York enquanto Estranho e Mordo enfrentam Kaecilius. Aqui só que se ver, não muito o que falar.

Os leitores Alexandre e Gabriela de Oliveira viram a Torre dos Vingadores na última imagem acima, algo que faz sentido e ecoa com outros comentários Internet a fora. Mas eu, velho crítico ancião, realmente não consigo ver a Torre em lugar algum… Meus 183 anos devem estar pesando…

COOL

dr-strange76

dr-strange78

Outro momento só para observar e aplaudir, não? Afinal, não tem nada mais cool do que colocar o Manto de Levitação desse jeito! E, sinceramente, só Cumberbatch teria a fleuma para fazer desse jeito! Ah, claro, a Anciã termina a narração dizendo que ela passou muito tempo procurando justamente Stephen Strange, provavelmente para substituí-la como Mago Supremo da Terra.

E tem outro detalhe: conseguem ver ali no peito de Estranho uma artefato dourado? Aquele é o Olho de Agamotto, amuleto místico extremamente poderoso. Ele permite que Estranho veja através de disfarces e ilusões, veja o passado e siga “emissões místicas”. O Olho pode ser ainda usado para enfraquecer seres místicos em geral e para ler mentes, além de projetar um escudo de força místico e criar portais entre dimensões. Ou seja, é tudo o que ele precisa para ser quem ele é. Pelo tom dessa sequência e pelo fato de ele estar com seu uniforme completo, ela parece ser localizada mais para o final do filme, provavelmente logo antes do clímax.

Como nosso leitor Diogo Amorim muito bem lembrou, há rumores de que o Olho de Agamotto contém uma das Joias do Infinito, já que ainda faltam duas para aparecer no Universo Cinematográfico Marvel e o amuleto, por seu poder, é um fortíssimo candidato. Isso inclusive tornaria a inclusão de Estranho nos próximos dois filmes dos Vingadores absolutamente essencial.

LSD²

dr-strange81

dr-strange82

Olha só isso! Muita doideira não? E Cumberbatch parece ter nascido para viver Estranho…

Ah, mais uma coisa: fica bem claro que o Barão Mordo será seu aliado, como disse mais acima. Mas algo deve acontecer para deixar as portas abertas para ele ser um futuro vilão.

TÍTULO

dr-strange83

Nenhuma novidade, só uma confissão: eu NUNCA imaginei que um dia, depois de tanto tempo lendo quadrinhos, veria o Doutor Estranho em um filme de grande orçamento no cinema. Absolutamente mind blowing!

WI-FI

dr-strange85

E, como a Marvel não consegue resistir a piadinhas infames, Shamballa é a senha do Wi-Fi na cidade mística do Tibete onde Estranho será treinado. Ha, ha, ha…

E não, Shamballa não tem ligação direta com Doutor Estranho, MAS é um local místico de lendas orientais, especialmente no budismo tibetano. Ha, ha, ha…

Nosso leitor Ricardo me deu um pito, por eu ter afirmado que Shamballa não tem ligação direta com o Doutor Estranho. Na verdade, tem, mas não é uma ligação que influenciou a biografia fictícia do personagem (daí a menção a “ligação direta”). Shamballa é parte do título da graphic novel Into Shamballa, o 23º número da famosa série Marvel Graphic Novel, iniciativa dos anos 80 da editora. Lá, Estranho é incitado pelos Lordes de Shamballa a seguir em uma jornada espiritual que levaria o homem à uma nova Era de Ouro, mas que teria um preço altíssimo. É um trabalho belíssimo que, em sua conta do Twitter, o diretor Scott Derickson deu a entender que será usada também como base para o filme. Tenho para mim que a base será visual – a arte é fortemente psicodélica – e não narrativa, mas veremos.

DORMAMMU

dr-strange90

Não, não surtem com o título que coloquei. É apenas uma viagem minha, mas esse fogaréu todo e essa coça que Estranho parece estar levando me lembram fortemente de Dormammu e de todos os rumores de que ele estaria de alguma forma presente no filme. Seria bacana, não? Mas a grande verdade é que é mais provável que ele só apareça em Doutor Estranho 2.

Quem é Dormammu? Bem, ele é um demônio e grande inimigo do Doutor Estranho criado por Stan Lee e Steve Ditko em Strange Tales #126, de novembro de 1964. Ele governa uma dimensão alternativa que poderia muito bem ser  uma versão do Inferno.

###########

E então, gostaram? Têm mais comentários? Por favor, não se acanhem e corrijam-me e acrescentem o que quiserem aí nos comentários!

RITTER FAN. . . . Aprendi a fazer cara feia com Marion Cobretti, a dar cano nas pessoas com John Matrix e me apaixonei por Stephanie Zinone, ainda que Emmeline Lestrange e Lisa tenham sido fortes concorrentes. Comecei a lutar inspirado em Daniel-San e a pilotar aviões de cabeça para baixo com Maverick. Vim pelado do futuro para matar Sarah Connor, alimento Gizmo religiosamente antes da meia-noite e volta e meia tenho que ir ao Bairro Proibido para livrá-lo de demônios. Sou ex-tira, ex-blade-runner, ex-assassino, mas, às vezes, volto às minhas antigas atividades, mando um "yippe ki-yay m@th&rf%ck&r" e pego a Ferrari do pai do Cameron ou o V8 Interceptor do louco do Max para dar uma volta por Ridgemont High com Jessica Rabbit.