Entenda Melhor | Esquadrão Suicida: 33 Referências, Easter-eggs e a Cena Pós-Créditos

Obs: Obviamente, se não assistiu ao filme, é um completo suicídio seguir em frente com a leitura deste artigo, já que ele está abarrotado de spoilers de Esquadrão Suicida. Portanto, siga em frente apenas se já viu o filme ou se realmente não se importar com spoilers. Nós avisamos!

Esquadrão Suicida, como é costume especialmente em filmes de super-heróis (bem, são super-vilões, mas você entendeu, não é?), contém um caminhão de referências e easter-eggs dos mais variados, seja em relação aos quadrinhos, seja em relação a outros filmes e até mesmo uma breve lição de latim.

Há muita coisa interessante para se descobrir aos poucos sobre o filme. Assim, como de costume, resolvemos montar uma espécie de compêndio contendo todas as referências que conseguimos achar. Claro que, como sempre, este é um trabalho em progresso e a contribuição dos leitores é mais do que apreciada.

Mas, antes, caso não tenham conferido, deem uma olha em nossas em nosso Entenda Melhor sem spoilers e nas duas críticas de Esquadrão Suicida, clicando nos links abaixo:

Entenda Melhor | Esquadrão Suicida: Tudo Que Você Precisa Saber (Sem Spoilers)

Crítica | Esquadrão Suicida (Sem Spoilers)

Crítica | Esquadrão Suicida (Com Spoilers)

Ou clique direto no link que reúne tudo do ainda em formação Universo Cinematográfico DC:

Universo Cinematográfico DC

Ou, melhor ainda, clique no link abaixo e acesse TODOS os nosso artigos sobre Easter-Eggs e Referências que preparamos carinhosamente:

Entenda Melhor: Easter-Eggs

E, agora, leiam, comentem e critiquem nosso apanhado de referências e easter-eggs de Esquadrão Suicida, categorizados dos mais óbvios até os menos óbvios!

Easter-eggs que não são easter-eggs de verdade

Batman aparece!

eastereggs-esquadrao13

Duh! Todo mundo já sabia disso, não é mesmo? E é bem isso: o Homem Morcego dá as caras – ou seria a máscara? – em sequências em flashback que explicam como Arlequina e o Pistoleiro são presos e enviados para Belle Reve. O interessante das sequências é que elas, apesar de tecnicamente desnecessárias, funcionam para criar um “passado” a todos os personagens e dar uma sensação de “universo compartilhado retroativo”. Ah, Bruce Wayne também aparece na cena de meio de créditos, mas isso será abordado em local próprio mais lá embaixo.

Flash aparece!

eastereggs-esquadrao11

Essa era para ser uma ponta surpresa mesmo, ainda que, infelizmente, a praga “spoilerenta” que assola o mundo tenha revelado a presença de Ezra Miller como o herói antes do tempo. Será que um dia seremos novamente surpreendidos por alguma coisa em algum filme sem que para isso tenhamos que passar todo o tempo de produção até o lançamento isolados em uma caverna perdida no centro-oeste brasileiro?

Mas Flash está lá, também em um flashback (ha, ha, sacou? Flash em um flashback…), para explicar como o Capitão Bumerangue (somos só nós que achamos esse nome ridículo?) foi preso. E sua presença faz todo o sentido já que o vilão australiano (afinal, se tem bumerangues, só pode significar que a pessoa é australiana, não é?) foi criado na revista Flash #117, de dezembro de 1960 e fez parte da Galeria de Vilões do Flash. Respeito total à mitologia dos personagens, novamente na tentativa de criar um “universo compartilhado retroativo”.

Logotipos da Warner e DC

eastereggs-esquadrao16

Como já virou costume em filmes de super-heróis, os logotipos da Warner e DC na abertura ganharam “decoração” temática do Esquadrão Suicida, com as cores usadas no marketing. É sempre bacana ver esse cuidado nos filmes.

Easter-Eggs muito óbvios

Belle Reve

eastereggs-esquadrao14

Uma boa parte do filme se passa na prisão de Belle Reve, que é uma das mais clássicas prisões dos quadrinhos da DC Comics. Sua primeira aparição se deu em Esquadrão Suicida Vol. 1 #1, de maio de 1987, por John Ostrander.

Midway City

eastereggs-esquadrao03

A DC Comics é pródiga em usar nomes fictícios para suas cidades. E Midway City é uma delas, conhecida por ser a cidade onde atuam o Gavião Negro e a Mulher-Gavião.

Força-Tarefa X

eastereggs-esquadrao17

Força-Tarefa X, o nome oficial do Esquadrão Suicida nos quadrinhos é também o nome oficial do grupo no filme.

Uniforme clássico da Arlequina + Alex Ross

eastereggs-esquadrao28

A roupa original utilizada pela personagem em Batman: A Série Animada (e centenas de outros quadrinhos desde então) aparece em duas cenas no filme. A primeira quando somos introduzidos à história pregressa da personagem, quando ela está dançando com o Coringa de fraque, que, inclusive, é uma outra referência, dessa vez à uma famosa ilustração de Alex Ross. A segunda, por sua vez, é mais difícil de ver – quando ela está escolhendo uma roupa para vestir no início da missão de salvamento de Amanda Waller, podemos reparar no clássico uniforme de “boba da corte” dentro da caixa. Ela até cogita utilizá-lo por um breve instante, mas resolve usar algo mais revelador.

Easter-Eggs quase óbvios

O silêncio do Crocodilo

eastereggs-esquadrao12

Quando os mini-explosivos são implantados nos membros do Esquadrão Suicida, o Crocodilo chega tardiamente em uma maca vertical, completamente amarrado e com uma focinheira. A referência, aqui, é ao famoso filme O Silêncio dos Inocentes, com Hannibal Lecter (Anthony Hopkins) sendo transportado exatamente da mesma maneira. Só fica a pergunta: que é mais ameaçador, Lecter ou Croc?

A katana de Katana

eastereggs-esquadrao08

A espada da guarda-costas de Rick Flag, Katana, é a Soultaker, que absorve a alma de suas vítimas. Nos quadrinhos, ela foi usada pelo irmão de seu marido para matá-lo. No filme, ela conversa com a espada e Flag explica a mesma coisa, mas sem revelar que teria sido o cunhado dela o assassino de seu marido. Quem gostaria de ver um filme solo com Katana desenvolvendo mais esse passado?

Martelo da Arlequina

eastereggs-esquadrao29

Na mesma cena na qual podemos ver o uniforme original da personagem (quando ela está escolhendo o equipamento), vemos também o martelo utilizado por ela centenas de vezes desde sua criação.

Phil Jackson

Phil Jackson, James Dolan, executive chairman of the Madison Square Garden Company

Por duas vezes, o Pistoleiro menciona o nome de Phil Jackson e, na primeira, ele faz menção a um triângulo. Aos que não se ligam em esporte ou não acompanham basquete, Philip Douglas “Phil” Jackson foi um jogador e treinador de basquete e hoje é o presidente do time New York Nicks. Ele tornou-se muito famoso pela forma pouco ortodoxa como encarava e encara o treinamento de uma equipe de basquete, com o uso da filosofia oriental como elemento importantíssimo.

Durante sua época de assistente de treinador do Chicago Bulls, ele encontrou-se com Tex Winter, o criador da técnica conhecida como “ofensiva triangular”. Usando-a de maneira brilhante (dentre outras técnicas, claro), ele levou o Bulls a ganhar seis dos nove campeonatos em que esteve a frente do time.

Superman – remember

eastereggs-esquadrao30

O filme se passa após a suposta morte de Superman em Batman vs Superman. Vemos ambulantes vendendo camisetas com o logo e nome do Superman e a palavra remember, em referência expressa ao herói caído, mas que já já vai ressuscitar.

Mini-explosivos “pescoçais”

eastereggs-esquadrao31

Os simpáticos nano-explosivos implantados nos pescoços dos membros do Esquadrão vêm de empresa de Bruce Wayne, já que o Coringa aparece por lá para sequestrar um cientista de forma a salvar Arlequina. Isso é retirado diretamente dos quadrinhos.

Batman e Pistoleiro

eastereggs-esquadrao32

Em flashback, vemos como o Pistoleiro foi capturado pelo Batman. Basicamente, sua filha interferiu e impediu que o pai matasse o Homem Morcego (e, mesmo que não tivesse feito isso, claro que o Morcegão não morreria, não é?). Mas essa hesitação do Pistoleiro em matar o herói de Gotham City é useira e vezeira nos quadrinhos, já tendo ocorrido um caminhão de vezes. Uma piscadela aos quadrinhos, com certeza!

Watchmen

eastereggs-esquadrao33

Em uma cena na qual o Esquadrão para em frente a uma loja podemos ver um smiley face gigante por trás. Seria uma referência a Watchmen, mais especificamente ao Comediante? Isso é particularmente importante, pois, na recém-inaugurada fase Universo DC Renascimento, todas as pistas e rumore indicam que o “universo de Watchmen” passará a fazer parte integrante do universo normal, talvez até com os poderes do Dr. Manhattan sendo usados para explicar a origem dos Novos 52. Será que um dia veremos a adaptação de Zack Snyder da graphic novel de Alan Moore e Dave Gibbons ser usada retroativamente para compor o Universo Cinematográfico DC? Seria magnífico não?

Easter-Eggs do tipo “piscou perdeu”

Correio eficiente

Suicide-Squad-Trailer-Boomerang-Sack

Em um dos momentos mais divertidos do filme, o Capitão Bumerangue é trazido pelo exército até o local de preparação do Esquadrão Suicida em um saco. Se o espectador reparar, notará que não se trata de um saco qualquer, mas sim um saco do correio australiano (australia post), em uma piscadela para a nacionalidade do vilão.

Para belllum

para bellum

Quando Arlequina quebra o vidro da vitrine durante a missão de resgate, é possível ver palavras escritas ao fundo. Trata-se do ditado latino Si vis pacem, para bellum, ou, em português, “se quer paz, prepare-se para a guerra” e foi escrita por Publius Flavius Vegetius Renatus em sua obra De Re Militari. Não há correlação com os quadrinhos, mas a frase é muito claramente o lema de Amanda Waller e a razão pela qual ela cria a Força-Tarefa X. Nada como um pouquinho de cultura no meio da pancadaria, não é mesmo?

Asilo Arkham

eastereggs-esquadrao01

Quando vemos o início da relação doentia entre Arlequina e Coringa, o filme nos leva a um flashback que se passa no famoso Asilo Arkham, onde os mais perigosos criminosos de Gotham estão presos. A câmera sobrevoa o clássico arco de entrada do sanatório, onde é possível ver muito claramente o nome do local.

Bode

eastereggs-esquadrao23

Repararam no capanga do Coringa fantasiado com uma máscara de bode na fuga do Asilo Arkham? Seria isso uma piscadela ao episódio Spirit of the Goat (Espírito do Bode), da série Gotham?

A.R.G.U.S.

eastereggs-esquadrao24

Mencionada no filme como a entidade sob a qual o Esquadrão Suicida atua, ela é o equivalente da S.H.I.E.L.D. na DC Comics e é normalmente comandada por Amanda Waller e Steve Trevor. Ela é mencionada no filme. O que significa a sigla? Bem, houve variação ao longo dos anos, mas, hoje, ela significa Advanced Research Group Uniting Superhumans.

Ostrander

eastereggs-esquadrao25

John Ostrander foi o responsável pela versão mais conhecida – e até hoje utilizada – do Esquadrão Suicida, quando ele reviveu o grupo pós-Crise nas Infinitas Terras, em Legends #3, de 1987. Portanto, nada mais justo do que ele ser homenageado no filme, com seu nome batizando o prédio onde Amanda Waller está “presa”. Trata-se do John F. Ostrander Federal Building, em Midway City.

Cicada?

eastereggs-esquadrao26

Coincidência ou referência? Bem, como não acreditaos em coincidências, o nome do restaurante onde Amada Waller aparece para convencer seus pares de que o programa Força-Tarefa X é necessário chama-se Cicada. Em que isso é importante?
Bem, Cicada é um vilão de 15ª categoria do Flash, que surgiu pela primeira vez em The Flash #170, de 1º de março de 2001.

Morte em família

eastereggs-esquadrao27

Essa é realmente difícil de pescar e foram necessárias duas sessões de cinema por cada um de nós dois para percebermos que não foi algo imaginado apenas: quando a “ficha policial” de Arlequina pula na tela, ela é indicada como sendo cúmplice do Coringa na morte de Jason Todd, o segundo Robin. Lembram do uniforme dele na vitrine da Batcaverna em Batman vs Superman? Pois é…

Easter-Eggs do fundo do baú

Sr. Frost

eastereggs-esquadrao15

Repararam no principal guarda-costas do Coringa? Um cara barbudo vivido por Jim Parrack que manuseia aquela metralhadora no helicóptero que ele e a tropa do Coringa sequestram? Pois bem, nessa cena mesmo é possível ver rapidamente, em um patch no ombro de seu uniforme, que o nome dele é Frost. Ou, mais exatamente, é Senhor Frost (Mr. Frost). Quem é o sujeito?

Bem, uma das melhores graphic novels focadas no Coringa é justamente Coringa, escrita por Brian Azzarello e desenhada por Lee Bermejo, publicada pela DC Comics em 17 de outubro de 2008. Nela, não só o Coringa é retratado como um gângster (muito parecido com o filme, ainda que no estilo visual do vilão conforme encarnado por Heath Ledger), como a história é contada a partir do ponto de vista de um dos capangas do Palhaço do Crime, Jonny Frost. Bacana, não?

Aliás, esse uniforme tem, ainda, a sigla JSF. O que exatamente seria isso? Meu chute é Joker Security Force

Capuz Vermelho

red_hood

O Capuz Vermelho é um obscuro personagem recorrente na mitologia da DC Comics. Originalmente, ele era um personagem sem nome que surgiu em Detective Comics #168 e não teve sua identidade revelada. Mais tarde, essa identidade vilanesca foi usada como parte da origem mais “aceita” do Coringa, como um uniforme usado pelo ladrão que se tornaria o Palhaço do Crime. No processo de roubar uma fábrica de elementos químicos, Batman e Robin o enfrenta e ele acaba caindo em um tonel, ganhando sua aparência pálida e seu sorriso, além de sua loucura características. Depois ainda, Alan Moore desenvolveria essa narrativa, trabalhando-a em flashback na imortal graphic novel A Piada Mortal.

Mas porque essa explicação toda?

Bem, no assalto à empresa de Bruce Wayne que fabrica os mini-explosivos implantados nos pescoços dos membros do Esquadrão Suicida, o Coringa e acompanhando de diversos capangas fantasiados. Alguns deles usam justamente uma máscara quadrada na cor vermelha que lembra muito a máscara “tubular” vermelha usada pelo Capuz Vermelho originalmente. Como não acredito em coincidências, para mim trata-se de uma referência a essa origem do vilão.

Batman original

eastereggs-esquadrao07

Ainda no mesmo assalto à empresa de Bruce Wayne, um dos capangas fantasiados da gangue do Coringa usa um uniforme que lembra muito a primeira versão do uniforme do Batman, conforme apareceu em Detective Comics #27, de maio de 1939.

ACE Chemicals

eastereggs-esquadrao02

No flashback de origem da Arlequina, quando o Coringa a leva a mergulhar em um tonel de elementos químicos, a fábrica onde eles estão é a ACE Chemicals, exatamente a mesma em que a origem do Coringa (vide “Capuz Vermelho” acima) se dá e onde a origem da Arlequina nos Novos 52 também ocorre.

Irmão de Magia

eastereggs-esquadrao18

O nome não aparece no filme, mas ele existe nos quadrinhos, ainda que longe de ter aquela aparência de personagem retirado de A Múmia. Trata-se de Incubus, que aparece na história The Nightshade Odyssey, do Esquadrão Suicida vol. 1.

Namorada de Rick Flag

eastereggs-esquadrao19

No Esquadrão Suicida original, de 1959, Rick Flag também tinha uma namorada que era membro do grupo. Trata-se de Karin Grace, a médica da equipe. Ela não tem nenhuma relação com Magia, mas é interessante ver que a produção manteve a estrutura clássica referente a Flag no filme.

Tatuagens do Coringa

eastereggs-esquadrao20

Ó, meus deuses! O Coringa tem tatuagens! MAS O CORINGA NÃO TEM TATUAGEM… (seguem-se cabelos arrancados, gritaria no Facebook e um ataque cardíaco fulminante de fã debiloide…). Gente, tudo bem que o Coringa clássico nunca teve mesmo tatuagem, mas ele já apareceu com pinturas corporais até bem mais complexas que a do filme na normalmente incompreendida série não terminada Grandes Astros Batman & Robin, de Frank Miller. Portanto, pode parar com o choro…

Morte de Amarra

eastereggs-esquadrao21

Alguém tinha alguma sombra de dúvida que Amarra só estava no filme para servir de bucha de canhão? Mas o bacana é que essa morte foi praticamente retirada dos quadrinhos, como se vê na imagem. Tudo bem que, na história, ele perde “apenas” a mão e não a cabeça, mas o princípio é o mesmo. E o Capitão Bumerangue é quem manipula o tapado do Amarra para confirmar que havia mesmo explosivos implantados…

Cena de “meio” de créditos

eastereggs-esquadrao22

A relação entre Batman e Amanda Waller nunca foi tranquila. Afinal, como poderia ser, considerando que os dois atuam de maneira ilegal quase o tempo todo, com Waller comandando uma equipe formada primordialmente por vilões capturados pelo Batman?

Essa tensão fica evidente na cena de meio de créditos, com Waller jantando com Bruce Wayne. Depois de pedir ajuda a Bruce Wayne para “abafar” o incidente em Midway City, ela entrega a ele um fichário com os dados sobre meta-humanos. Vemos não só Magia, como também Flash e Aquaman, mas, provavelmente, há vários outros. Trata-se, claro, de uma ponte entre Esquadrão Suicida e o vindouro filme da Liga da Justiça, cujo sizzle reel liberado na última Comic-Com mostra justamente Wayne recrutando Aquaman e Flash.

Ainda que essa cena em si não cumpra nem a função de divertir nem de realmente ter utilidade narrativa específica, o momento final, em que Waller revela que sabe sobre as atividades “noturnas” de Wayne, é praticamente retirado dos quadrinhos, já que a durona Waller já usou isso contra o Batman algumas vezes.

Bônus: a dança

É simplesmente impossível ver aqueles tremeliques estranhos de Magia (o que foi aquilo gente?) sem se lembrar da famosa “dança” de Elaine em Seinfeld. Inspiração ou foi sem querer mesmo?

#####################

Galera, é isso! Acharam mais coisas? Contribuam para termos o mais completo guia de referências e easter-eggs de Esquadrão Suicida!

RITTER FAN & GUILHERME CORAL . . . Primeiro híbrido-crítico do Plano Crítico, Ri&Gui é a junção de duas mentes insanas, perturbadas e ousadas prontas para dominar o mundo. Surgidas diretamente das séries da CW, essas mentes pretendem espalhar, além da dominação, o amor e o nonsense pela Galáxia. Contemplem, ó, mortais, uma nova categoria de crítico!