Entenda Melhor | Esquadrão Suicida: Tudo Que Você Precisa Saber (Sem Spoilers)

esquadrao_suicida_entenda_mellhor_im_des_plano_critico

Obs: Leia a crítica sem spoilers de Esquadrão Suicida bem aqui e a com spoilers aqui.

Que época sensacional para ser leitor de quadrinhos, não é mesmo? Filmes e séries de super-heróis existem há muitas e muitas décadas, mas a profusão e variedade de hoje em dia é sem precedentes. A Marvel saiu na frente a partir de 2008 e criou algo inédito com seu diversificado e bem sucedido Universo Cinematográfico Marvel, deixando a DC Comics para trás. Mas, pelo visto, a situação não ficará assim por muito tempo, já que Batman vs Superman veio para também criar um universo compartilhado que se aproveita retroativamente de Homem de Aço e abre espaço para o futuro da Liga da Justiça e de filmes solo de seus membros.

Mas quem diria que o terceiro filme do Universo Cinematográfico DC não seria um filme solo da Mulher Maravilha ou do Batman ou até mesmo do Aquaman, mas sim Esquadrão Suicida, não é mesmo? Afinal, este grupo de anti-heróis e vilões, apesar de existir há muito tempo nas HQs, não é de conhecimento amplo de não-leitores. Uma escolha arriscada? Com certeza! Mas por isso mesmo tão interessante e potencialmente inovadora.

Pensando justamente em quem talvez não conheça a história do Esquadrão Suicida nos quadrinhos e para relembrá-la a quem já conhece, preparamos este breve Entenda Melhor completamente sem spoilers abordando a equipe (ou “as equipes”) como um todo e também os personagens que constarão do filme, muitos deles para lá de obscuros.

Vamos lá?

Diversas Equipes

esquadra-suicida-time-plano-critico

Primeira aparição: The Brave and the Bold #25, de setembro de 1959 (versão original) e Legends #3, de janeiro de 1987 (versão moderna)
Criação: Robert Kanigher e Ross Andru (versão original) e John Ostrander, Len Wein e John Byrne (versão moderna)

Não é fácil contar a história editorial do Esquadrão Suicida não só por sua longevidade, como também pela enorme variedade de seus componentes. Em linhas gerais, a primeira versão do Esquadrão Suicida, de 1959, tem como nome oficial Força Tarefa X (Task Force X) e é comandada pelo Coronel Rick Flag. Essa versão do Esquadrão era composta por Flag, Karin Grace, Dr. Evans e Jess Bright, personagens sem super-poderes e que funcionaram como uma espécie de grupo de elite do exército.

Em 1987, depois de Crise nas Infinitas Terras, John Ostrander reformula completamente o conceito do Esquadrão Suicida, criando Amanda Waller como a personagem que recruta Rick Flag para comandar um grupo formado de vilões em missões suicidas determinadas pelo governo americano. Os membros da primeira formação foram Arrasa-Quarteirão, Tigre de Bronze, Capitão Bumerangue, Pistoleiro e Magia (também conhecida como Encantadora). Desde então, o grupo passou a ter uma composição fluida, mudando constantemente.

filme-esquadrao-suicida-plano-critico

No filme, é o conceito considerado moderno de John Ostrander que prevalece, com um grupo de vilões sendo formado sob o comando de Rick Flag por Amanda Waller. Como se pode ver, há apenas um membro do primeiríssimo Esquadrão Suicida (Flag) que se junta a três membros da formação original de Ostrander: Capitão Bumerangue, Magia (Encantadora) e Pistoleiro. Outros membros do Esquadrão Suicida do filme – Arlequina, El Diablo e Amarra (Nó Corrediço) – participaram de outras versões do Esquadrão Suicida nos quadrinhos, enquanto que Crocodilo e Katana, os últimos dois membros, não participaram do grupo nos quadrinhos.

Amanda Waller / Viola Davis

amanda-waller-viola-davis-plano-critico-esquadrao-suicida

Nome: Amanda Waller
Codinomes: Rainha Branca, Rei Negro
Afiliação: A.R.G.U.S., Cheque-Mate
Habilidades e poderes: Estrategista hábil, líder nata, espionagem, artes marciais
Primeira aparição: Legends #1, de novembro de 1986
Criação: John Ostrander, Len Wein e John Byrne

Originalmente desenhada como uma personagem durona e “fora do peso”, o que sempre foi uma característica marcante e original da personagem, Amanda Waller ganhou uma versão mais curvilínea a partir dos Novos 52, o que fez muitos fãs torcerem o nariz. Ela é a estrategista líder do Esquadrão Suicida e quem recruta Rick Flag como comandante direto da equipe.

Arlequina (Harleen Frances Quinzel) / Margot Robbie

arlequina-margot-robbie-plano-critico-esquadrao-suicida

Nome: Harleen Frances Quinzel
Codinome: Arlequina
Afiliação: Sociedade Secreta dos Super-Vilões, Sexteto Secreto, Sereias de Gotham, Esquadrão Suicida
Habilidades e poderes: Psiquiatra de formação, exímia ginasta e acrobata, imunidade à maioria das toxinas, força e resistência aumentadas
Primeira aparição: Batman: A Série Animada (episódio Joker’s Favor, de setembro de 1992)
Criação: Paul Dini e Bruce Timm

Arlequina é uma das raras personagens que fez o inesperado caminho inverso da TV para os quadrinhos. Sua primeira aparição se deu em 1992, em Batman: A Série Animada, já nos quadrinhos foi logo em 1993, na publicação The Batman Adventures. Seu visual no filme tem como apoio os Novos 52, que dispensa a roupa de bobo-da-corte a favor de uma vestimenta mais reveladora. É nessa fase também que ela faz parte do Esquadrão Suicida. Sua origem, na animação, é estreitamente ligada com o Coringa, já que ela é a psiquiatra que se torna admiradora/amante/capanga do arqui-inimigo de Batman. Existe uma relação abusiva ali, além de, claro, um forte quê de loucura por parte de Arlequina.

Coringa / Jared Leto

coringa-jared-leto-plano-critico-esquadrao-suicida

Nome: desconhecido (ou, pelo menos, não há certeza ainda)
Codinome: Coringa
Afiliação: Liga da Injustiça, Gangue da Injustiça, Sociedade Secreta dos Super Vilões, Clube do Vilões
Habilidades e poderes: Conhecimento de química, engenharia, genética e combate corpo-a-corpo, grande capacidade de improvisação e intelecto superior
Primeira aparição: Batman #1 (1940)
Criação: Bill Finger, Bob Kane e Jerry Robinson

O arqui-inimigo do Homem-Morcego teve sua primeira aparição em Batman #1, com diferentes retratações ao longo dos anos. Sua origem sempre foi um mistério, sendo a mais comumente referenciada a que vemos em detalhes na graphic novel  A Piada Mortal, de 1988, que que ele fora o criminoso conhecido como Capuz Vermelho e que, após cair em um tanque repleto de produtos químicos, ganhou a aparência pálida, o sorriso contorcido constante, passando a adotar o nome Coringa. Nos quadrinhos ele jamais fez parte do Esquadrão Suicida e seu visual (e provavelmente personalidade) no filme é espelhada no Coringa dos Novos 52, com pitadas do Coringa de Jim Lee e Frank Miller em Grande-Astros Batman & Robin. No filme, pelo que foi divulgado nos trailers, ele também não parece fazer parte do grupo em si, tendo sua presença no filme ou como o antagonista da equipe ou como parte da história pregressa de Arlequina.

Katana (Tatsu Yamashiro) / Karen Fukuhara

katana-Karen-Fukuhara-plano-critico-esquadrao-suicida

Nome: Tatsu Yamashiro
Codinome: Katana
Afiliação: Renegados, Aves de Rapina, Liga da Justiça
Habilidades e poderes: Habilidosa artista marcial, treinamento samurai, habilidade de capturar a alma daqueles que mata e se comunicar com ela
Primeira aparição: The Brave and the Bold #200, de julho de 1983
Criação:  Mike W. Barr e Jim Aparo

Katana é uma das poucas personagens do filme que foi muito mais constantemente retratada como heroína nos quadrinhos. Sua origem é trágica, já que dois irmão se apaixonaram por ela, forçando-a a escolher um deles, com quem acabou tendo dois filhos. O outro irmão, porém, se juntou à Yakuza e acaba colecionando armas exóticas, uma delas a espada Soultaker. Ele volta para se vingar do irmão, que acaba matando e, no incêndio que se segue, os dois filhos também morrem. Apenas Tatsu sobrevive com a espada, agora contendo a alma de seu marido. Ela passa por treinamentos posteriores e acaba se tornando uma super-heroína primeiro juntando-se aos Renegados e, depois, até à Liga da Justiça.

El Diablo (Chato Santana) / Jay Hernandez

el-diablo-Jay-Hernandez-plano-critico-esquadrao-suicida

Nome: Chato Santana
Codinome: El Diablo
Afiliação: Esquadrão Suicida
Habilidades e poderes: Pirocinese
Primeira aparição: El Diablo vol. 3, #1 (2008)
Criação:  Jai Nitz, Phil Hester e Ande Parks

Como é muito comum nos quadrinhos, El Diablo é um daqueles personagens que já tiveram várias versões. O primeiro foi Lazarus Lane (primeira aparição: All-Star Western #2, de outubro de 1970); o segundo Rafael Sandoval (primeira aparição: El Diablo vol. 2 #1, de agosto de 1989) e o terceiro e atual (e a versão usada no filme) é Chato Santana, este membro do Esquadrão Suicida dos Novos 52. Ele é um ex-criminoso que ganha seus poderes de controle do fogo quando se encontra com o moribundo Lazarus Lane,que fora possuído por um espírito demoníaco, em uma cama de hospital.

Magia/Encantadora (June Moone) / Cara Delevingne

Cara-Delevingne-june-moone-plano-critico-esquadrao-suicida

Nome: June Moone
Codinome: Magia, Encantadora
Afiliação: Pacto das Sombras, Esquadrão Suicida, Sentinelas da Magia, Vilões Esquecidos, Liga da Justiça Sombria
Habilidades e poderes: Poderes mágicos ilimitados, telecinese, projeção e manipulação de energia, criação de ilusões, teletransporte, intangibilidade, cura, abrir portais, conjurar demônios e entidades, voo
Primeira aparição: Strange Adventures #187, de abril de 1966
Criação: Bob Haney e Howard Purcell

Magia (ou Encantadora) foi criada quando a DC Comics ainda era National Comics em histórias curtas que a retratavam como uma heroína. Sua origem é quase non-sense, com June Moone sendo convidada para uma festa a fantasia em um castelo antigo, onde ela sem querer descobre uma câmara secreta com um ser mágico que lhe dá poderes para lutar contra as presenças malignas no castelo. Assim como o Capitão Marvel, ela dizia a palavra mágica “Encantadora” e se transformava de loira para morena e com um uniforme exótico. Ao longo do tempo, porém, seus poderes começaram a aumentar e, depois que um evento a faz ter poderes mágicos onipotentes, seu “lado negro’ toma conta e ela, então, se torna uma vilã. Vinte e um anos depois de sua criação, ela se junta à primeira formação da “versão Ostrander” do Esquadrão Suicida.

Amarra/Nó Corrediço (Christopher Weiss) / Adam Beach

Adam-Beach-slipknot-plano-critico-esquadrao-suicida

Nome: Christopher Weiss
Codinome: Amarra/Nó Corrediço
Afiliação: Esquadrão Suicida, Kobra, 2000 Committee
Habilidades e poderes: Mestre no uso de cordas, assassino treinado, desenvolveu adesivo que transforma suas cordas em cordas inquebráveis
Primeira aparição: Fury of Firestorm #28, de outubro de 1984)
Criação: Gerry Conway e Rafael Kayanan

Amarra (ou Nó Corrediço – pode escolher o nome menos pior…) é um vilão de 15ª categoria (no mínimo) da DC Comics e surgiu como inimigo do Nuclear. Seus poderes? Nenhum. Ela apenas é um exímio “utilizador de cordas” (chega a ser patético escrever isso) que criou uma substância química especial que torna suas cordas inquebrantáveis. Sua quase irrelevância canônica o faz um forte candidato a ser “suicidado” em Esquadrão Suicida…

Pistoleiro (Floyd Lawton) / Will Smith

pistoleiro-will-smith-plano-critico-esquadrao-suicida

Nome: Floyd Lawton
Codinome: Pistoleiro
Afiliação: Sexteto Secreto, Esquadrão Suicida, Killer Elite, Xeque-mate, Underground Society
Habilidades e poderes: Especialista em armas de fogo, combate corpo-a-corpo, uso de monóculo cibernético para aumentar sua precisão
Primeira aparição: Batman #59, de junho/juho de 1950
Criação: Bob Kane, David Vern Reed, Lew Schwartz

O Pistoleiro é quase o exato oposto de Amarra em termos de importância canônica. O personagem, criado em 1950 como um inimigo do Batman (na verdade, ele primeiro aparece como um suposto novo herói de Gotham City), usava uma roupa muito parecida com a do Mandrake (com cartola também!) e uma máscara. Somente mais tarde é que ele seria reinventado, ganhando sua característica máscara branca com uma espécie de monóculo que lhe permite mais acurácia ainda em seus tiros. O vilão, depois que cumpre pena na prisão, passa a se tornar um “assassino de aluguel”. Ele tem presença constante no universo em quadrinhos da DC Comics e fez parte da formação original do Esquadrão Suicida na versão de Ostrander.

Crocodilo (Waylon Jones) / Adewale Akinnuoye-Agbaje

crocodilo-Adewale-Akinnuoye-Agbaje-plano-critico-esquadrao-suicida

Nome: Waylon Jones
Codinome: Crocodilo
Afiliação: Sociedade Secreta de Super Vilões
Habilidades e poderes: Força, durabilidade e sentidos sobrehumanos, dentes, garras e escamas reptilianas, fator de cura
Primeira aparição: Detective Comics #523, de fevereiro de  1983
Criação: Gerry Conway, Gene Colan

Outro vilão do Batman, Crocodilo (ou Killer Croc, no original mais ameaçador), é um personagem emblemático que já teve enormes variações em como foi retratado nos quadrinhos, desde aparência mais humana até algo muito próximo mesmo do animal que lhe dá o nome. Mas seu surgimento tem estreita ligação com um momento importante na vida do Batman: o arco narrativo em que Jason Todd finalmente assume o manto de Robin. Lá, Crocodilo foi apresentado ainda como um personagem de aparência secreta, que fica nas sombras. Sua aparência é explicada por uma doença epidérmica de nascença, uma anomalia genética. Inicialmente, ele era retratado apenas dessa forma, ou seja, um homem grande com escamas na pele, mas, depois, ele passou a ganhar aparência cada vez mais grotesca, explicada pela evolução da doença. Essa doença, na verdade, é uma forma de atavismo, ou seja, de hereditariedade genética de répteis, o que acaba explicando sua força descomunal e seu fator de cura, que chega até a restaurar membros perdidos em algumas de suas versões. Nos quadrinhos, ele nunca fez parte do Esquadrão Suicida.

Capitão Bumerangue (George “Digger” Harkness) / Jai Courtney

Jai-Courtney-capitao-boomerang-plano-critico-esquadrao-suicida

Nome: George “Digger” Harkness
Codinome: Capitão Bumerangue
Afiliação: Galeria de Vilões, Esquadrão Suicida, Sociedade Secreta dos Super Vilões, Tropa dos Lanternas Negros
Habilidades e poderes: Utilização exímia de bumerangues e criação de bumerangues a partir de manipulação de energia (versão pós-ressurreição)
Primeira aparição: Flash #117, de dezembro de 1960
Criação: John Broome, Carmine Infantino

Fruto de uma era mais simplista na criação de heróis e vilões, o Capitão Bumerangue tornou-se, porém, um tradicionalíssimo vilão da DC Comics, iniciando sua carreira como antagonista do Flash. Filho ilegítimo de um soldado americano e uma mulher australiana, o personagem foi criado na pobreza na Austrália, onde acabou desenvolvendo habilidades extremas com o bumerangue (pois todo australiano, claro, usa bumerangues diariamente…). Ele acabou se virando para o crime depois que foi ridicularizado por suas habilidades com a arma. Durante sua longa vida nos quadrinhos, ele chegou a ter o poder de criar bumerangues explosivos a partir de manipulação de energia, mas ele acabou perdendo essa habilidade.

Rick Flag / Joel Kinnaman

rick-flag-Joel-Kinnaman-plano-critico-esquadrao-suicida

Nome: Rick Flag
Codinome: Não possui
Afiliação: Esquadrão Suicida
Habilidades e poderes: Exímio estrategista militar, altamente treinado em combate armado e corpo-a-corpo.
Primeira aparição: The Brave and the Bold #25, de setembro de 1959
Criação: Robert Kanigher, Ross Andru

Rick Flag é o único personagem do filme que fez parte do verdadeiro primeiro Esquadrão Suicida, de 1959, quando o grupo era uma equipe especial do exército americano. Em retcon posterior, revelou-se que o Esquadrão Suicida já atuava sob seu comando desde a 2ª Guerra Mundial, substituindo a desaparecida Sociedade da Justiça. Rick Flag foi, depois, recrutado por Amanda Waller para capitanear a versão mais famosa do grupo, criada por John Ostrander, em 1987.

#########

Preparados para o filme agora?

*Fica meu agradecimento aos co-editores Luiz Santiago e Guilherme Coral pela ajuda com essa postagem, o primeiro buscando e preparando os belos mosaicos que ilustram o artigo e o segundo pesquisando as fichas técnicas de cada personagem.

RITTER FAN. . . . Aprendi a fazer cara feia com Marion Cobretti, a dar cano nas pessoas com John Matrix e me apaixonei por Stephanie Zinone, ainda que Emmeline Lestrange e Lisa tenham sido fortes concorrentes. Comecei a lutar inspirado em Daniel-San e a pilotar aviões de cabeça para baixo com Maverick. Vim pelado do futuro para matar Sarah Connor, alimento Gizmo religiosamente antes da meia-noite e volta e meia tenho que ir ao Bairro Proibido para livrá-lo de demônios. Sou ex-tira, ex-blade-runner, ex-assassino, mas, às vezes, volto às minhas antigas atividades, mando um "yippe ki-yay m@th&rf%ck&r" e pego a Ferrari do pai do Cameron ou o V8 Interceptor do louco do Max para dar uma volta por Ridgemont High com Jessica Rabbit.