Entenda Melhor | O Universo de Tolkien e a Música

J. R. R. Tolkien foi um dos maiores autores que já existiu. Basta ver a revolução que o mesmo fez com a arte em geral. Suas obras serviram pra inspirar novos autores, criar uma legião de fãs e influenciar toda arte em geral, inclusive e, fortemente, a música. A Terra Média já esteve em várias partes da história dela e isso vai desde influências em álbuns e canções importantes, nomes de bandas ou até mesmo ideias bizarras que planejavam colocar uma certa banda britânica como personagens de um filme do O Senhor dos Anéis. Quer saber mais dessas curiosidades e a relação do universo de Tolkien e a música? No clima de lançamento do último capítulo da saga Hobbit nos cinemas, embarque nesse Entenda Melhor sobre a Terra Média e a música!

.

A Influência de Tolkien no Led Zeppelin

led

Pra começar, Tolkien influenciou uma das maiores bandas da história, já que o Led Zeppelin bebeu direto da fonte do autor. Robert Plant, o vocalista, nunca escondeu ser um grande admirador desses livros, assim, fez questão de fazer canções quase totalmente inspiradas nas histórias de Tolkien. The Battle Of Evermore – dueto sensacional de Plant e Sandy Denny – é um grande exemplo, tendo como tema uma batalha do terceiro livro da saga, adaptando muito bem com um ar acústico de violão e instrumentos folk. Ramble On – do álbum Led Zeppelin II – com seu vocal agudo e estridente, passeia por Mordor e cita o personagem Gollum como ladrão de uma “garota”, talvez fazendo referência ao anel da história. Já a famosa Misty Mountain Hop, do álbum Led Zeppelin IV, cita as famosas montanhas introduzidas no livro O Hobbit e embarcando em lugares importantes da Terra Média. Muitos acreditam que os livros do autor foram acolhidos pelo Led Zeppelin e pelos hippies sessentistas justamente por pregar de uma maneira bastante interessante o pacifismo.

Confira abaixo, as canções citadas:

 

Nightfall In Midlle Earth – um álbum destaque do Power Metal

Blind-Guardian-Nightfall-in-Middle-Earth

Blind Guardian é uma dessas bandas que uniu o universo geek e o metal. O power metal da banda alemã conquistou muitos com suas letras que musicavam diversos universos fantasiosos, e entre eles está a Terra Média. Nightfall In Middle Earth, de 1998, é um verdadeiro marco do estilo, considerado alguns dos melhores discos de power metal já feitos. Baseado no livro “prelúdio” de O Hobbit e O Senhor dos Anéis, The Sillmarillion, o álbum conta acontecimentos da primeira era, contendo, até mesmo, narrações e trechos tirados do livro. Velocidade nas guitarras, refrões contagiantes, momentos de diálogos e narrações nos inserem dentro da história. O disco já abre com o som de espadas da War Of Wrath, no estilo guerra medieval, passando o bastão para um diálogo entre Sauron e seu mestre, Morgoth. Seja nos efeitos sonoros da caverna de Non The Wise, ou nos cantos élficos de The Eldar, Nightfall In Middle Earth permite uma introspecção incrível.  Faixas como Thorn e A Dark Passage podem ser chamadas de obras-primas do metal, com corais agudos e afinados, além de guitarras com uma forte vibe folk medieval. O Blind Guardian fez uma obra única que merece ser ouvida, seja por um grande fã de Tolkien ou um grande fã de power metal.

.

O Universo de Tolkien em diversas outras bandas

Além de Led Zeppelin e Blind Guardian, Tolkien influenciou diversas outras bandas. A começar pelos seus nomes. Muitas bandas pegaram nomenclaturas dentro das obras do autor para nomear seus grupos. Algumas bandas do sombrio black metal, como Morgoth e Gorgoroth, se inspiraram em personagens e lugares dos livros para criar esse nome (o primeiro é o mestre de Sauron, enquanto o segundo é o nome de onde é a região de Mordor), assim como a banda de death metal melódico, Amon Amarth, pegou o nome que significa “Montanha da Perdição” em Sindarin (considerada língua dos elfos cinzentos). Ainda tem uma banda de rock psicodélico da década de 60 que pegou o nome do mago Gandalf pra representar o nome do grupo. Já no lado das composições, a banda finlandesa Nightwish, conhecida mundialmente, também faz várias referências à Terra Média, como Bilbo, goblins e elfos em sua ótima faixa, Elvenpath. Enquanto isso, a excelente Rivendell do Rush  se refere a Valfenda, uma tribo de elfos citada no livro, bebendo da mesma fonte das faixas do Led Zeppelin citadas, com melodia acústica e letras com o tom aventuresco de Senhor dos Anéis . Outra faixa inspirada na obra é Lord Of The Rings da banda setentista de rock progressivo, Styx, uma total homenagem ao livro e título da canção. Também existem os que dizem que The Wizard, oriunda do álbum Paranoid do Black Sabbath, é baseada em Gandalf, mesmo que isso seja apenas uma especulação. E se você pensava que Nightfall In Middle Earth era o único álbum totalmente baseado nesse universo, você pode estar enganado. Bem, há quem diga que Master Of The Rings do Helloween é baseado na obra, ainda que seja difícil encontrar referências diretas.

O número de bandas com ligações com o universo de Tolkien é enorme, principalmente se você buscar o underground. Confira algumas das faixas citadas acima:

 

Saruman (Christopher Lee) e seu álbuns de Heavy Metal

Sim, Christopher Lee, o Saruman da franquia Senhor dos Anéis e O Hobbit é um grande metaleiro. Não só isso, o ator de 92 anos já lançou vários álbuns de metal. O mago já possui razoável experiência no currículo e segue o estilo metal sinfônico com uma forte dose de temáticas medievais e fantasiosas (percebe-se que o cara gosta mesmo do estilo). Lee controla todas a ideias de seus trabalhos, é um verdadeiro artista, mesmo que talvez não possa ser visto como um cantor, visto que mais narra e proclama com sua voz imponente do que verdadeiramente canta. Já trabalhou com bandas conceituadas, como Rhapsody Of Fire e Manowar. Seus álbuns conceituais, Charlemagne – By The Sword And The Cross e Charlemagne – The Omens Of Death, contam uma saga cheia de aventuras e histórias. Recentemente lançou um EP de Natal chamado Darkest Carols, Faithful Sings, um possível presente de natal para quem se interessar na música de Lee.

Christopher_Lee_charlemagne

.

Um filme do Senhor dos Anéis estrelado pelos Beatles?

Ok, essa é uma das notícias mais bizarras relacionadas a obra de Tolkien. Tudo veio à tona em 2002 quando McCartney compartilhou com Peter Jackson que os Beatles já estiveram próximos de estrelar um filme do Senhor dos Anéis. Em 1969 os direitos de Senhor dos Anéis estavam nas mãos da United Artists, selo musical que já trabalhou com a banda britânica. John Lennon, que já era muito fã do livro, logo se empolgou e teve a ideia da adaptação do filme com os membros da banda no elenco principal. Isso não é tudo, Lennon queria Stanley Kubrick na direção, afinal, 2001 – Uma Odisséia no Espaço era um grande sucesso. Pra começar, tudo foi por água abaixo quando Kubrick disse que a obra era “infilmável”. Mas o maior obstáculo foi o próprio Tolkien, que vetou o projeto (segundo alguns, o autor detestava a banda). Se a ideia fosse colocada em prática, teríamos Lennon como Gollum (ele fazia questão de ser o personagem), McCartney como Frodo, Starr como Sam e Harrison como Gandalf. A curiosidade de como isso ficaria é grande, então fique com essa arte que daria um bom pôster para o filme.

Screen-Shot-2012-09-12-at-18.38.05

E aí? Conhecem mais fatos interessantes ou bandas que faltaram aqui? Escreva nos comentários! A relação entre o universo de Tolkien e a música será eterna visto como a obra continua e sempre continuará a influenciar o trabalho de muitos.

HANDERSON ORNELAS. . . Estudante de engenharia química, fascinado por música, cinema e quadrinhos. Um fã de ficção científica e aventura que carrega seu fone de ouvido por todo lado e se emociona facilmente com música, principalmente com "The Dark Side Of The Moon". Enquanto não viaja pelo tempo e espaço em uma TARDIS, viaja pelo mundo dos livros e da música.