Entenda Melhor | Punho de Ferro – 2ª Temporada: Referências e Easter-Eggs

Quebrando com a nossa tradição, deixamos de trazer um Entenda Melhor para a segunda temporada de Luke Cage, mas não falharemos com vocês mais uma vez. A crítica da 2ª temporada de Punho de Ferro, a quarta série produzida pela Marvel e ABC com exclusividade para a Netflix, pode ser lida aqui. Leia o artigo abaixo apenas se já viu a série ou se não se importa com spoilers, pois há inevitáveis spoilers.

Apesar da série ser perfeitamente apreciável por aqueles que nunca leram os quadrinhos do Punho de Ferro, clássico herói urbano da Marvel Comics criado por Roy Thomas e Gil Kane, em 1974 para aproveitar a onda dos filmes de artes marciais da década, fato é que aqueles que conhecem a mitologia tiveram, com certeza, uma camada a mais de apreciação. Assim, resolvemos indicar, aos fãs e não fãs dos quadrinhos, tudo que conseguimos achar assistindo aos 10 episódios da segunda temporada de Punho de Ferro. Se alguém tiver detectado outros aspectos, por favor não deixe de indicar nos comentários! Afinal, isso aqui é, definitivamente, um trabalho em progresso, pois a série não foi econômica nessas referências. Além disso, queremos enriquecer ao máximo esse artigo, destrinchando cada detalhe do Universo Marvel em quadrinhos e cinematográfico que foi referenciado na série.

Leiam, também, outros artigos nossos relacionados:

I. Personagens

1. Entenda Melhor da Primeira Temporada

A maior parte dos personagens da segunda temporada já apareceram na primeira, e como já estávamos correndo atrás das referências com os quadrinhos nessa época, possuímos informações sobre as seguintes figuras, lá no Entenda Melhor sobre a estreia de Punho de Ferro na Netflix. O texto pode ser acessado clicando aqui.

  • Danny Rand/Punho de Ferro
  • Ward Meachum
  • Joy Meachum
  • Colleen Wing
  • Lei Kung
  • The Hatchet Men

2. Davos, o Serpente de Aço

entenda-punhodeferro-16

Embora já tivéssemos comentado sobre o Serpente de Aço no Entenda Melhor da primeira temporada, acredito ser necessário reiterar a presença do personagem, visto que, agora, sua posição como personagem está realmente antagônica a do protagonista, aproximando-o, finalmente, da sua personalidade dos quadrinhos. Como prenunciamos, Davos, amigo de Danny Rand, mas invejado de seus poderes, vira-se contra o Punho de Ferro e, no final das contas, acaba se tornando, brevemente, o Punho de Ferro. Ao invés do dragão no peito, que Danny possui, Davos adquire uma serpente nas costas, associando-o com sua contraparte dos quadrinhos, que a tem, contudo, no peito mesmo. O passado do antagonista também é explorado e retomaremos ele mais para frente do texto.

3. Misty Knight

misty

Misty Knight já fora destrinchada no Entenda Melhor da primeira temporada de Luke Cage, que pode ser lido clicando aqui. A personagem, agora, depois de já ter começado uma ligação com Colleen Wing na série dos Defensores, está ainda mais próxima de sua parceira de longa data. Knight, além disso, como mostrou a segunda temporada de Luke Cage, também está com um braço mecânico, o que nunca vai ser visto como algo ruim.

4. Mary Walker (Mary Tyfoid)

A misteriosa Mary Walker, personagem com múltiplas personalidades, é conhecida como Mary Tyfoid nos quadrinhos. A antagonista, contudo, não tem nenhuma relação com o Punho de Ferro, sendo que a sua primeira aparição aconteceu em Demolidor #254, de 1988. Na série, a personagem adquire o transtorno após ser mantida prisioneira em Sokovia, sendo torturada e estuprada pelos guardas, até finalmente conseguir sair do lugar, completamente destruída mentalmente.

A origem da vilã, porém, é completamente diferente nos quadrinhos, em que sua enfermidade existe diante de um acidente envolvendo o Demolidor, que terminou fazendo com que Mary Walker fosse jogada da janela de um prédio e tivesse sua personalidade fracionada em três: Mary Walker, Tyfoid e Bloody Mary – apesar de existir indícios de uma quarta, aparentemente reclusa. A personagem, então, participou de várias revistas como assassina contratada, jurando nunca mais ser ferida por homens.

Ademais, sabiam que Mary Tyfoid já apareceu nos cinemas? No horroroso Elektra, escrito pelo mesmo showrunner da segunda temporada de Punho de Ferro, a personagem foi interpretada por Natassia Malthe, mas era bastante diferente da original, sendo uma capanga do Tentáculo, com a capacidade de matar com o toque. A antagonista, menor diante de várias, mesmo brega demais, quase acaba matando a protagonista, depois de lhe dar um beijo.

Finalmente, parece que Alice Eve foi feita para o papel, pois a atriz possui verdadeiramente heterocromia, uma característica que a personagem original não possui, mesmo que, dada a época de sua origem, seria muito capaz dessa condição óbvia ser dada a uma figura com múltiplas personalidades. A atriz, portanto, ao aparecer com os olhos de cores diferentes, em algumas cenas, molda uma mística ainda mais interessante sobre a antagonista que acabou construindo.

5. Hai Qing-Yang e Sherry Yang

Hai Qin-Yang é o líder dos Hatchets por uma pequena parte da segunda temporada de Punho de Ferro, sendo assassinado por Davos. O personagem já havia aparecido na primeira temporada de Punho de Ferro e na segunda de Luke Cage. Quem assume a liderança é Sherry Yang, personagem criada para a série, mas que prova ter presença e esperamos que retorne com mais surpresas.

6. Chen Wu

Acreditem se quiser, Chen Wu existe nos quadrinhos, mas em uma única aparição, extremamente rápida e irrelevante, como um membro dos Tigres Dourados, em Punho de Ferro #8, de 1976. O personagem ganha uma proeminência absurda na série, ganhando um tapa-olho aleatório no meio do caminho, mas que o torna muito mais legal. O capanga de Davos, infelizmente, é morto, mas pode ser que retorne aos quadrinhos depois dessa temporada pelo limbo completo e, agora, em um ressurgimento completamente nada a a ver na série do Punho de Ferro.

7. Gangue do Ryhno

A gangue do Ryhno, que conta com BB, personagem em maior evidência de todos desse meio, possui papel pontual, mas consideravelmente essencial, na segunda temporada de Punho de Ferro. Eles, porém, são completamente originais da série, sem contrapartes nos quadrinhos.

8. Tigres Dourados

A primeira aparição dos Tigres Dourados, original dos quadrinhos, é em Punho de Ferro #8, de 1976. A organização tem papel menor, mas considerável, na segunda temporada da série, antagonistas dos Hatchets, que, por outro lado, contam com alguma liderança mais presente em cena e, portanto, têm uma presença mais forte, apesar dos Tigres Dourados darem, no final das contas, margem à participação de Chen Wu, capanga interessantíssimo.

9. Crane Sisters

A Crane Mother já foi apresentada na série, durante sua primeira temporada, mencionada, mas em um diferente contexto dos quadrinhos, em uma relação com a ordem dos monges de K’un Lun. As Crane Daughters, nos quadrinhos, são, caminhando na vertente de lá, uma organização baseada na cidade rival de K’un Lun, K’un Zi. As Crane Sisters, portanto, devem ter algo a ver com a Crane Mother – ou não -, talvez uma adaptação das Crane Daughters. Elas são, então, tecnicamente originais da série da Netflix.

10. Turk

Imagem relacionada

Turk já fora destrinchada no Entenda Melhor da primeira temporada de Luke Cage, que pode ser lido clicando aqui. O criminoso é o Stan Lee das séries Marvel da Netflix, aparecendo vez ou outra para vender armas e falar abobrinha. Dessa vez, ele ajuda Mary Walker e Ward.

11. Sam Chung

Samuel Chung é apenas chamado de Sam na série, mas informações de bastidores nos levam a crer que ele seja nada mais nada menos que um futuro super-herói, caso os realizadores decidam transformar o amigo de Colleen Wing, também um colaborador em Bayard, no herói de Chinatown e, como acontece em alguns casos nos quadrinhos, em um sidekick do Demolidor, Blindspot.

II. Citações a Personagens

1. Orson Randall

No retcon de 2006, O Imortal Punho de Ferro, criado por Ed Brubaker e Matt Fraction, os autores introduzem o personagem Orson Randall, o Punho de Ferro imediatamente anterior a Danny Rand, que ainda está vivo, ainda que décadas em exílio. O personagem, nos quadrinhos é quem, depois de tomar Wendell Rand, pai de Danny, como seu pupilo, despertou a obsessão do jovem por K’un Lun, deflagrando, anos depois, sua morte pelas mãos de Harold e a transformação de Danny no Punho de Ferro. Orson é chamado, para fins de localização temporal, de Punho de Ferro da Era de Ouro, que é a primeira era dos quadrinhos, lá pela década de 30, 40 e 50.

No Entenda Melhor da primeira temporada, acreditávamos que Orson Welles fosse o homem da filmagem de 1948, mostrada por Bakuto a Danny. Orson pode ainda ser essa pessoa, como pode – muito provavelmente – não ser. A questão é que Orson, possivelmente, aparecerá na série, especialmente vivo, pois o personagem é citado diretamente no último episódio da segunda temporada, na qual Rand e Ward parecem estar atrás dele, em busca de mais conhecimentos sobre a mitologia do Punho de Ferro. “Aliás, seria fenomenal se Randall aparecesse na próxima temporada de Punho de Ferro, não?“, dissemos no outro Entenda Melhor. Parece que a aparição de Randall na próxima temporada já deixará a série um pouquinho fenomenal.

2. Ernst Erskine

Durante a temporada, Erskine é mencionado como o detentor original de uma coleção de peças referenciando a mitologia de K’un Lun. No final do último episódio, porém, com a associação deste mesmo nome com o de Orson Randall, fica mais explícito que o homem é, enfim, Ernst Erskine, biógrafo de Orson, que foi introduzido em O Imortal Punho de Ferro #6, de Ed Brubaker e Matt Fraction.

3. Wu Ao-Shi

A caixa misteriosa que Colleen recupera é uma referência à Wu Ao-Shi, a Rainha Pirata da Baía de Pinghai, primeira mulher a ser Punho de Ferro e que se apaixonaria por um pescador. Ed Brubaker e Matt Fraction a apresentaram em O Imortal Punho de Ferro #2. Ao mesmo tempo, um pouco mais para frente na temporada, nos finalmentes do último episódio, também é revelado ao público que Colleen Wing é descendente dela, algo completamente novo na mitologia da personagem, alçando, de uma vez por todas, os status de co-protagonista, que provavelmente será mantido nas temporadas seguintes.

III. Títulos dos Episódios

Cada um dos dez episódios da segunda temporada de Punho de Ferro é nomeado de acordo com o título de uma edição clássica do personagem.

1. The Fury of Iron Fist

O primeiro capítulo da segunda temporada é nomeado justamente de acordo com a primeira aparição do personagem Punho de Ferro, na Marvel Premiere #15. Nessa edição, a origem do personagem é revelada.

2. The City’s Not for Burning

O segundo capítulo da segunda temporada é nomeado de acordo com a revista Iron Fist #3. Nessa edição, parte de um arco que vai desde a primeira à sétima revista, o Punho de Ferro se une à Misty Knight para enfrentarem o Ravager – um antagonista qualquer do personagem que eu nem consegui encontrar uma tradução brasileira, visto que nem é o Ravager mais famoso da Marvel Comics, que seria, no caso, o grupo dos Ravagers, personagens que ganharam mais corpo nos filmes dos Guardiões da Galáxia.

3. This Deadly Secret

O terceiro capítulo da segunda temporada é nomeado de acordo com a revista Power Man and Iron Fist #99. Nessa edição, Danny e Luke Cage enfrentam Shades e Comanche, personagens bastante presentes na série do próprio Poderoso. A dupla está aliada a outra dupla, também incrível, formada por Misty Knight e Colleen Wing.

4. Target: Iron Fist

O quarto capítulo da segunda temporada é nomeado de acordo com a revista Iron Fist #13. Nessa edição, o Punho de Ferro e Misty enfrentam o temível, horrível, o mais inigualável dos vilões, o grande Bumerangue.

5. Heart of the Dragon

O Coração do Dragão é um nome de efeito. O quinto capítulo da segunda temporada é nomeado de acordo com a primeira aparição do formidável Shou-Lau, em Marvel Premiere #16, o dragão que o orçamento da série não conseguiu cobrir ainda, mas, futuramente, esperamos que finalmente apareça.

6. The Dragon Dies at Dawn

O sexto capítulo da segunda temporada é nomeado de acordo com a revista Iron Fist #9. Nessa edição, os Tigres Dourados, antagonistas menores da segunda temporada da série, dão dor de cabeça para o Punho de Ferro.

7. Morning of the Mindstorm

O sétimo capítulo da segunda temporada é nomeado de acordo com a revista Marvel Premiere #25. Nessa edição, o Punho de Ferro enfrenta uma série de ilusões criadas por Angar, o Gritador.

8. Citadel on the Edge of Vengeance

O oitavo capítulo da segunda temporada é nomeado de acordo com a revista Marvel Premiere #17. Nessa edição, o Punho de Ferro enfrenta um vilão chamado Ferro Triplo. Baita nome criativo!

9. War Without End

Uma forte imagem de Luke Cage segurando o corpo de Danny Rand estampa a capa de Power-Man and Iron Fist #83, edição na qual os personagens enfrentam Warhawk. O nome dessa edição, War Withou End, deu origem ao título do nono episódio da segunda temporada de Punho de Ferro.

10. A Duel of Iron

O último capítulo da segunda temporada é nomeado de acordo com a revista Iron Fist #1. Nessa edição, o Punho de Ferro entra em um duelo contra o outro ferroso da Marvel, o Homem de Ferro. Épico!

IV. Locais, Eventos, Grupos e Empresas

A relação a seguir se trata de todos os locais, grupos e empresas mencionados ou que realmente entraram em prática, para valer, durante a segunda temporada. A Rand Enterprises e K’un Lun já foram mencionadas no Entenda Melhor da Primeira Temporada.

1. Sokovia

Sokovia, nação que é ambientação de grande parte de Vingadores: Era de Ultron, dando nome ao acordo que criaria uma tensão gigantesca entre os heróis, mostrado em Capitão América: Guerra Civil, é mencionada como parte da origem de Mary Walker. O passado do lugar parece ser bastante perturbado, tinha que ser destruído mesmo.

2. Restaurante Silver Lotus

O restaurante Silver Lotus realmente existe nos quadrinhos. Em Uncanny X-Men: First Class #4, Misty Knight e Colleen Wing vão ao lugar, acompanhadas de Jean Grey e Tempestade.

3. Filhas do Dragão

entenda-punhodeferro-43

Colleen Wing agora é, definitivamente, uma filha do dragão, por ter, como um de seus ascendentes, um Punho de Ferro. Já na primeira temporada, quando Colleen anuncia seu “nome de lutadora” no ringue, ela se chama “Filha do Dragão”. Contudo, a brincadeira não para por aí, pois Filhas do Dragão é o nome dado à dupla composta por ela e Misty Knight, algo que também é implementado de vez nessa temporada. Estão sentindo esse cheirinho de spin-off?

4. NightWing Restorations

No último episódio da segunda temporada de Punho de Ferro, Misty faz uma brincadeira com “Knight…Wing“, juntando o sobrenome dela e de sua amiga, o que é uma referência à NightWing Restorations, empresa dela e de Colleen nos quadrinhos. O spin-off está ainda mais perto.

5. Coffee A Go-Go

Quando Danny encontra Mary em uma cafeteria, o nome do lugar se chama Coffee A Go-Go. Sua contraparte dos quadrinhos, em Greenwich Village e não em Chinatown, foi visitada inúmeras vezes por Hank McCoy, o Fera, e Bobby Drake, o Homem de Gelo, com os personagens levando suas namoradas para lá. A primeira aparição de Coffee A Go-Go é em X-Men #7.

V. Outros

1. Joy Meachum + Davos

entenda-punhodeferro-68

Como comentamos no Entenda Melhor da primeira temporada, a união de Joy Meachum e Davos, que mostra todo o seu vigor nessa segunda temporada, é um componente clássico das histórias do Punho de Ferro.

2. Máscara do Punho de Ferro

A máscara do Punho de Ferro enfim aparece, porém, por pouco tempo, sem ser um acessório que Danny Rand adota para a identidade visual de seu super-herói. A máscara é vista durante o combate de Rand contra Davos, no qual ambos usam o item. Além disso, ela aparece junto do cadáver trazido para os Estados Unidos por alguma figura misteriosa.

3. Código Policial

6-1-6 é o código policial que Misty, explicando para Colleen, informa ser utilizado quando eventos envolvendo “suspeitos com habilidades” acontecem. Terra-616 é como o Universo Marvel principal é chamado nos quadrinhos, distinguindo-os de outros, como o Ultimate e outras milhares de dimensões paralelas.

4. Luta em K’un Lun

Resultado de imagem para davos vs wendell rand

Na luta em K’un Lun, mostrada através de flashbacks, entre Danny e Davos, o segundo, apesar de estar sendo atacado, não desiste – o vencedor seria quem não desistisse ou quem não morresse. O acontecimento é igual aos quadrinhos. Todavia, a grande diferença de uma mídia para a outra é que Davos não luta contra Danny pelo direito de enfrentar Shou-Lao, mas sim seu pai, Wendell Rand. Ademais, é Lei-Kung, pai de Davos, que para a luta na série, enquanto, nos quadrinhos, quem faz isso é Yu-Ti.

5. Corpo do Punho de Ferro

O corpo de um Punho de Ferro morto há tempos aparece em cena. Será que é o mesmo visto no vídeo em preto e branco que aparece durante a primeira temporada? Podemos perceber o decotão clássico do personagem, além da roupa verde.

6. Perda do Punho

Na segunda temporada da série, um dos momentos-chave, entre não tantos, é Davos retirando o punho de Danny. O artifício é bastante comum nos quadrinhos, podendo ser visto logo em Punho de Ferro #14, com o próprio Serpente de Aço realizando o feito. A edição também apresenta ao mundo, pela primeira vez, o Dentes de Sabre.

7. Punho Vermelho

Quando Davos consegue drenar os poderes do Punho de Ferro e torna-se aquilo que sempre sonhou, seu punho, em combate, diferentemente do amarelo de Danny, é vermelho. A estética, assim como a narrativa, lembram uma edição da Marvel Team-Up, The Night of the Dragon, na qual o Homem-Aranha e o Punho de Ferro enfrentam o Serpente de Aço, mesma revista em que Davos, coincidentemente, também pega os poderes de Rand.

8. Poder Curativo

Após sua perna ser quebrada por Davos, Danny usa o chi para ajudar na recuperação dela, curando-a mais rapidamente. O poder curativo do chi é introduzido e usado na aclamadíssima O Imortal Punho de Ferro, de Ed Brubaker.

9. “In a Van, Down By the River”

Após a reunião com o grande contrabandista de armas do Universo Marvel, Ward diz que seu encontro com Turk foi “em uma van, lá pelo rio” ou, em inglês, “in a van, down by the river“. Esta é uma referência marota à clássica esquete de Chris Farley no Saturday Night Live, interpretando Matt Foley, um orador motivacional nenhum pouco convencional.

Esquete do Saturday Night Live - Matt Foley

10. Monday, Monday

“Monday, Monday, can´t trust that day
Monday, Monday, sometimes it just turns out that way
Oh Monday mornin´ you gave me no warnin´ of what was to be
Oh Monday, Monday, how could you leave and not take me”

A maluca Mary Walker, no último episódio, canta a canção “Monday Monday“, do grupo The Mamas & the Papas. Como o grupo é formado por quatro pessoas, isso pode indicar que Mary tem 4 personalidades, como nos quadrinhos, e não 3, como acreditamos ser o caso, pelo menos até agora. Eu acho forçação de barra uma associação com a outra, mas isso pode realmente acontecer.

11. Braço Dourado

No último episódio da temporada, Misty Knight, em um paralelo com o punho reluzente de Colleen, branco, além da “tatuagem” que ela adquire no braço, fala de um “próximo braço” para ela, potencialmente diferenciado do atual, metálico, mas preto. Nos quadrinhos, a personagem é conhecida por usar um braço dourado. Será que veremos isso nesse mundo das séries?

12. Colleen com a Katana

Um acontecimento que não tem nenhuma conexão com os quadrinhos, mas que é sensacional – com prós e contras, contudo -, é a transformação de Colleen Wing em Punho de Ferro. A personagem, porém, parece conectar a espada de seu avô com o poder do punho, dando um semblante místico à katana, que, visualmente, torna-se uma arma magnífica. O punho da personagem, além disso, é branco, indo de encontro ao uniforme da personagem nos quadrinhos. Será que essa roupa que a personagem está vestindo também é uma espécie de  uniforme?

13. Danny com Pistolas

Porém, surpreendendo a todos, Danny Rand, mesmo tendo abdicado-o em favor de Colleen, também está de volta com os poderes do Punho de Ferro e, agora, com as duas mãos acesas, incitando violência. O pulo de dois meses entre a conclusão da temporada e seu epílogo deve ser revertido ou a terceira temporada irá trabalhar com flashbacks mais ocasionais, de uma maneira bastante similar da feita por Arrow, traçando o passado de Oliver Queen. A conexão desse evento com o nome de Orson Randall não é por acaso, é claro. O personagem é conhecido por ostentar duas pistolas, da mesma maneira que Danny faz e, ainda por cima, misturando-as com o poder do punho. Punho de Ferro fez o impossível: nos deixar ansiosos por uma terceira temporada.

14. Chinatown

plano critico chinatown plano critico filme 1974

O filme Chinatown, de 1974, dirigido por Roman Polanski e estrelado por Jack Nicholson, é mencionado por Colleen Wing, brincando com o seu amigo Sam. Como todo o easter-egg que perde a graça, os roteiristas decidem explicar de onde vem “Forget it, Jake. It’s Chinatown“. Malditos roteiristas.

Agradecimentos especiais ao Ritter Fan, pela contribuição em várias das passagens deste Entenda Melhor.

GABRIEL CARVALHO . . . Sem saber se essa é a vida real ou é uma fantasia, desafiei as leis da gravidade, movido por uma pequena loucura chamada amor. Os anos de carinho e lealdade nada foram além de fingimento. Já paguei as minhas contas e entre guerras de mundos e invasões de Marte, decidi que quero tudo. Agora está um lindo dia e eu tive um sonho. Um sonho de uma doce ilusão. Nunca soube o que era bom ou o que era ruim, mas eu conhecia a vida já antes de sair da enfermaria. É estranho, mas é verdade. Eu me libertei das mentiras e tenho de aproveitar qualquer coisa que esse mundo possa me dar. Apesar de ter estado sobre pressão em momentos de grande desgraça, o resto da minha vida tem sido um show. E o show deve continuar.