Crítica | Plants vs Zombies 2

estrelas 4

Parte do consagrado gênero tower defense, Plants vs Zombies 2 se tornou um dos mais populares games para dispositivos móveis. Esse sucesso levou os desenvolvedores a não só criarem a continuação que está critica contempla, como já começou a desenvolver um shooter com gráficos completamente em 3D.

Plants vs Zombies 2 recebeu uma atualização recente que alterou todo seu sistema de progressão, portanto se você não encostou no jogo desde 11 de Dezembro de 2013, não estranhe se essa critica não bater 100% com suas experiências. Essas mudanças, contudo, em pouca coisa alteraram a mecânica do jogo que é bastante simples. Diversas hordas de zumbis anseiam pelo seu cérebro e você deve plantar diversos tipos de planta, cada uma com uma habilidade única, para impedi-los de chegar até você.

E você achava que plantas eram tão inofensivas

E você achava que plantas eram tão inofensivas

O que diferencia esse jogo de seu antecessor são os tipos das plantas disponíveis, os zumbis e, dessa vez, passamos por cenários como o Egito antigo, o velho oeste e o mar dos piratas. O por que disso? Dave, o personagem principal do game, comeu um taco tão delicioso que decide criar uma máquina do tempo e voltar ao passado para repetir a dose. A viagem não funciona tão bem assim e ele acaba voltando demais. A trama não poderia ser mais simples, mas é isso que queremos em um jogo do gênero, além disso ela garante algumas risadas ao longo do jogo.

A mecânica do jogo também é bastante simples, mas divertida e precisa. No início de cada fase escolhemos um número limitado de tipos de plantas que podemos levar. Com a escolha feita, o jogo em si começa e somos colocados frente à uma espécie de tabuleiro dividido em diversos quadrados. Em cada um desses podemos plantar apenas um tipo de planta. Cada planta tem um diferente custo, a quantia para o plantão é arrecadada através de pequenos sóis que descem da tela ao longo da fase. Cada um desses vale 50 e o custo das plantas varia de 0 a 500.

O preenchimento do tabuleiro deve ser feito de acordo com o tipo dos zumbis que virão, o que é revelado na hora da escolha das plantas. Esses seres comedores de cérebro andam lentamente (nada de Guerra Mundial Z) do lado esquerdo da tela para o direito, onde fica a casa de Dave. Se por acaso toda sua estratégia falhar, não se preocupe, pois ainda temos uma última linha de defesa: os cortadores de grama. Assim que um zumbi atravessa o ultimo quadrado de determinada linha, o cortador é ativado e passa por cima de toda essa linha, destruindo todos os zumbis.

Como todo tower defense, Plants vs Zombies 2 corre o risco de se tornar repetitivo, mas ele efetivamente dribla esse risco, criando fases com uma dificuldade progressiva e diferencia as ameaças e o tipo do jogo através dos diferentes cenários – Egito, piratas e velho oeste. Além disso existem diferentes fases-desafios, nós quais a vitória somente pode ser alcançada através do cumprimento de determinadas condições, como não perder nenhum cortador de grama ou não ter mais de 15 plantas.

Os diferentes cenários de Plants vs. Zombies 2

Os diferentes cenários de Plants vs. Zombies 2

A progressão no game se tornou mais fluida com a última atualização, ao custo de deixar o game mais curto. Agora as fases são colocadas todas em sequência (podendo escolher repetir as passadas) e algumas específicas oferecem um tipo de recompensa, que varia desde plantas novas até quantos sóis começamos em cada partida.

Além de todo nosso arsenal de plantas ainda contamos com poderes especiais que podem ser utilizados através do gasto de moedas que conseguimos ao longo e no fim de fase. Esses poderes, mesmo que venham a certo custo, podem nós tirar de situações bastante apertadas. De fato, alguma fases foram projetadas para que a utilização destes seja quase que obrigatória.

E quando todas as fases forem completadas? No jogo existem três fases especiais. Dentro delas existem níveis intermináveis que gradualmente tem sua dificuldade aumentada. Fora esse elemento, os desenvolvedores já estão construindo um novo estágio que se passa no futuro e promete diversas novas plantas.

O game vem no formato freemium, em outras palavras, ele é baixado de graça, mas oferece compras dentro do jogo. Isso cheira à enganação, como é o caso da maioria dos jogos nesse formato. As compras dentro desse game, contudo, são inteiramente opcionais e não são necessárias para a progressão ou até mesmo para seu total aproveitamento. À venda estão somente alguns tipos de planta e mais moedas para a utilização dos poderes especiais.

Plants vs Zombies 2 é definitivamente um dos melhores tower defense disponíveis, e o melhor: é de graça. Exibe um satisfatório grau de desafio e horas de jogabilidade. Infelizmente a última atualização diminuiu esse número de horas, graças à facilidade da progressão, mas ainda assim, este não deixa de ser um jogo imperdível. É diversão garantida para todas as idades.

Plants vs. Zombies 2
Desenvolvedora:
 PopCap Games
Lançamento: 15 de Agosto de 2013
Gênero: Estratégia, Tower-Defense
Disponível para: IOS, Android

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.