In Loco #5 | Cinecittà

O cinema é uma arte universal e ele está presente em todos os cantos do planeta. Sempre que viajo para fora do Brasil busco conhecer um pouco mais sobre o cinema feito no país que está me recebendo. Já assisti a filmes em Buenos Aires, já visitei os Estúdios de Harry Potter em Londres e também dei um pulo no museu de cinema alemão e no Eye Film Institute, em Amsterdã.

Quando cheguei a Roma, uma das primeiras coisas que procurei fazer foi visitar a Cinecittà, complexo de teatros e estúdios que fica na periferia da cidade, cerca de 10km do centro e que você pode ir de metrô, bem fácil e prático.

A Cinecittà é onde a grande maioria dos filmes italianos, do passado e do presente, foram e são filmados, além de alguns programas de TV. O local passou por uma reforma recente e é uma visita bem bacana para quem ama cinema, principalmente o italiano.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Mas vamos a um pouco de história: a Cinecittà foi criada durante o regime fascista de Benito Mussolini. As obras começaram em 1936 e os estúdios foram inaugurados em tempo recorde, apenas 15 meses depois. Mussolini – assim como seu amigo Hitler – achava que o cinema era uma arma muito forte e que através dele era possível domar as massas de italianos. Até 1943, mais de 300 filmes foram rodados no local.

cinecitta decreto mussolini

Decreto de Mussolini criando a Cinecittà.

Mas foi nos anos 50 que a Cinecittà tornou-se o estúdio de cinema mais importante do mundo. Até mesmo produções americanas eram rodadas lá. Atualmente, muitos títulos italianos e estrangeiros são também produzidos no estúdio, como uma forma de manter viva a aura mágica do local.

saloon02

Na visita é possível ver figurinos originais de filmes como Cleópatra e também produções de Federico Fellini. Por sinal, existe uma sala especialmente dedicada a esse gênio do cinema italiano com cartazes de todos os seus filmes e uma parede dedicada a todas as suas musas. O museu ainda oferece uma área com as locações de algumas produções como Roma, série que foi exibida pela HBO. Mas, infelizmente, no dia em que visitei o estúdio, essa área estava fechada sem uma razão aparente (os italianos são meio desorganizados em relação a esse tipo de coisa, uma pena!). Por sorte, meu colega Ritter Fan havia visitado a Cinecittà antes e teve a oportunidade de passear pela área de cenários fixos. Assim, abaixo, os leitores poderão ver também as fotos dele.

Confesso que saindo dos estúdios fiquei com uma vontade enorme de assistir mais aos clássicos italianos. Afinal, o país tem um cinematografia única e que inspiraram diretores até os dias de hoje.

Confira alguns registros dessa visita cinematográfica!

E, agora, confira os registros da visita de meu colega Ritter Fan, com destaque para os cenários fixo ao ar livre de produções como a série Roma e outras!

GISELE SANTOS . . Gaúcha de nascimento, mas que não curte bairrismos nem chimarrão! Me encantei pelo cinema ainda criança e a paixão só cresceu ao longo dos anos. O top 1 da vida é "Cidadão Kane", mas tenho uma dificuldade enorme de listar os melhores filmes da minha vida. De uns anos para cá, os filmes alternativos têm ganhado espaço neste coração que um dia já foi ocupado apenas por blockbusters pipoquentos.