Lista | Universo Harry Potter: Os Filmes Ranqueados

Definitivamente não é tarefa fácil organizar os filmes de Harry Potter em ordem de pior para melhor, visto que todos eles nos trazem elementos importantes dentro desse universo de magia e bruxaria. Mas, como todos adoram listas, aqui estamos. Antes que decidam usar o feitiço Cruciatus ou Avada Kedavra em mim (não sei qual eu prefiro, para ser sincero), saibam que essa é uma lista de cunho pessoal e quero muito saber qual posição cada um de vocês colocaria cada filme! Por isso, por favor, usem a seção de comentários lá embaixo para compartilhar suas próprias listas!

Um pequeno adendo antes de entrarmos nos filmes: apesar de não fazer parte da série principal, Animais Fantásticos e Onde Habitam está presente aqui – “o mundo de magia e bruxaria de Harry Potter” ficaria grande demais no título, por isso coloquei apenas “filmes de Harry Potter”.  Agora vamos lá!

Juro solenemente que não pretendo fazer nada de bom.

#########

9 º lugar:
Harry Potter e a Câmara Secreta

harry potter e a camara secreta

Será que a Gina usou uma escada?

Nem Gilderoy Lockhart consegue salvar esse filme. Chris Columbus segue na direção, após nos introduzir a esse mundo de magia e bruxaria em Harry Potter e a Pedra Filosofal, de forma mais que burocrática, em uma obra de quase três horas de fazer qualquer um cair no sono. O livro em si já tem um problema por ter uma estrutura quase idêntica ao primeiro, mas sua adaptação cinematográfica, que tenta ao máximo transpor as páginas para a tela, só consegue mesmo é nos fazer desejar pelo olhar de um basilisco.

8º lugar:
Harry Potter e o Cálice de Fogo

harry-potter-goblet

“Tom Marvolo Riddle? Ihhh…”

Ok. Aqui preciso fazer uma confissão – eu considero O Cálice de Fogo um dos piores, se não o pior livro de Harry Potter, então Mike Newell realmente não tinha como fazer nenhum milagre. A obra nos traz uma narrativa lenta em um torneio que já sabemos, desde o início, quem será o vencedor. E o pior de tudo é que o torneio em si não vale de absolutamente nada, porque ele é apenas um artifício para levar Harry ao local onde Voldemort será ressuscitado. Agora pensem comigo, não seria mais fácil para o 10º Doutor Barty Crouch simplesmente utilizar outro objeto como uma chave de portal? Digamos…os óculos de Harry? Precisava dar aquela volta toda?

7º lugar:
Harry Potter e a Ordem da Fênix

lord-voldemort-order-of-the-phoenix

“Ok… quebrar aqueles vidros foi um erro”

David Yates definitivamente não teve um começo bom. A Ordem da Fênix nos traz o protagonista em sua adolescência, então já sabem como isso vai ser, não é? Mas não é por isso que o filme não é lá grande maravilha, é claro. Apesar de contar com uma linguagem cinematográfica muito superior que a dos itens acima da lista, A Ordem da Fênix deixa muito a desejar na fluidez de sua narrativa. Sentimos como se estivéssemos diante de uma série, com uma trama episódica que acaba prejudicando nossa imersão. Para piorar, no grande conflito da Ordem da Fênix contra os Comensais da Morte nós vemos fumaças, eu repito, FUMAÇAS tacando bolinhas de luz. Dá pra ser mais anticlimático? Pelo menos o Voldemort mostra que sabe gritar alto e estourar vidros e é tão foda que anda descalço em cima daqueles cacos todos.

6º lugar:
Harry Potter e a Pedra Filosofal

harry-potter-pedrafilosofal

“Eu vou acabar com o Duda agora”

O posicionamento de Harry Potter e a Pedra Filosofal foi algo bastante complicado de se decidir. Na prática ele acaba sofrendo com quase todos os mesmos problemas de A Câmara Secreta, mas a estreia do bruxinho nos cinemas tem grandes pontos a seu favor. Primeiro é uma introdução a um universo totalmente novo, então uma certa lentidão já é esperada, segundo que Chris Columbus praticamente definiu a identidade visual de todos os filmes que seguiriam, o que não é tarefa fácil – evidente que ele tinha J.K. ao seu lado, mas ainda assim, uma grande responsabilidade. Infelizmente A Pedra Filosofal é mais um filme sonífero, com um final para lá de anticlimático. O que mais esperar de um filme cujas melhores cenas giram em torno do tio Válter?

5º lugar:
Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1

deathlyhallows-1

“Sorte que tem parte 2 porque a gente só destruiu uma Horcrux”

Entramos no top 5 e há um salto de qualidade brutal entre A Pedra Filosofal e esse daqui. As Relíquias da Morte – Parte 1 é um ótimo filme, que se diferencia totalmente de seus predecessores, ao nos mostrar Harry, pela primeira vez, fora de Hogwarts pela maior parte da aventura. É uma obra bastante triste, que coloca à prova a amizade do trio principal, que já começa com Dumbledore morto e termina com o triste fim de Dobby. Além disso, como esquecer da dança de Harry e Hermione? David Yates opta por focar no psicológico dos personagens e consegue nos trazer uma angustiante perseguição, com os comensais sempre à espreita.

4º lugar:
Harry Potter e o Enigma do Príncipe

harry_potter_slughorn

“O que é esse frasquinho mesmo?”

Só a sequência do funeral de Aragogue já vale a posição de O Enigma do Príncipe aqui. Isso sem falar no poderoso clímax, que vai de Harry e Dumbledore na caverna, até a morte do bruxo. David Yates consegue nos entregar um filme que mescla bastante bem a comédia com uma atmosfera bastante ameaçadora, intercalando o presente com as memórias sobre Voldemort quando ainda era apenas Tom Riddle. A obra ainda tem a importante tarefa de nos introduzir ao conceito das horcruxes e consegue o fazer com precisão, aumentando a ameaça do principal antagonista da franquia.

3º lugar:
Animais Fantásticos e Onde Habitam

fantastic-beasts-and-where-to-find-them

“Aposto que consigo acertar aquele trouxa…”

Newt Scamander efetivamente conseguiu nos cativar nesse primeiro filme da nova série passada no mundo de magia e bruxaria. Estamos falando, aqui, de um novo começo, uma expansão considerável de toda essa mitologia, que nos tira da Inglaterra e nos joga no meio de Nova York. Animais Fantásticos e Onde Habitam consegue nos tirar da velha narrativa do escolhido e cria uma história com um protagonista que apenas fora sugado por todo aquele conflito. Scamander é apenas mais um bruxo que se destaca pelo seu amor a essas criaturas fantásticas e seu sidekick é um trouxa! Não há como não amar isso.

2º lugar:
Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2

Harry Potter vs Voldemort Deathly Hallows 2

“Escuta aqui, moleque”

A épica conclusão da saga do menino que sobreviveu definitivamente conseguiu entregar o que prometia! Aqui, enfim, vemos a conclusão da profecia introduzida lá em A Ordem da Fênix e o fim definitivo de Lord Voldemort. Com uma narrativa que simplesmente não para, o espectador é puxado por uma espiral de tensão que nos mantém com os olhos fixados na tela do inicio ao fim. Voldemort poderia gritar um pouco menos, mas fora isso tudo certo.

1º lugar:
Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

prisoner-of-azkaban-movie

” A gente fez merda, né?”

Alfonso Cuarón + viagem no tempo. Alguém tinha alguma dúvida de que esse filme ficaria em primeiro lugar? Logo nos créditos iniciais já enxergamos que O Prisioneiro de Azkaban será totalmente diferente do que vimos nas outras adaptações de Harry Potter. O diretor dispensa toda a fidelidade de Chris Columbus e realiza uma obra que consegue se sustentar em suas próprias pernas, com um ritmo ágil que mantém o espectador em uma tensão constante. Cuarón traz o que há de melhor nesse mundo de magia e bruxaria, nos cativando por completo, criando o melhor filme da franquia, sem sombras de dúvida.

#########

Malfeito feito!

E aí, o que acharam da lista? Não se esqueçam de deixar seus comentários com o ranking de vocês!

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.