Lista | Os Filmes (Continuações e Afins) de 2018 que Ansiosamente Aguardamos

Falta pouco para 2018 e já estamos de olho nos filmes que virão nesse próximo ano! Já fizemos a lista dos filmes originais que mais aguardamos e, agora, é a vez das continuações, spin-offs, reboots (e afins) que mais queremos ver ao longo do ano que vem!

Mas temos regras, que são exatamente opostas às da outra lista, com apenas uma constante: só entram filmes a serem lançados no Brasil em circuito comercial de cinema em 2018, mesmo que já tenham sido lançados lá fora em 2017. Dito isto, nada de filmes originais aqui. Só cabem continuações, prelúdios, derivados, adaptação de filme live-action em animação ou vice-versa e filmes – mesmo que os primeiros – que compartilhem universos (como os da DC e da Marvel).

As datas de lançamento nos Estados Unidos (as quais me baseei na confecção desse texto) são apenas previsões, na maioria consideravelmente fundamentadas, porém, ainda assim passíveis de alterações no decorrer do ano. No mais, fiquem com a lista!

Venom (dir: Ruben Fleischer)

Handerson Ornelas: Sim, eu boto fé nesse filme. E Tom Hardy de Venom segue sendo uma das escalações que mais comemorei até hoje.

• Previsão de lançamento: 5 de outubro.

Círculo de Fogo: A Revolta
(
Pacific Rim: Uprising, dir: Steven S. DeKnight)

Handerson Ornelas: Um dos filmes mais nerds dos últimos anos ganha uma continuação e eu não poderia estar mais animado…

• Previsão de lançamento: 22 de março.

Oito Mulheres e Um Segredo
(Ocean’s Eight, dir: Gary Ross)

Rafael Oliveira: Vocês já olharam os nomes no elenco desse filme? Motivo maior pra criar expectativas não existe.

• Previsão de lançamento: 8 de junho.

Deadpool 2 (dir: David Leitch)

Rafael Oliveira: O primeiro Deadpool foi uma surpresa gratificante e inegavelmente influente na maneira de adaptar heróis para o cinema. E agora, a continuação do anti-herói sanguinário e debochado irá chegar pelas mãos de um dos realizadores de John Wick e do visceral Atômica, ou seja, promessa de muito humor e violência politicamente incorreta permanece firme e forte.

Previsão de lançamento: 1 de junho.

O Predador
(The Predator, dir: Shane Black)

Daniel Tristão: Personagem clássico dos cinemas que volta aos cinemas com Shane Black à frente do projeto.

• Previsão de lançamento: 3 de agosto.

Solo: Uma História Star Wars
(Solo: A Star Wars Story, dir: Ron Howard)

Daniel Tristão: Rogue One foi um filme incrível e a expectativa é que a Disney acerte em mais este spin-off. E tem o Woody Harrelson, então não pode ser ruim.

• Previsão de lançamento: 25 de maio, com possibilidades consideráveis de adiamento para dezembro.

 

X-Men: Fênix Negra
(X-Men: Dark Phoenix, dir: Simon Kinberg)

Giba Hoffman: A trilogia soft-rebotada iniciada em Primeira Classe calou a boca de muitos descrentes (eu incluso) com um excelente primeiro filme e uma sequência bastante divertida, ainda que fazendo um uso bastante aberto do material original e ferrando de vez com a pseudo-cronologia dos filmes mutunas da Fox. Apocalipse, por outro lado, não atingiu o mesmo patamar. Agora os produtores se dispõem a adaptar a história da Fênix Negra novamente (após o fiasco de 2006) e provavelmente cedo demais (1 filme após a estréia da nova Jean Grey). Dessa vez, prometem fidelidade ao material original, com a saga cósmica/espacial e até mesmo Skrulls (!?). Enfim, bastante curioso no que isso vai dar!

Previsão de lançamento: 1 de novembro.

Nasce uma Estrela
(A Star Is Born, dir: Bradley Cooper)

Gabriel Carvalho: Esse não é o primeiro, nem o segundo remake do filme original de 1937. É o terceiro. Sem sombra de dúvidas, alguma ideia boa deve ter saído da cabeça dos roteiristas deste filme, que será estrelado por Lady Gaga e Bradley Cooper. Estou certo? Possivelmente não. De qualquer forma é uma obra que eu quero conferir.

Previsão de lançamento: 5 de outubro.

God Particle (dir: J. J. Abrams)

Ritter Fan: Terceiro filme da série Cloverfield e mais um de que nada se sabe. Eu gosto assim. Segredos a sete chaves e boas surpresas!

• Previsão de lançamento: 2 de fevereiro.

Desejo de Matar
(Death Wish, dir: Eli Roth)

Ritter Fan: Bruce Willis no lugar de Charles Bronson como Paul Kersey? Não vai dar certo… Mas estou curioso da mesma forma!

• Previsão de lançamento: 2 de março.

Sicario 2: Soldado (dir: Stefano Sollima)

Ritter Fan: Mais um da categoria “isso não pode dar certo”. Mas, justamente por isso, fiquei curioso…

• Previsão de lançamento: 29 de junho.

Missão Impossível 6
(Mission: Impossible 6, dir: Christopher McQuarrie)

Ritter Fan: Eu gosto de Missão Impossível. Me deixa!

• Previsão de lançamento: 27 de julho.

O Protetor 2
(The Equalizer 2, dir: Antoine Fuqua)

Ritter Fan: Que John Wick que nada. O maior chutador de bundas dos anos 2000 é Denzel Washigton e seu Robert McCall.

• Previsão de lançamento: 3 de agosto.

Os Novos Mutantes
(The New Mutants, dir: Josh Boone)

Giba Hoffman: Adoro a revista dos Novos Mutantes, é sem dúvida a segunda mensal de maior importância histórica pros X-Men. Acho muito interessante como ela passa por diversas revoluções num espaço relativamente curto (trazendo à luz aos talentos de Bill Sienkiewicz e Louise Simonson – e depois Rob Liefeld, comprovando a lei universal de que tudo tem um preço). O fato de escolherem a Saga do Urso Demônio, somado à assunção de um setting definitivamente situado no território do horror sugere que os produtores sabem bem o que estão fazendo, e após o sucesso de empreitadas igualmente arriscadas como Deadpool e Logan, dá pra esperar algo de muito bom…. ou de terrivelmente errado com a adaptação!

Gabriel Carvalho: De início este não seria um filme muito esperado, visto que a superequipe, para mim, nem é lá essas coisas, soando como uma forma de rejuvenescer os X-Men, apesar de possuir excelentes histórias e boas fases nas mãos de quadrinistas competentes. Mas o trailer invoca uma aura de terror inesperada, que poderá resultar em uma experiência cinematográfica diferente de tudo que já vimos no que se refere a adaptações de quadrinhos de super-herói.

• Previsão de lançamento: 13 de abril.

Homem-Formiga e Vespa
(Ant-Man and the Wasp, dir: Peyton Reed)

Handerson Ornelas: Paul Rudd com seu Homem Formiga já é um dos meus personagens – e filmes – preferidos do MCU. Poder ver esse espetacular e subestimado herói de volta aos holofotes será um prazer enorme. E ainda por cima agora com a maravilhosa Evangeline Lilly assumindo o papel de Vespa. Podem me julgar, mas anseio mais que o próximo Vingadores.

Ritter Fan: Tem a Michelle Pfeiffer como a Vespa original. Será o melhor filme do Universo Cinematográfico Marvel só por isso.

• Previsão de lançamento: 6 de julho.

Pantera Negra
(Black Panther, dir: Ryan Coogler)

Rafael Oliveira: Primeiro filme da nova e popular leva de super-heróis com um elenco majoritariamente negro e com direção de um cineasta de produções bastante apegadas à identidade afrodescendente. Quer motivo maior do que esse?

Gabriel Carvalho: Com um visual belíssimo, espera-se que Pantera Negra não seja uma comédia a todo vapor, como foi Guardiões da Galáxia e Thor: Ragnarok. Mas, se eu estiver enganado, que esta seja uma torta de alta qualidade feita por aquela receitinha de bolo básica, mas que, na maior parte das vezes, funcionou.

• Previsão de lançamento: 16 de fevereiro.

Os Incríveis 2
(Incredibles 2, dir: Brad Bird)

Handerson Ornelas: Esperei minha vida toda por isso. Já era hora, Pixar.

Daniel Tristão: O primeiro foi sensacional e a sequência promete muito.

Rafael Oliveira: Não que as continuações da Disney sejam exatamente confiáveis (excetuando os Toy Story), mas Os Incríveis é um marco na vida de adultos que eram pirralhos há mais de dez anos atrás, e mesmo com a pulga atrás da orelha, é impossível conter o saudosismo.

Gabriel Carvalho: Toy Story ganhou duas continuações. Monstros S.A e Procurando Nemo ganharam novas histórias e até Carros conseguiu alavancar uma trilogia. Estava na hora do Sr. Incrível voltar para a ação.

• Previsão de lançamento: 15 de junho.

Vingadores: Guerra Infinita
(Avengers: Infinity War, dir: Anthony Russo e Joe Russo)

Handerson Ornelas: Eu assisti o trailer e fiquei arrepiado com os olhos brilhando como um garotinho que cresceu lendo heróis se digladiando em universos cheios de seres super poderosos. Vocês tem noção disso? Está acontecendo desde Os Vingadores. O que eu lia antes em HQs agora vejo nas telas com um respeito enorme, algo que sempre agradecerei à Marvel Studios. Não importa o quanto estamos saturados de filmes de heróis – e de gente reclamando disso – ver tais filmes continua uma diversão sem tamanho.

Daniel Tristão: Thanos está chegando!!!

Rafael Oliveira: Mesmo com sua grande leva de filmes fracos, é inegável que a Marvel soube trabalhar e consolidar seu universo como ninguém, e Guerra Infinita será o ápice destes dez anos de trabalho, adaptações e personagens que, querendo ou não, acompanhamos desde o início deste ambicioso planejamento.

Gabriel Carvalho: Guerra Infinita é a culminação de um Universo Compartilhado muito bem estabelecido, o qual revigorou – e uma hora, não agora, cansará – o cinema blockbuster da atualidade. É um dos trabalhos mais coesos que se pode ver tratando-se de franquias extensas. Possivelmente, um dos filmes mais esperados de todos os tempos.

• Previsão de lançamento: 4 de maio.

#########

Como sempre, queremos saber o que vocês acharam. Deixamos algo de fora? Incluímos alguma obra que não concordam? Algum pensamento em Jurassic World: Reino Ameaçado, Aquaman, Detona Ralph 2, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindewald, Jumanji: Bem-Vindo à Selva, ou então o esperadíssimo Cinquenta Tons de Liberdade? Participem mandando suas listas nos comentários!

GABRIEL CARVALHO . . . Sem saber se essa é a vida real ou é uma fantasia, desafiei as leis da gravidade, movido por uma pequena loucura chamada amor. Os anos de carinho e lealdade nada foram além de fingimento. Já paguei as minhas contas e entre guerras de mundos e invasões de Marte, decidi que quero tudo. Agora está um lindo dia e eu tive um sonho. Um sonho de uma doce ilusão. Nunca soube o que era bom ou o que era ruim, mas eu conhecia a vida já antes de sair da enfermaria. É estranho, mas é verdade. Eu me libertei das mentiras e tenho de aproveitar qualquer coisa que esse mundo possa me dar. Apesar de ter estado sobre pressão em momentos de grande desgraça, o resto da minha vida tem sido um show. E o show deve continuar.