Lista | Oscar 2016 – Os Esnobados

oscar

Todo ano durante o anúncio de indicados ao Oscar, ficamos com aquela pulga atrás da orelha. Os esnobados. Os filmes que mereciam, mas que acabaram de fora da lista final por seja lá qual forem os motivos da Academia. Eu e o Matheus Fragata resolvemos listar e comentar quais foram as maiores ausências deste ano. A lista completa dos indicados você encontra aqui.

Confira e comente:

10. Creed: Nascido para Lutar merecia mais rounds

creed

A cada ano que passa, a categoria de Canção Original perde mais força. Este ano, em especial, poderíamos pelo menos ter alguma das canções compostas para Creed: Nascido para Lutar. Com créditos de Donald Glover, Ludwing Gransson, Vince Staples e Jhéne Aiko, “Waiting for My Moment” é uma belíssima música. Sem falar que o filme de Ryan Coogler é uma excepcional forma de se rebootar uma franquia, rendendo uma direção certeira e uma ótima performance de Michael B. Jordan.

Esnobadas: Filme, Diretor, Melhor Ator (Michael B. Jordan), Montagem e Canção Original

9. Beasts of No Nation não emplaca

BEASTS-OF-NO-NATION

O documentário What Happened Miss Simone marca a presença do popular serviço de streaming na premiação, mas muito esperavam por Beasts of No Nation. Um filme forte e chocante, que ainda conta com uma performance memorável de Idris Elba.

Esnobadas: Melhor Filme, Ator (Abraham Attah), Ator Coadjuvante (Idris Elba) e Roteiro Adaptado

8. Snoopy & Charlie Brown e O Bom Dinossauro por Animação

SNOOPY

Mesmo sabendo que a qualidade destas animações é acima da média, mas nada extraordinárias, elas deveriam participar da categoria. Em outros anos, o Oscar indicou animações piores e mais vazias para a categoria. É inegável, Snoopy e Dinossauro foram esnobados.

Esnobadas: Melhor Animação e Trilha Sonora para o Dinossauro.

7. Praticamente qualquer Ator por Os Oito Odiados

THE-HATEFUL-EIGHT---SAMUEL

Tudo bem que Jennifer Jason Leigh está devidamente representada na categoria de Atriz Coadjuvante, mas poderíamos ter tido mais presença de alguns dos outros odiados. Samuel L. Jackson poderia bem entrar na categoria de Melhor Ator, enquanto Kurt Russell, Walton Goggins, Bruce Dern e Tim Roth dariam ainda mais peso à corrida dos Coadjuvantes.

Esnobadas: Samuel L. Jackson, Kurt Russell, Tim Roth, Bruce Dern, Michael Madsen, Demián Bichir.

6. Going Clear: Scientology and the Prison of Belief calado por David Miscavige?

goingclear

Um dos mais poderosos e polêmicos documentários do ano passado, Going Clear precisou de um time de centenas de advogados para expor as bizarrices cometidas pela Igreja da Cientologia, e seria essencial que o documentário de Alex Webney fosse lembrado. Não foi. David Miscavige, é você de novo? Isto é obra de Xenu?!

Esnobadas: Melhor Documentário.

5. Quentin Tarantino e Os Oito Odiados

THE-HATEFUL-EIGHT---QUENT

Seja pela direção, seja pelo roteiro de Os Oito Odiados, é certo dizer que Tarantino entregou um trabalho que consegue muito bem transitar entre o divertido e o sádico. É uma homenagem à uma forma mais tradicional de cinema, ao mesmo tempo em que revela um Tarantino mais maduro e preocupado com questões políticas. Já os personagens que formam o grupo do título, são todos fantásticos e com espaço para que entreguem poderoso monólogos com a assinatura icônica do diretor.

Esnobadas: Filme, Diretor e Roteiro Original.

4. A maravilhosa mise em scène de Todd Haynes em Carol

CAROL1

Anunciado como um dos grandes favoritos ao prêmio no começo do ano, Carol acabou ficando de fora das duas principais categorias. Mas o que mais dói é a ausência de Todd Haynes, que realizou um dos trabalhos de direção mais bem pensados e delicados de 2015.

Esnobadas: Melhor Filme e Diretor.

3. Sicario: Terra de Ninguém por quase tudo

SICARIO - TERRA DE NINGUEM

Sicario, de Denis Villeneuve entrou em Fotografia, Edição de Som e Trilha Sonora, mas todos quem assistiram sabem que o longa merecia muito mais. Além de uma das melhores direções de 2015, Benicio Del Toro praticamente roubou o filme com seu enigmático personagem, merecendo despontar como Coadjuvante.

Esnobadas: Melhor Filme, Diretor, Ator Coadjuvante e Design de Produção e Montagem.

2. A Masterclass em roteiro de Aaron Sorkin em Steve Jobs

STEVE JOBS

Um dos melhores roteiristas da atualidade, Aaron Sorkin suou a camisa para esse novo filme sobre o fundador da Apple. Seja pelo formato inovador que evita a estrutura do biopic convencional ou pelos longuíssimos diálogos que adotam drama, suspense e até um toque de humor, Steve Jobs deverá ser estudado por aprendizes de roteiro. Quem diria, o Globo de Ouro teve mais bom senso…

Esnobadas: Melhor Roteiro Adaptado, Design de Produção, Trilha Sonora e Mixagem de Som.

1. A ausência total de A Travessia

THE WALK

Pelo jeito o Oscar trabalhará com apenas oito indicados ao contrário dos dez que figuravam em edições anteriores. Nesse caso, é triste não ver A Travessia entre os melhores filmes. O longa de Zemeckis é absolutamente fenomenal e poderoso. Tinha tudo para estar na categoria, bom roteiro, boas atuações, direção competente, belíssima fotografia, excelente trilha musical e ótimos efeitos visuais. Essa decepção era esperada já, mas a esperança é sempre a última a morrer. Morreu hoje de manhã.

Esnobadas: Filme, Diretor, Roteiro Adaptado, Design de Produção, Efeitos Visuais e Trilha Sonora.

E para você, caro leitor? Qual foi a maior esnobada do Oscar 2016?

LUCAS NASCIMENTO . . . Estudante de audiovisual e apaixonado por cinema, usa este como grande professor e sonha em tornar seus sonhos realidade ou pelo menos se divertir na longa estrada da vida. De blockbusters a filmes de arte, aprecia o estilo e o trabalho de cineastas, atores e roteiristas, dos quais Stanley Kubrick e Alfred Hitchcock servem como maiores inspirações. Testemunhem, e nos encontramos em Valhalla.