Lista | Retrospectiva 2013 – Parte 1

Nada de lista de melhores filmes. Já tem demais dessas por aí. Além do mais, o ano não acabou ainda (e nossa lista de melhores – e outras surpresas – virá, pode ficar tranquilo). Portanto, resolvemos olhar para o ano que passou e relembrar os fatos mais importantes no mundo da cultura e entretenimento. Mas é tanta coisa que dividimos em duas postagens. Essa Parte 1 é apenas para falar do mundo do cinema e da televisão.

Lembram de mais alguma coisa? Acham que algum desses eventos não é tão importante assim? O espaço lá embaixo serve para isso mesmo: comentários, reclamações, xingamentos e, bem, não, xingamentos não, somos muitos sensíveis e ficamos mais ainda no final do ano, próximo do Natal…

Cinema:

5 mosaico pixar

1. A Teoria Pixar: Tudo está conectado! John Negroni descobriu a chave de um dos mistérios mais antigos da humanidade: todos os filmes da Pixar se passam em um mesmo universo. O mundo não foi mais o mesmo depois dessa revelação de proporções bíblicas. Leiam tudo sobre a teoria no site do guru máximo do universo, aqui.

6 mosaico total

2. Batman vs Aquele Cara Forte: Orgasmos múltiplos simultâneos foram ouvidos mundo afora quando a Warner anunciou que Homem de Aço 2 seria, na verdade, um filme do Batman contra um cara que se veste de azul e vermelho e usa(va) a cueca para fora. Mas o que realmente terminou de deixar os joelhos da nerdaiada fracos foi o anúncio que o filme seria na verdade da Mulher Maravilha contra dois manés fantasiados. Dá-lhe Diana!

scifi_planocritico

3. Ano da ficção científica: Depois de muito tempo sem ver filmes de ficção científica fluindo para o cinema com constância, tivemos Depois da Terra, Elysium, Círculo de Fogo , Além da Escuridão – Star Trek e a que assombrou todo o mundo, Gravidade, que de fato é a menos “ficção”, mas a mais “científica” das citadas.

fracassos_planocritico

4. Maiores fracassos do ano com atores conhecidos: Como todo ano, é claro, temos aqueles filmes que soam como uma aposta certa de Hollywood, mas que não deixam de ser uma repetição de fórmula. Exemplos deste ano são: O Cavaleiro Solitário (mesmo tendo entrado na lista de melhores do ano do Tarantino), R.I.P.D., O Ataque (White House Down).

bilheterias2013_planocritico

5. Maiores bilheterias do ano: Terminando a seção de filmes desta lista, chegamos às maiores bilheterias de 2013. Sendo maravilhas cinematográficas ou lixos catastróficos, foram esses os 10 filmes mais vistos do ano (na ordem de maior para menor bilheteria): Homem de Ferro 3, Meu Malvado Favorito 2, Velozes & Furiosos 6, Universidade Monstros, Jogos Vorazes: Em Chamas, Homem de Aço, Gravidade, Thor 2: O Mundo Sombrio, Croods e Guerra Mundial Z. De uma lista de 10, seis são continuações, três são desenhos animados e três são de super-heróis. Será que isso significa que o mundo está acabando? Provavelmente, mas, enquanto não acaba, toma de continuações!

Televisão:

redwedding_planocritico

1. O Casamento Vermelho: O Rei do Norte! O Rei do Norte! O Rei do Norte! Quem não ficou chocado com essa cena? The Rains of Castamere e o episódio subsequente foram a prova da maldade de George R.R. Martin, deixando milhares de órfãos de seu personagem preferido. Isso que dá chamar o filho de Eddard Stark…

himym_planocritco

2. A “Mãe” de How I Met Your Mother é revelada: Depois de nove temporadas e centenas de histórias que não têm nada a ver com Ted Mosby conhecer sua futura esposa, finalmente conhecemos a lendária “Mãe”! É claro que junto dela vieram ondas de decepção por parte dos fãs que não gostaram nem um pouco da garota do guarda-chuva amarelo. Pelo menos agora os filhos de Ted vão poder levantar do sofá e seguir com suas vidas.

netflix_planocritico

3. Séries originais do Netflix: Além de trazer centenas de filmes e séries, o ano de 2013 foi o ano da consolidação do Netflix como produtora. Começando discretamente com Lilyhammer e explodindo com a aclamada House of Cards, que deve abocanhar Golden Globes, a empresa trouxe de volta das cinzas a adorada Arrested Development e material original como Orange is the New Black e Hemlock Grove. E, como se isso não bastasse, fechou contrato inédito com a Marvel Studios para criar não uma, não duas, não três, mas QUATRO séries com personagens “urbanos” do estúdio: Demolidor, Luke Cage, Punho de Ferro e Jessica Jones. E ainda há a possibilidade de uma quinta série, sobre o grupo Defensores. É claro que, com o sucesso arrebatador do Netflix em seu novo formato de oferta de entretenimento, muita gente veio correndo atrás, como a gigantesca Amazon.com. Bom para nós, não é mesmo?

breaking bad_planocritico

4. O sucesso absoluto de Breaking Bad: Vince Gilligan veio até nós para contar uma história e assim o fez. Sem devaneios, inutilidades, fillers, Breaking Bad se tornou uma das séries de maior sucesso da atualidade e, definitivamente, uma das melhores já feitas (e não, não aceitamos que se diga o contrário, pois isso é fato consumado). Não é a toa que a Time Magazine elegeu Walter White (a.k.a. Heisenberg, The Danger, The One Who Knocks) como o personagem fictício mais influente do ano. A notícia você pode conferir aqui.

dw50anos_planocritico

5. O aniversário de 50 anos de Doctor WhoÉ claro que não podia faltar o 5oº aniversário da série mais querida dos membros whovians do Plano Crítico. E que aniversário! Com direito a David Tennant, Matt Smith e uma ponta de todos os outros doutores (inclusive o vindouro Capaldi) e exibição simultânea no cinema no mundo todo. Não esqueçamos que a regeneração do 11º Doutor será esse ano ainda, no dia do Natal.

Aos que se foram:

7 mosaico retrospectiva

Agora, no fim desta lista, homenageamos os grandes nomes de cinema e televisão que nos deixaram este ano. Sabemos que não são todos os que nos faleceram, mas fica a saudade a todos representada pelas figuras ilustres de Richard Griffiths, Peter O’Toole, Cory Monteith, Marcia Wallace, James Gandolfini, Roger Ebert, Paul Walker, Ray Harryhausen e Eleanor Parker. Descansem em paz e obrigado por tudo!

GUILHERME CORAL. . . .Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes ao ramo do Cinema e Audiovisual, onde atualmente me aventuro. Mas minha louca obsessão pelo entretenimento desta Terra não se limita à tela grande - literatura, séries, games são todos partes imprescindíveis do itinerário dessa longa viagem.