Veredito Cinéfilo #10 | As 30 Piores Estreias de 2017

A temporada de premiações começou nos Estados Unidos e não poderíamos deixar de passar a oportunidade para celebrarmos aqui no Plano Crítico os melhores filmes e séries do ano que se passou. E é claro, fazer uma vaia mais que merecida às atrocidades que amargaram nossos corações de sentimentos muito tristes. Não se esqueçam de ver as outras listas de Melhores e Piores de 2017, clicando aqui. Começaremos, nessa série de três Vereditos Cinéfilos, falando dos piores filmes de 2017. Participaram dessa lista os nossos queridos Ritter Fan, Luiz Santiago, Rafael Oliveira, Fernando Campos, além do próprio que vos escreve.

  • Diferentemente dos anos passados, a posição dos filmes nas listas foi extremamente fundamental. O primeiro lugar ganha 10 pontos, enquanto o último ganha apenas 1. Os redatores não foram obrigados a fazer uma seleção com o número integral de possibilidades, ou seja, algumas listas vieram com menos de 10 filmes.
  • Os critérios de desempates foram os títulos brasileiros das obras, organizados em ordem alfabética.
  • A regra de indicações para esta lista é simples: apenas longas que estrearam nos cinemas brasileiros em 2017. Nada de filmes lançados apenas em home video, vistos apenas em Festivais, Mostras, etc. Só estreias nos cinemas brasileiros entre janeiro e dezembro de 2017.
  • No entanto, pela primeira vez consideraremos os filmes lançados na Netflix brasileira em 2017, visto o seu enorme alcance dentre os nossos leitores e próprios redatores.
  • Para interesse dos leitores e manutenção de transparência, eu enviei uma lista com apenas 5 filmes e o Luiz Santiago enviou uma lista com apenas 4 filmes. O restante dos redatores enviou listas completas.


.

30º – A Múmia (The Mummy)

2 pontos (Ritter)

29º – A Noite é Delas (Rough Night)

2 pontos (Rafael)

28º – xXx: Reativado (xXx: Return of Xander Cage)

2 pontos (Fernando)

27º – Beleza Oculta (Collateral Beauty)

beleza-oculta-plano-critico3 pontos (Rafael)

26º – Rei Arthur: A Lenda da Espada (King Arthur: Legend of the Sword)

3 pontos (Ritter)

25º – A Grande Muralha (The Great Wall)

4 pontos (Ritter)

24 º – Polícia Federal: A Lei é Para Todos

4 pontos (Fernando)

23º – A Torre Negra (The Dark Tower)

5 pontos (Rafael)

22º – Kingsman: O Círculo Dourado (Kingsman: The Golden Circle)

5 pontos (Rafael)

21º – Power Rangers

5 pontos (Ritter)

20º – A Vigilante do Amanhã: Ghost In the Shell (Ghost In the Shell)

6 pontos (Rafael)

19º – Bela e a Fera (Beauty and the Beast)

6 pontos (Ritter)

18º – O Círculo

6 pontos (Fernando)

17º – Nu (Naked)

6 pontos (Gabriel)

16º – Alien: Covenant

7 pontos (Ritter)

15º – Passageiros (Passengers)

7 pontos (Rafael)

14º – Sandy Wexler

7 pontos (Gabriel)

13º – Boneco de Neve (The Snowman)

8 pontos (Rafael)

12º – Emoji: O Filme (The Emoji Movie)

8 pontos (Ritter)

11º – John From

john-from-plano-critico-nicolau8 pontos (Luiz)

10º – Natal em El Camino (El Camino Christimas)

8 pontos (Gabriel)

9º – Max Steel

9 pontos (Ritter)

8º – A Mulher Mais Odiada dos Estados Unidos (The Most Hated Woman in America)


10 pontos (Gabriel)

8º – O Chamado 3

10 pontos (Rafael)

7º – Os Guardiões (Zaschitniki)

10 pontos (Fernando)

5º – Transformers: O Último Cavaleiro

10 pontos (Fernando e Ritter)

4 º – Death Note

11 pontos (Rafael, Luiz e Fernando)

3º – Eu Fico Loko

eufico-loko-plano-critico15 pontos (Luiz e Fernando)

2º – Internet: O Filme

17 pontos (Fernando e Gabriel)

1º — Cinquenta Tons Mais Escuros (Fifty Shades Darker)

35 pontos (Ritter, Luiz, Rafael e Fernando)

#########

E então, o que acharam? Sentiram falta de algum filme? Lembrando que os redatores não viram todos os filmes (eu, por exemplo, assisti aos filmes os quais fiz crítica aqui no site, mas evitei alguns massacres de bilheteria em prol de outros mais, presumidamente, associáveis com meu gosto) e por isso algumas abominações podem estar em locais não tão ruins quanto outras. Obras mais populares tendem a ficar em posições mais elevadas, devido o alcance que elas têm e, atrelado a isto, a capacidade monstruosa de nos decepcionar.

Enfim, queremos saber as suas opiniões! Comentem!

GABRIEL CARVALHO . . . Sem saber se essa é a vida real ou é uma fantasia, desafiei as leis da gravidade, movido por uma pequena loucura chamada amor. Os anos de carinho e lealdade nada foram além de fingimento. Já paguei as minhas contas e entre guerras de mundos e invasões de Marte, decidi que quero tudo. Agora está um lindo dia e eu tive um sonho. Um sonho de uma doce ilusão. Nunca soube o que era bom ou o que era ruim, mas eu conhecia a vida já antes de sair da enfermaria. É estranho, mas é verdade. Eu me libertei das mentiras e tenho de aproveitar qualquer coisa que esse mundo possa me dar. Apesar de ter estado sobre pressão em momentos de grande desgraça, o resto da minha vida tem sido um show. E o show deve continuar.