TODOS OS TEXTOS DE Davi Lima

DAVI LIMA . . . Depois de uma onda de experiência na infância com Terror e Comêdia Romântica ao lado da irmã cinéfila, fui transferido para uma Galáxia Muito Muito Distante, Há Muito Muito Tempo Atrás. A Força conhecida inspirou comentários sobre várias obras artísticas, porém foi preciso ter um contato com alienígenas de uma língua circular e entender que existe brasilidade em Star Wars que compreendi que o fracasso é o melhor professor para melhorar a argumentação. Então Roger Ebert ensinou que o cinema é uma máquina de empatia e Hans Rookmaaker mostrou que a estética vem do Divino. E cá estou aqui, tentando entender os mistérios da forma e do conteúdo para formar a arte, e estudando como pesquisar e lecionar História para compreender como a temporalidade faz mais obra prima que textos críticos. Sempre firme e forte para duvidar de um filme, até mesmo se for do Steven Spielberg, e apreciar o audiovisual na mesma medida.