Home QuadrinhosArco Crítica | Cara-Unicórnio: Elos Secretos e De Corpo e Alma

Crítica | Cara-Unicórnio: Elos Secretos e De Corpo e Alma

Fantasmas do passado visitam o presente.

por Luiz Santiago
63 views

Neste arco de Cara-Unicórnio, formado pelos capítulos #7 e 8 da série, temos uma pequena viagem ao passado de Tia Elle, e isso serve como principal motor para o grande “elemento de combate” da trama, opondo o protagonista chifrudo a Ulices (assim mesmo, com “c”) o novo e esquisito namorado da tia. É, portanto, um arco mais íntimo, falando de relações pessoais, familiares e amorosas, sendo menos expansivo em relação ao Universo da série como um todo (diferente das histórias anteriores), mas não menos marcante. Aqui, todos os personagens são passados em revista por Adri A., e como sempre, nessas ocasiões, o resultado é um longo “momento terapia” seguido de um respiro profundo e a percepção de que, a despeito de todos os tropeços, a vida vale a pena ser vivida.

Elos Secretos, a primeira história, conseguiu me emocionar. O flashback para o passado de Elle é bastante doloroso, pois foca no período escolar da personagem, muito antes da transição, onde ela estava submetida às horríveis atitudes dos colegas, com agressões e complôs de adolescentes em processo de formação e manifestação preconceituosa. Não é algo bonito de ver, e se torna ainda pior quando temos certeza absoluta que esses atos (ou ainda piores) acontecem frequentemente em escolas pelo Brasil e pelo mundo, onde meninos e meninas trans, lésbicas, gays, bi, queer, defrontam-se com as piadinhas, a segregação e/ou o embate físico proporcionado pelos tais colegas de escola. Um reflexo social misto de educação familiar intolerante, preconceitos estruturais de nossa sociedade e, não raro, conivência e silêncio das autoridades escolares.

É o encontro com um “fantasma” desse passado que fragiliza ainda mais Tia Elle, fazendo com que ela caia na lábia de Ulices e aceite fazer uma “viagem de fuga” até à Praia Estranha, onde o maníaco sereio tem uma casa. Eu dei boas risadas pela forma como o autor construiu o Cara-Unicórnio nessa fase, sendo aparentemente paranoico e superprotetor em relação à tia; quando na verdade tudo o que ele estava observando era a leitura correta para a realidade que o cerca. A conversa com Tiago, no início, é muito divertida, mas eu achei muito “na cara” a maneira como o chifrudo cita o nome de seu interlocutor e como saiu compartilhando tantas coisas assim, num primeiro “oi“. Contudo, isso não é nada tão absurdo assim, e a piadinha seguinte, com o fato dele ser “expansivo e comunicativo“, me quebrou completamente.

Foi mesmo uma surpresa ver o Kid Princesa aparecer como sidekick do Cara-Unicórnio. Eu caí na armadilha de achar que seria Tim, o menino fofinho do arco passado, e essa foi a intenção do autor. Outra surpresa (essa, eu ainda não sei se é boa ou ruim) foi em relação a Diego, o cara da bolsinha, crush do nosso herói. Quem é aquele monstro das correntes que ele tem no porão? Coitado do Cara-Unicórnio. Será que está prestes a ter o coração partido? Não vejo Diego como um vilão, como alguém que só se aproximou do Cara-Unicórnio com outros interesses, mas considerando o Universo dos super-heróis… pode ser. Ou talvez esse pseudo-Frankenstein acorrentado que ele tem em casa possua uma boa explicação. Assim eu espero, aqui, do meu cantinho de leitor que torce para que ele e o Cara-Unicórnio deem certo.

Com um arco menos interessante que os anteriores, mas ainda assim, com uma narrativa muito divertida, Adri A. nos mostra mais uma fase da vida desse personagem que quanto mais a gente lê, mais apaixonado fica. E agora terminamos a aventura com um grande ponto de interrogação pelo futuro do chifrudinho, em relação ao crush. O nosso mundo LGBT já é complicado sem os seres superpoderosos; imagina só considerado esse tipo de indivíduo! Ai ai…

Cara-Unicórnio #7 e 8: Elos Secretos e De Corpo e Alma (Brasil, 2021)
Roteiro: Adri A.
Arte: Adri A.
Editora: Independente
37 e 48 páginas, respectivamente

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais