Crítica | Doctor Who: Mais Viagens Curtas (1999)

More Short Trips (1999) foi o segundo livro de uma série de publicações da BBC Books que tinha por objetivo reunir contos de diversos autores e protagonizados por diversos Doutores e companions. Nos anos 2000, essas obras seriam adaptadas para uma versão em áudio na Big Finish, que posteriormente realizaria histórias inéditas com o mesmo título guarda-chuva. Esse segundo volume da série trouxe originalmente 18 contos, mas só consegui ter acesso a 6 deles. Plano Crítico. Mais Viagens Curtas.

More Short Trips (1999) foi o segundo livro de uma série de publicações da BBC Books que tinha por objetivo reunir contos de diversos autores e protagonizados por diversos Doutores e companions. Nos anos 2000, essas obras seriam adaptadas para uma versão em áudio na Big Finish, que posteriormente realizaria histórias inéditas com o mesmo título guarda-chuva. Esse segundo volume da série trouxe originalmente 18 contos, mas só consegui ter acesso a 6 deles.

.

Scientific Adviser

Este conto de Ian Atkins faz parte da antologia More Short Trips (1999). Lloyd Kingsley-Sayle está dirigindo um filme sobre a invasão dos Cybermen nos anos 70. A pedido do Brigadeiro Lethbridge-Stewart — preocupado com o quanto o filme poderia revelar da UNIT –, o 2º Doutor se torna o “conselheiro científico” no set de filmagens. O Doutor acaba se tornando amigo de Kate, a filha de 7 anos de Lloyd. Kate havia sido sequestrada por uma semana, no ano anterior, e fora retornada ao lar misteriosamente. O Doutor percebe que existe algo errado, mas dá corda, para ver o que os Cybermen (que sequestraram a garota e implantaram nela um observador) vão fazer. A possível invasão é evitada com uma advertência do Time Lord, o que parece um pouco estúpido. Pelo menos Kate fica bem no final, após passar por uma cirurgia para retirar os implantes (e as amígdalas, hehehehe). Localizado entre The War GamesThe Night Walkers, na Temporada 6B.
.

Moon Graffiti 

Este conto de Dave Stone traz o 6º Doutor e Peri lutando contra uma espécie chamada Pararachnids, em um futuro distante do planeta Terra, onde a invasão desses alienígenas destruiu a superfície, fez colônias e forçou os humanos sobreviventes a cavarem túneis e viverem nos subterrâneos. Este conto, da antologia More Short Trips (1999), tem um lado emotivo, do Doutor trabalhando juntamente com Kimo Ani; e um lado tenso, com Peri sendo capturada pelos desconfiados humanos sobreviventes. Toda a história é baseada na ideia de união “com o pé atrás” para que a Terra passe a ser dos humanos novamente. Não é uma tarefa fácil. Mas com a ajuda do Doutor, as probabilidades aumentam bastante. Localizado entre Vengeance on VarosThe Mark of the Rani.
.

64 Carlysle Street

O 1º Doutor, Steven e Dodo estão à procura de um alien chamado Roztoq, do planeta Quinnis, citado pela primeira vez por Susan, em The Edge of Destruction. Os viajantes encontram o alien na 64 Carlysle Stree, fingindo ser o Marquês de Rostock para a família Greystone. Por ser um fugitivo, Roztoq está ferindo essa realidade (Quinnis fica no “4º Universo”) e o Doutor lembra isso a ele. Há um caso estranho de possessão e morte, até que o problema seja resolvido. A história de Gary Russell é contada como um registro policial. Localizado entre The Gunfighters e The Savages.
.

Romans Cutaway

Conto de David A. McIntee. O 1º Doutor, Barbara, Ian e Vicki acabam de cair de um barranco, na TARDIS. Esse conto é muito importante porque cobre as ações que acontecem entre o início de The Romans (e que fora também o cliffhanger de The Rescue) e a parte depois do corte, no episódio The Slave Traders, que passa da TARDIS caindo para Ian experimentando uvas. Esse é um dos contos obrigatórios para sabermos como o Doutor e seus companheiros chegaram lá. Localizado entre The RescueThe Romans.
.

Return of the Spiders

Conto de Gareth Roberts. Para o 4º Doutor, Romana e K9, as coisas sempre são muito complicadas. Essa história começa com uma boa cena de um jantar que dá errado. Entram em cenas terríveis aranhas — que são o pesadelo do Doutor, depois de Planet of the Spiders — e ele e Romana lutam contas as feiosas usando hipnose e, no final, fechando um acordo com duas que sobraram, prometendo levá-las para o planeta Arachnos. No final, o Doutor meio que “rouba” para ganhar a aposta que Romana fez com ele, dizendo que esses coisas sempre aconteciam, por isso não eram “incomuns”, como a companion tinha dito que aconteceria. Localizado entre The Horns of Nimon e Shada.
.

uPVC

Conto de Paul Farnsworth. O 2º Doutor, Jamie e Zoe são abordados na TARDIS por um vendedor de janelas que se apresenta como Bill Rigby. O estranho é que eles estão no Time Vortex. O vendedor é enxotado pelo Doutor – o conto deveria explorar mais a identidade do indivíduo – mas ele volta a aparecer na nave. Então algo que ele diz chama a atenção do Time Lord: que as janelas que ele vende mostram a vista que o cliente escolher! Anos depois, Ace está perambulando pela TARDIS e encontra uma sala com uma única janela, algo que faz o 7º Doutor ficar muito bravo. Ali, está a vista para a sua infância. Ele então decide selar o quarto. Localizado entre The Happiness PatrolSilver Nemesis (para o 7º Doutor) e entre The KrotonsPenny Wise, Pound Foolish (para o 2º Doutor).

More Short Trips (Anthology) — Reino Unido, 1º de março de 1999
Autores: Ian Atkins, Dave Stone, Gary Russell, David A. McIntee, Gareth Roberts, Paul Farnsworth
Editora: BBC Books
352 páginas

LUIZ SANTIAGO (OFCS) . . . . Após recusar o ingresso em Hogwarts e ser portador do Incal, fui abduzido pela Presença. Fugi com a ajuda de Hari Seldon e me escondi primeiro em Twin Peaks, depois em Astro City. Acordei muitas manhãs com Dylan Dog e Druuna, almocei com Tom Strong e tive alguns jantares com Júlia Kendall. Em Edena, assisti aulas de Poirot e Holmes sobre técnicas de investigação. Conheci Constantine e Diana no mesmo período, e nos esbaldamos em Asgard. Trabalhei com o Dr. Manhattan e vi, no futuro, os horrores de Cthulhu. Hoje, costumo andar disfarçado de Mestre Jedi e traduzo línguas alienígenas para Torchwood e também para a Liga Extraordinária. Paralelamente, atuo como Sandman e, em anos bissextos, trabalho para a Agência Alfa. Nas horas vagas, espero a Enterprise abordar minha TARDIS, então poderei revelar a verdade a todos e fazer com que os humanos passem para o Arquivo da Felicidade, numa biblioteca de Westworld.