Crítica | DuckTales – 2X04: The Town Where Everyone Was Nice!

plano critico DuckTales The Town Where Everyone Was Nice

“De acordo com um velho sábio: Se não há fotos, nunca aconteceu”

Desde que os primeiros conceitos visuais desse “novo” DuckTales, muitos personagens foram aguardados ansiosamente mas depois da confirmação do retorno dos Three Caballeros nada mais importa. O trio mariachi musical formado por Donald, Zé Carioca e Panchito é um dos mais queridos do público, ainda mais aqui no Brasil, por conta do longa Você Já Foi à Bahia?. Com isso, DuckTales tem a responsabilidade de apresentar os personagens novamente. Felizmente, tudo deu certo e esse acabou sendo um dos melhores episódios de toda a série até o momento.

A família está viajando para conhecer uma nova cultura. Nada de aventuras ou mistérios, apenas um pouco de conhecimento. Patinhas, Donald, os trigêmeos e Patrícia vão ao Brasil para celebrar o festival chamado “A Festa da Flor”, um festival de comida e dança que celebra o desabrochar anual da lendária Drosera Occidendum (de acordo com Patrícia). Patrícia está fascinada como sempre por todas as coisas novas que está aprendendo, mas Zezinho e Luisinho estão mais interessados em capturar o momento digitalmente. Enquanto isso, Donald tem outras preocupações: ele não sabe como dizer para seus companheiros de banda que está falido e mora em um barco na piscina de Patinhas. A solução é fingir que é um milionário, obviamente. Já sabemos onde essa história vai dar, mas com a ajuda de Patinhas e Huguinho tudo fica um pouco mais complicado.

Esse é um episódio que acerta em todos os pontos. Há um ritmo excelente e a entrega de cada piada é certeira. A trama evolui do mais mundano dos passeios para uma situação de vida ou morte daquele jeito que DuckTales faz toda semana, mas em The Town Where Everyone Was Nice! todos parecem estar em sua melhor forma. Não só a introdução de Zé e Panchito rende oportunidades para fazer números musicais e comédia física engraçadíssimas (a música tema dos Caballeros é a mesma, mas ainda surte efeito), o trabalho de voz de David Tennant como Patinhas é sensacional e ele acaba entregando momentos hilários, como a forma que imita um pato senil com dor nas costas ou fala “braggadocious” da maneira rabugenta e contraditória que o solidifica como o meu Patinhas favorito da televisão. Donald também tem seus momentos, e é bom ver o rumo que a série está tomando ao dar mais destaque ao pato incompreensível, aqui ele não se resume ao alívio cômico, Donald faz parte da trama da mesma maneira que os outros personagens.

Ver Zé Carioca e Panchito novamente é maravilhoso, mesmo que Carioca não fale mais português (isso é compreensível se levarmos em consideração a preguiça que o público norte-americano tem em assistir algo com legendas). Os dois mantêm a mesma energia e são o ponto alto do episódio. E por falar no português, há bastante da língua espalhada na vila visitada pelos personagens, como a escrita na base da planta gigantesca que Patrícia admira, ou as menções aos pastéis e acarajé baiano (existe outro?). O mais engraçado é que nem tento um personagem tipicamente brasileiro como Zé Carioca, ainda somos confundidos com o México. Não adianta muito mencionar as comidas típicas se todo o resto da experiência tem mais elementos mexicanos do que brasileiros – não vestimos tanto poncho ou andamos em jumentos quanto imaginam.

Esse erro cultural e geográfico é infelizmente coisa trivial de se ver em produções norte-americanas, mas quem sabe não foi um jeito de inserir um pouco do meio de Panchito no episódio, não é mesmo? Afinal, ele é mexicano e eu sou otimista (até demais, aparentemente). Ainda assim, é coisa relativamente pequena se considerarmos o esforço colocado no enredo; esse sim, exemplar e divertido ao ponto de me fazer rir descontroladamente com a descoberta de qual dos sobrinhos Donald deixou cair quando eles ainda eram apenas ovos.

The Town Where Everyone Was Nice! é DuckTales em sua melhor forma. A segunda temporada parece seguir um caminho completamente diferente do que o esperado, e mesmo que eu esteja ansioso para saber mais sobre o principal mistério envolvendo Dumbela e sua base lunar, é difícil não gostar de episódios tão bem construídos como esse.

Ducktales – 2X04: The Town Where Everyone Was Nice! (EUA, 10 de novembro de 2018)
Criação: Francisco Angones e Matt Youngberg
Direção: Tanner Johnson
Roteiro: Francisco Angones, Madison Bateman, Coleen Evanson, Christian Magalhães, Robert Snow
Elenco: David Tennant, Danny Pudi, Ben Schwartz, Bobby Moynihan, Kate Micucci, Tony Anselmo, Arturo Del Puerto, Bernardo De Paula
Duração: 21 min.

ROBERTO HONORATO . . . Criado pela TV, minha família era o programa dos Muppets e minha segunda casa era a locadora (era fácil de chegar, só precisava atravessar a rua). Não me incomodava rebobinar todas as fitas, e nem podia, já que assistia o mesmo filme várias vezes. E quando não é cinema, o cheiro de quadrinhos me chama de longe e preciso gastar dinheiro que não tenho. E nunca esqueça: #sixseasonsandamovie