Home FilmesCríticasCatálogos Crítica | Em Busca dos Corais

Crítica | Em Busca dos Corais

por Leonardo Campos
96 views (a partir de agosto de 2020)

Com tantas preocupações em nosso cotidiano atribulado, nós, seres humanos, somos levados ao questionamento: precisamos nos importar com os corais? Sim, a resposta é uma sonora confirmação do que é apresentado de maneira elegante, mas com tom de urgência, no desenvolvimento do documentário Em Busca dos Corais, dirigido por Jeff Orlowski, cineasta que também assumiu parte do roteiro da produção, numa parceria com Davis Coombe e Vickie Curtis, membros da equipe que por meio de uma postura de ambientalismo engajado, questionam o mito da infinitude e nos faz observar o quão as celeumas da contemporaneidade podem se projetar para o futuro e promover a extinção de espécies, algo que consequentemente dificultará a permanência da humanidade, também condenada. Produzido pela Exposure Labs, o filme é um manancial de apontamentos reflexivos sobre os desdobramentos das ações humanas no meio ambiente, postura que precisa se modificar emergencialmente para que danos sejam reparados.

Os corais, precisamos saber, são como florestas tropicais para a fauna e a flora de todo o planeta. Os especialistas na área apontam que em média ¼ das espécies de peixes existentes ao longo dos oceanos de nosso planeta dependem deles para a sobrevivência. Ao passo que o planeta aquece demasiadamente, as temperaturas dos oceanos aumentam e os corais passam pelo processo que os biólogos chamam de “estresse”. Com isso, morrem e deixam de ter toda aquela beleza expressada em cores e vidas que entram e saem de suas estruturas porosas. Constituídos por uma espécie peculiar de animais, os corais surgem em formação de colônias marinhas com uma estrutura cilíndrica em forma de saco, tendo a cavidade interna a se abrir apenas em uma de suas extremidades, isto é, a boca. Eles se formam, no geral, em regiões de águas quentes, claras e rasas, mas estudos recentes comprovaram a existência em regiões oceânicas mais profundas. Dois são continentais (de franja e de barreira) e um oceânico (atois).

Peixes, moluscos e outras criaturas circundam por esses espaços para procriar e se alimentar. Forte contra a ação das ondas na costa, os corais também se ofertam como fonte de matéria-prima para a indústria farmacológica, haja vista a quantidade de substâncias importantes para a fabricação de remédios para diversos tratamentos. É esse riquíssimo meio de vida que as lentes de Jeff Orlowski contemplam no documentário Em Busca dos Corais, produção que conta com a participação de Richard Vevers, publicitário que há algum tempo, abandonou a carreira para se tornar um fotógrafo subaquático. Ainda temos Zackery Rago, um jovem cientista que complementa pontos importantes de toda a discussão empreendida. Juntos, eles deflagram a gigantesca onda de calor que mata gradativamente diversos recifes de corais ao redor do planeta, situação radiografada ao longo dos 03 anos de investigação e captação de imagens. Para o espectador, além da reflexão importante, há um festival de belíssimas passagens, cenas deslumbrantes produzidas pela direção de fotografia do cineasta responsável, juntamente com Andrew Ackerman.

O material é acompanhado pela também bela condução musical de Saul Simon e Dan Romer, parte integrante de uma dedicada equipe que ainda conta com os efeitos visuais didáticos de Chris Folta, inseridos para ampliar os interesses interpretativos da equipe em relação aos assuntos abordados. No final, somos questionados acerca das ações que tomaremos como ponto de partida para a diminuição dos impactos da humanidade, em parte responsável pela extinção dos corais. É a poluição, o turismo desordenado e sem equilíbrio, a pesca predatória, a monocultura de cana de açúcar (aqui trazendo para o Brasil), sistema de produção que ao ter o seu terreno lavado pela água da chuva, promove o despejo de água da lavoura nos espaços onde habitam os corais, fontes que se tornam poças de escoamento para esse conteúdo sujo, inadequado, haja vista o fato de impossibilitar a luz ideal para que os corais consigam sobreviver, afinal, fotossíntese sem a fonte de iluminação, sabemos que não rola. Tal como Seaspiracy, Missão Azul e outras produções do tipo, Em Busca dos Corais expõe e questiona. Cabe agora aos humanos se posicionarem além do discurso e ajudarem na modificação do panorama.

Em Busca dos Corais — (Chasing Coral) Austrália/Estados Unidos, 2017.
Direção: Jeff Orlowski
Roteiro:  Jeff Orlowski, Vickie Curtis, David Combee
Elenco:  Andrew Ackerman, Neal Cantin, Mark Eakin, Manuel González-Rivero, Phil Dustan, Pim Bongaerts, Ruth Gates
Duração: 97 min.

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais