Home Música Crítica | Halloween Ends – Trilha Sonora Original

Crítica | Halloween Ends – Trilha Sonora Original

John Carpenter de volta para a textura percussiva do último episódio da nova trilogia Halloween.

por Leonardo Campos
176 views

Um tema principal com sintetizadores que marcou para sempre a história do cinema. Em 1978, John Carpenter dirigiu e escreveu Halloween: A Noite do Terror, além de compor a trilha sonora simples, mas eficiente, uma faixa que transborda hoje em toques de celulares, produções metalinguísticas e continuidades da franquia com o antagonista Michael Myers e a final girl Laurie Strode, linha narrativa que em 2018, ganhou uma continuação que ignorou todos os filmes predecessores, com exceção do primeiro, dando seguimento ao processo de luto e tragédia, estabelecidos há 40 anos em Haddonfield. Sucesso de crítica e bilheteria, logo os realizadores capitalizaram em torno de uma nova trilogia dentro da extensa franquia, agora com 13 filmes. Halloween Kills: O Terror Continua e Halloween Ends compuseram o pacote, ambos com trilhas sonoras que emularam o tema principal e outras variações elaboradas por John Carpenter. Desta vez, o resultado ainda é satisfatório, apesar da sensação de alguma falta de criatividade para a expansão necessária neste filme que encerra uma nova era pra Michael e Laurie.

A introdução com coral fantasmagórico e batimentos cardíacos, muito eficientes, tomam a passagem oceânica de Where is Jeremy?, uma textura percussiva coesa, envolvente, atmosférica e com destaque no combo ao promover um “estrangulamento” de cordas, algo típico de John Carpenter, juntamente com uma estilosa linha de baixo. Logo mais, temos o Main Title, apresentado por meio de uma variação mais básica que as antecessoras deste universo dirigido por David Gordon Green e produzido pela Blumhouse. De volta e em grande estilo, temos Laurie’s Theme, numa apresentação híbrida de 1978, com notas peculiares que expõem o mau presságio logo nos primeiros momentos de Halloween Ends, versão diferente do tom mais melancólico da trilha sonora de 2018. Sintetizadores dominam com toda força em Cool Kid, um lamento acompanha Drags To The Cave e uma lenta versão do tema principal encorpa Evil Eyes.

Ademais, podemos ressaltar os bons resultados de Corey and Michael, faixa com riffs metálicos e paisagem sonora crescente, Kill The Cop e seu tom de musicalidade agressiva, tal como a cena em questão, o piano assombroso e tensão da guitarra em The Junk Yard, o tom cortante dos sintetizadores em The Fight, o momento mais esperado do filme, isto é, a batalha entre Laurie Strode e seu antagonista Michael Myers, além do tom triunfante de The Procession, faixa com batidas retumbantes que delineiam o fim de uma era. Agridoce, mas com o tom mais calmo de toda a trilha sonora, Cherry Blossoms define o atual momento de Laurie Strode, uma mulher carregada de traumas, mas com a chance de viver momentos confortáveis ao lado do xerife Hawks, seu interesse amoroso numa existência anteriormente exclusivamente enclausurada.

Confesso que ao longo da exibição de Halloween Ends, mesmo com as passagens que resgatam temas essenciais da franquia, a presença do tema principal poderia ter sido mais fincada, haja vista a incansável conexão do tema principal com as cenas do filme. Com retomada de trechos de faixas das trilhas dos antecessores desta trilogia, John Carpenter, Cody Carpenter e Daniel Davies mantém o estilo e mesclam os momentos clássicos deste universo com a nova roupagem traçada neste encerramento ousado que inclui uma série de reviravoltas exorbitantes que chocam aqueles mais interessados em rever, mais vezes, tudo aquilo já apresentado anteriormente. O synth-wave conecta as 21 faixas deste lançamento com disponibilidade em mídia física para 2023. O trio, inspirado, entrega em Halloween Ends, um punhado de paixão com sonoridades diversificadas, para dialogar com o texto dramático deste “slasher épico”. Além das composições comentadas, aos ouvintes, destaque para Transformation, Bye Bye Corey e Where Are You. Não funciona dissociada do filme como as trilhas de 2018 e 2021, mas é um bom trabalho.

Halloween Ends (Music from the Motion Picture)
Compositor:
 John Carpenter, Cody Carpenter, Daniel Davies
Gravadora: Sacred Bones Record
Ano: 2022
Estilo: Textura percussiva

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais