Home QuadrinhosArco Crítica | Invencível – Vol. 6: Um Mundo Diferente

Crítica | Invencível – Vol. 6: Um Mundo Diferente

por Kevin Rick
228 views (a partir de agosto de 2020)

Após Perfeitos Estranhos focar nas consequências melancólicas da família Grayson pós-descoberta de pai/marido genocida intergaláctico, e Fatos da Vida tocar em questões mais existencialistas do elenco, Um Mundo Diferente decide, como o próprio título diz, nos levar a uma viagem universal para um planeta com uma povoação similar a formigas, que sustentam um ciclo existencial de apenas 9 meses, e que, obviamente, necessitam da ajuda de Mark (assim como todo mundo nesse universo).

O pedido de socorro foi orquestrado por ninguém menos que Nolan, o próprio Omni-man, que se tornou líder do mundo alien para posterior dominação do Império Viltrumita. O reencontro deles rende uma das mais belas e emocionantes cenas da série — a primeira que me lembro vividamente antes da releitura, porque me marcou tremendamente —, pois vemos um Mark abarrotado de problemas, segurando-os para não transpor seu estado psicológico e emocional debilitado para sua mãe, Cecil, sua namorada, e qualquer outro em contato com ele. Uma olhada em seu pai e a raiva, segurança, pose, tudo desfalece, restando lágrimas e o conforto da figura paterna que o renegou. É uma cena muito linda e memorável da HQ.

O momento tocante é passageiro, revelando a verdadeira situação quebrada do relacionamento entre os dois, mas Nolan sequer dá tempo para uma reflexão ou diálogo sobre os acontecimentos e joga bomba atrás de bomba no colo de Mark. Nessas conversações é possível notar uma certa contradição identitária nas ações de Nolan, posteriormente reiteradas durante sua reação à chacina local. Esse crescimento de sentimento e empatia no imortal outrora carniceiro continua a evolução humana do seu ótimo arco de desenvolvimento, provendo meu elemento favorito do volume: choque cultural.

Em uma espécie de justaposição do Nolan, Kirkman trabalha essas divergências fisiológicas, doutrinárias e ideológicas, meio que até justificando, ou pelo menos retirando a estigma de vilania dos Viltrumitas, nessa exposição de tais situações absurdas, como genocídio, são normais dentro dos padrões civilizatórios do Império, e não necessariamente atos hediondos, e sim dias comuns de trabalho. Claro que, aos nossos olhos, são conjunturas irracionais, assim como aos de Mark, e, agora, de Nolan. Uma humanização emocional e cultural da sua personalidade. E esse estudo comportamental de diferentes visões planetárias é levado ao mundo conquistado por Nolan, que não apenas consentem a subjugação, mas aceitam o reinado do pai de Mark como uma dádiva local. Adoro esse trabalho de ângulos universais por diferentes óticas que o Kirkman trabalha, enriquecendo seu próprio universo e fazendo um exercício de ponto de vista através da dupla Grayson.

E, como vocês podem ver na imagem acima, tudo termina em conflito. Uma pancadaria frenética e ininterrupta no miolo do volume, correndo para diferentes lados da degenerada mente de Kirkman e absolutamente linda/violenta arte de Ottley. É uma leitura acelerada, arrebatadora, chocante e muito, muito divertida. Por fim, sobram as consequências, e o roteiro da série continua navegando no desenvolvimento de tramas paralelas de possíveis antagonistas, evolução (ou seria desconstrução) do arco de Deborah e do relacionamento de Mark com Amber, de modo orgânico, nunca retirando o foco da hostil e brutal narrativa principal, com muita substância existencial e discursos de choque cultural. Um Mundo Diferente é o melhor arco de Invencível até aqui (tenho a impressão que falo isso a cada novo volume), deixando muitos vestígios para o futuro selvagem e impetuoso de Mark.

Invencível – Vol. 6: Um Mundo Diferente (Invincible – Vol. 6: A Different World) – EUA, 2005/2006

Contendo: Invencível #25 a 30
Roteiro: Robert Kirkman
Arte: Ryan Ottley
Colorista: Bill Crabtree
Letras: Rus Wooton
Editora original: Image Comics
Data original de publicação: Agosto de 2005 a abril de 2006
Páginas: 161

Você Também pode curtir

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais