Home TVEpisódio Crítica | Legends of Tomorrow – 5X08: Zari, Not Zari

Crítica | Legends of Tomorrow – 5X08: Zari, Not Zari

por Luiz Santiago
267 views (a partir de agosto de 2020)

  • Há SPOILERS! Leia aqui as críticas dos outros episódios.

Se você vem acompanhando as minhas críticas desde o início desta 5ª Temporada de LoT certamente imaginava que eu iria começar o texto abominando o que fizeram com Behrad neste episódio, não? Como se atrevem, Morgan Faust, Tyron B. Carter? Bem, brincadeiras (nem tão brincadeiras assim) à parte, eu realmente espero que a morte de Behrad seja uma das coisas possíveis de se reverter na série. Gosto bastante do personagem, gosto bastante do ator e jamais gostaria de vê-lo sair do time por agora. Se alguém tem que sair, que seja Mick. Aliás, quem deveria ter saído no episódio passado não era Ray e sim Mick… Mas chega de rabugice chorosa em relação a quem sai ou a quem fica. Vamos ao episódio.

Zari, Not Zari atrasou bastante. Devido à crise de produção causada pela COVID-19, os episódios gravados da série precisaram ser melhor distribuídos no cronograma da emissora (isso na verdade tem acontecido com diversos programas, em diversas redes de TV e não só nos EUA), para segurar a audiência engajada por mais tempo, até que a produção volte a funcionar. Houve então uma espécie de segunda mid-season, já que o primeiro largo espaço entre um episódio e outro neste ano de LoT havia acontecido entre Mr. Parker’s Cul-De-SacRomeo V. Juliet: Dawn of Justness. E o curioso é que pelo título, eu imaginei que o foco seria a comédia, mas… estava enganado. Não só o meu personagem favorito do show hoje teve o seu paradoxal fio da vida cortado, como também tivemos uma tensa e intensa procura das irmãs de Charlie pelas peças do Tear do Destino.

O início, no entanto, não nega a veia cômica do show. A palavra correta aqui é “fofo” mesmo, e é exatamente essa sensação que temos ao ver os olhares e o constrangimento de Zari e Nate após apenas dormirem juntos, o que traz uma fantástica abertura e um gancho para a posterior revelação e encontro de Zari consigo mesma, na Dimensão do Totem. Todo esse bloco dela tem um sabor especial, enfim tirando um pouco daquele ar chatinho de Barbie que a Zari blogueirinha tem e trazendo a Zari mais resoluta, com um outro tipo de chatice (mas que eu prefiro) em cena. Isso sem contar a bela relação que ela tem com o irmão e que recebe toda a atenção do roteiro e da direção aqui, com SobhianAshe mostrando o quanto conseguem ser empáticos, intensos e carinhosos ao tentar proteger o personagem do outro.

Eu preciso entender qual é a da minha constante rejeição a essa luta de Mick para se enturmar com a filha, mas confesso que é a parte do episódio onde não consigo mais me divertir. A exceção aqui é que temos Jes Macallan acompanhando o brutamontes, e tudo fica melhor com Jes Macallan, então a apreciação se torna mais fácil. Todavia, a coisa parece não andar. O plano não leva o status da relação de Mick com a filha para canto nenhum e, mais uma vez, é preciso levantar a ideia do quão absurdo é essa quebra de forças para um momento importante entre as Lendas. Mick deveria pelo menos fazer um trabalho de busca secundário. Se pelo menos ele estivesse protagonizando um bloco à parte mais empolgante e instigante, a questão seria diferente. Contudo, um drama familiar de caráter emotivo, sinceramente, não tem assim tanta força numa série cômica de ficção científica quanto os showrunners imaginam ter, ao menos não da forma como está sendo trabalhado. Ainda mais com alguém tão pouco emotivo ou relacionável quanto Mick.

Já o lado de Charlie e Constantine sempre dá pano pra manga (ainda mais fazendo referência a Supernatural…). Eu gosto de ver os episódios sempre avançando com a temática principal aqui, especialmente agora, com as outras duas irmãs entrando na joga. Mas ao mesmo tempo sinto que há algo estranho nesse lado da história, algo que parece travar um pouco mais essa parte, o que é paradoxal, já que no geral as coisas estão seguindo em frente. A impressão geral que eu tenho é que esse drama das irmãs e do Tear continuam tendo uma aura meio aleatória, para ser sincero. Talvez uma maior ligação com o inferno e principalmente uma relação mais íntima com as almas vindas de lá melhorasse a coisa, aprofundando-lhe o sentido. Quem sabe agora colocado mais uma Lenda como parte da busca (Zari querendo o irmão de volta), o senso de pertencimento não engloba melhor a trama inteira? Assim espero!

Legends of Tomorrow – 5X08: Zari, Not Zari (EUA, 21 de abril de 2020)
Direção: Kevin Mock
Roteiro: Morgan Faust, Tyron B. Carter
Elenco: Caity Lotz, Maisie Richardson-Sellers, Tala Ashe, Jes Macallan, Amy Louise Pemberton, Nick Zano, Dominic Purcell, Matt Ryan, Shayan Sobhian, Sarah Strange, Mina Sundwall, Jack Gillett, Joanna Vanderham, Lisa Marie DiGiacinto
Duração: 42 min.

Você Também pode curtir

33 comentários

Isac Marcos 27 de maio de 2020 - 00:15

Por motivos de força maior, tive que parar com seriados e só agora estou “correndo atrás do tempo perdido”, daí me deparo com esse episódio e não sei se fiquei mais triste pela morte (tenho certeza que temporária) do Behrad ou por ver a cena e imaginar sua tristeza, Luiz… rsrs.
Muito bacana a cena (e atuação para mostrar as diferenças) entre as duas Zari. E de fato, Mick já deu o que tinha que dar no seriado.
Enfim, vou nessa que ainda dá pra mais um episódio apesar da hora (“só mais um episódio” e o dia vai raiando né…rsrs). Luiz, minhas condolências por sua viuvez precoce de personagem rsrs, mas que dentro de breve possamos comemorar o retorno do B!!!

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 28 de maio de 2020 - 03:37

Tadinho do meu B. Ele é lindo, ele é charmoso, ele é divertido, ele tem um jeitão fantástico. Fiquei todo contra ele no começo, mas depois passei a amar o personagem! Não vejo a hora dele voltar!

Responder
Um cara legal 26 de abril de 2020 - 23:09

Gostei

Responder
Renan Melgaço Nascimento 26 de abril de 2020 - 20:22

Quando sai a crítica de The Flash 6×16?

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 27 de abril de 2020 - 07:04

Provavelmente na próxima semana, em compilado com o da semana corrente…

Responder
Wies e thal 25 de abril de 2020 - 11:53

Desconfio que o arco paternal do Mick pode ter a ver com a saída do mesmo da série, para talvez viver com a nova família.
E por que a Charlie não é tão poderosa como suas irmãs? Virou até uma menininha de tanto medo da replicante genérica.
Impressionante como Constantine encaixou-se bem no show.
Ainda que tenha muito coisa acontecendo em tela, todos os personagens ganham seus devidos espaços, até a sensual Gideon

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 25 de abril de 2020 - 12:45

Pois já to aqui almejando logo a saída de Mick. Já vai tarde.

Quanto a Charlie, pelo que entendi, cada função das irmãs dá poderes diferentes para cada uma…

Responder
Josué de Morais 26 de abril de 2020 - 20:56

Mas tipo pelo que entendi, tem uma parte em que elas falam que ela até sangra como uma humana. Como se ela tivesse perdido ou desistido de seus poderes.

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 27 de abril de 2020 - 07:04

Sim, foi exatamente isso que ela falou… Talvez por ter renunciado a função dela como deusa, sei lá. A série não explicou isso ainda, só foi uma informação semeada.

Responder
Odimara 25 de abril de 2020 - 11:36

ótima crítica. Nota merecida, que episódio divertido, as referências foram maravilhosas. Tocou parte da trilha sonora de Supernatural, o Nathan até estava mais parecido com Dean, mas acho que foi coisa da minha cabeça kkkkk Acompanho Supernatural há anos, sei que se tornou guilty pleasure, muito repetitiva, mas tenho carinho por ela. Supernatural, Buffy e Smallville foram as minhas primeiras.

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 25 de abril de 2020 - 12:45

Acho que vi uns 3 episódios de Supernatural na vida…

Responder
Odimara 25 de abril de 2020 - 17:36

Então você foi resistente ao charme dos irmãos Winchester kkkkk. A maioria que eu conheço largaram após a quinta temporada que era o auge da série. Depois da quinta, deu uma decaída, apenas algumas se sobressaem como a oitava e a nona temporada.

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 25 de abril de 2020 - 19:06

Nesse charme eu não caí não. E olha que eu caio em charmes facinho facinho hahhahahahahhahaha

Responder
Odimara 26 de abril de 2020 - 20:15

Entendo. Se fosse hoje em dia também não, mas comecei assistir novinha kkkkkkk.

Vanessa Sales 25 de abril de 2020 - 18:47

Supernatural é um xodó

Responder
Um cara legal 26 de abril de 2020 - 23:09

E aí Marcos, belê, ainda fingindo ser a Stella? Mas tu é danado mesmo.

Responder
Igor José 25 de abril de 2020 - 09:19

Todas as partes do Mick nessa temporada estão ruins, mas após esse episodio tenho a teoria que a filha dele vá se junta a equipe

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 25 de abril de 2020 - 09:30

Fazendo o quê?

Responder
Wies e thal 25 de abril de 2020 - 11:46

Combatendo os bises (esse plural existe? Rsrsrs) com postagens de ódio na internet

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 25 de abril de 2020 - 11:53

AHUAHAUHAUHAHAUHAUHUAHUHAUHAUHAUAHUAHUAHUHUA

Responder
Igor José 25 de abril de 2020 - 14:41

O Mick treinaria ela para ser uma nova versão do Capitão Frio, E a presença dela mudaria a dinamica da equipe. Essa é minha teoria para o arco do personagem

Responder
Vanessa Sales 25 de abril de 2020 - 08:49

Minha desconfiança sobre a amiga da Astra ser a irmã da Charlie estava certa. Falta agora só o Constantine perceber

Responder
Vanessa Sales 25 de abril de 2020 - 08:49

Tchau Behrad 🙌 (Mesmo que temporiamente).
Quando vi o nome do episódio fiquei feliz pensando que enfim ia acabar essa lamúria da Zari “falsa” e chata.
Achei que foi um furo a irmã da Charlie atrás dela,fingindo ser o Constantine e ela não perceber 💁

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 25 de abril de 2020 - 09:01

Não fala assim do meu Behrad!!!

Responder
Vanessa Sales 25 de abril de 2020 - 09:30

Achei fofo o Mick querer recuperar o tempo perdido.

Responder
Thiago 24 de abril de 2020 - 11:47

Eu gostei desse episódio “mais sério” e /graças a Deus/ o behrad volta, só ver o trailer da temporada que ele fala que é como se ele tivesse fumado algo bem forte. Confesso que não esperava que esse arco do tear fosse se desenrolar tão rápido assim, talvez por trauma da segunda temporada. Vai ver esse mini plot da Astra foi só pra revelar uma das irmãs da Charlie, que no fundo seriam as grandes vilãs da temporada

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 24 de abril de 2020 - 12:54

Pois é, mas você tem a impressão de que está faltando algo, mesmo andando rápido?

Responder
Victor Martins 24 de abril de 2020 - 15:36

Não quero ser “aquele cara” que fica desvirtuando os comentários com OFF’s, mas como mendigo de crítica em quarentena, e chocado com os eventos do dia de hoje, gostaria de perguntar se vocês planejam fazer uma crítica da nova obra de David Simon, a minissérie The Plot Against America.

Abraços.

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 24 de abril de 2020 - 16:32

@disqus_kEtKAO3GYS:disqus pretendemos sim. Está na grade já!

Responder
planocritico 24 de abril de 2020 - 23:52

Sai até segunda no máximo.

Abs,
Ritter.

Responder
Wies e thal 25 de abril de 2020 - 14:50

Se tudo se ligar no fim, ótimo. Caso contrário, irá parecer que foram abandonando as idéias empregadas durante a temporada

Responder
Vitor Guerra 24 de abril de 2020 - 11:32

A parte do Mick foi tambem a que eu menos gostei e concordo com você que ele ta sobrando nessa temporada.
O núcleo das Zaris e do Tear foi bem mais interessante, adorei toda a tensão da luta contra Átropos e os momentos de drama foram bem executados.(e adorei as referencias a Supernatural haha)
O encontro das Zaris tambem foi legal que foi basicamente uma metáfora para autoaceitação. Zari 2.0 se sente insegura em relação a sua versão super heroica e acha que os outros gostariam mais dela enquanto a Zari 1.0 não se importa com essa coisas e fica feliz por saber que sua família está viva e bem(o que é tragicamente desfeito quando Behard é morto no final)
To empolgado pra ver a parceria Zari e Constantine na busca do Tear, promete boas coisas.

Responder
Luiz Santiago 🌮😈🐂½ 24 de abril de 2020 - 13:56

E o curioso é que é uma dupla super “improvável”… quem diria, né. Ainda mais ESSA Zari! hahahahahhahah

Responder

Escreva um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumimos que esteja de acordo com a prática, mas você poderá eleger não permitir esse uso. Aceito Leia Mais